quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Penélope das ruas

Ônibus lotado, setembro chegou, o calor dos corpos, suores, desodorantes no ar, cheiro de gente. Da janela, viam-se pequenos jardins onde minúsculas flores despertavam nossos sentidos com cores primaveris. Breve namoro com a natureza no caos da cidade veloz, feroz.
Vestido de tricô verde-claro, artesanal, ponto a ponto, ela trazia em suas robustas e calosas mãos, agulhas de tricô que se movimentavam magicamente, hipnoticamente céleres.
Os atropelos do veículo não alteravam o seu ânimo, tranquila estava, sentou-se ao meu lado.
Chegou o ponto final e desceu. Ainda a vejo parada na rua, Um pouco de verde na dureza cinzenta do asfalto, sol sobre sua cabeça de fios prateados. Novelo vivo de lã humana, tecelã dos nadas.
Penélope das ruas, anônima e solitária. Perdeu-se do meu olhar.

33 comentários:

ReltiH disse...

EXCELENTE RELATO. MUY NOSTÁLGICO EL CIERRE.
UN ABRAZO

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Vanuza! Passando para apreciar esta bela e profunda história/estória e matar a saudade.

Beijos,

Furtado.

isa disse...

E dessas mãos calosas saiu,certamente
algo de belo.
Amei seu texto, minha querida.
Tem uma imagem maravilhosa no cimo do seu blog! E os dizeres? Maravilha.
Beijo.
isa.

Olhos de mel disse...

Pois é querida amiga; uma entre tantas que se movimentam na multidão anonimamente. E precisam vencer uma batalha por dia, precisam acreditar no outro dia, porque a noite, é mais uma virada na luta, nessa guerra tão cruel e tão desumana.
Lindo post! Gostei demais!
Beijos

Sherazade disse...

Minha amiga querida; que lembrança e que visão mais aguçada sobre a imagem humana... muitas vezes estamos tão absortos em nossa lida, que muita coisa nos passa despercebida. Mas são as Penélopes e as Marias, que escondem as lágrimas nos sorrisos e vão a luta, pelo pão de cada dia.
Beijos

O Sibarita disse...

Ô moça! kkk Pois é, você tem essa sensibilidade de ver, admirar o próximo, ainda, que em momentos surreal, é isso, coração bondoso é assim, tem esse magnetismo de envergar o que os outros não enxergam.

Porreta! Belo texto do dia dia...

Aimôpai! kkkk Como está dona menina? Melhor? Tomara que sim!

O Sibarita

Graça Pereira disse...

Penépole das ruas...mas que deixou na tua alma este texto tão poético!
Uns ou umas, tricotam a vida com lãs de muitas cores e outros ou outras, como tu...tricotam palavras de uma beleza enorme, com uma humanidade desnudada que poucos vêem.
Beijo carinhoso e votos de um fim de semana com aromas de primavera.
Graça

Aracy Crespo disse...

Vanuza,obrigada pela visita minha flor, como sempre textos perfeitos. Lembe-se nunca esqueça de mim, porque jamais esquecerei de você, acredite...

Um beijo no coração e fica com DEUS!!!

O Árabe disse...

Penélope... símbolo da esperança que vive em nós! Boa semana, amiga.

Rodrigo disse...

Como somos ingênuos!
A sábia mulher tece o tempo em suas sofridas mãos...
Enquanto trabalha, seu interior desfaz sua tristeza...seus medos.
O resultado é uma peça que vai aquecer um corpo...uma alma...!

Um grande beijo para ti meu amor!
Rodrigo!

cirandeira disse...

Oi Van, estive aqui na semana passada, infelizmente meu comentário não foi concretizado,pois não o estou vendo por aqui :)
Gistei muito de tua postagem (como
sempre! )
Passamos todos os dias por muitas Penélopes sem nos darmos conta que
elas são a maioria dos habitantes
desse nosso planeta! São elas que
nos dão força, coragem e poesia
para suportarmos os batentes do dia-a-dia!

beijos, amiga

Daniel Costa disse...

Querida Vanuza

Que bela prosa poética que apresentas!
Enquanto com traços de erudição, tem muito de urbanidade!

Beijos de amizade

Machado de Carlos disse...

Olhares procuram na imensidão o desenrolar da multidão, assim como um novelo a procura da cor da sua linha. São olhos sofisticados que indicam as flores especiais, no jardim, através da janela.
Os corpos se movimentam em meio ao calor de setembro, causando os suores naturais. Enfim, o coletivo segue ao encontro da melhor brisa...

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

São essas mãos ásperas que conseguem dar um carinho imenso e um aconchego sem igual, um texto muito bom mesmo.

Deixo um beijinho e agradeço o carinho no aniversário do meu blogue.
Sonhadora

Benno disse...

Que lindo. Para ser Penépole não precisa aguardar qualquer retorno de Ulisses. As Penélopes que estão fora das páginas imortais, aquelas Penélopes que vivem nas cidades do mundo real, esperam apenas, talvez, o tempo passar, pois muitas vezes não há um Ulisses no mundo real. Por isso tricota, e o tricô embala seu sonho e lá no sonho, enfim, o encontro. Beijos

Zilani Célia disse...

OI VANUZA!
PENÉLOPES DAS RUAS ANÔNIMAS,MAS, QUE SÃO EM SUA MAIORIA,GUERREIRAS LUTANDO POR UMA FAMÍLIA INTEIRA.
BELO TEXTO.
ABRÇS

zilanicelia.blogspot.com.br/
Click AQUI

* Edméia * disse...


*Belo texto, Querida Vanuza !!!

*Menina, haja CALOR em pleno final

da estação que deveria ser de

INVERNO !!! *Meu Deus !!! O.O

Literatura & Companhia Ilimitada disse...

Oi Vanuza! Passando para agradecer e retribuir a tua honrosa visita e o teu amável comentário, assim como dizer que, iguais a essa, existem muitas Penélopes que batalham em benefício de muitos.

Beijos,

Rosemildo Sales Furtado.

Everson Russo disse...

Belas cenas do cotidiano minha amiga,,,um super beijo de boa noite pra ti e uma bela sexta feira,,,e me perdoa a ausencia,,,vida corrida por aqui,,não irá mais acontecer...beijos e flores....

Everson Russo disse...

Um maravilhoso final de semana pra ti minha amiga querida,,,muitas poesias muitas flores...beijos e beijos...

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA NOITE MINHA QUERIDA !!!!!
VIM FAZER-TE UMA VISITA PARA AGRADECER O CARINHO QUE DEPOSITASTES LÁ NO MEU CANTINHO E ME FAZER DE SEGUIDORA DO SEU BLOG,POIS ACHEI INTERESSANTE E MUITO CRIATIVO...
HÁ ! o NOSSO AMIGO DANIEL FALA BEM DE VC ...
BJSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!

PS:DEMOREI APARECER,PQ ESTAVA AUSENTE POR ESSES DIAS.PASSA LÁ NO MEU CANTINHO PARA VERES COM QUEM ESTIVE OCUPADA POR ESSES DIAS .

Everson Russo disse...

Um belo sábado pra ti minha amiga querida,,,beijos poesias e flores sempre....

Everson Russo disse...

Um belo domingo pra ti minha amiga e uma semana repleta de bons acontecimentos...beijos e flores....

O Árabe disse...

Boa semana, Vanuza. Aguardo o novo post!

Evanir disse...

Temos tanta impaciência que
tentamos dar uma mãozinha para Deus e neste momento
acabamos é atrasando ainda mais.Deus tem o motivo
certo na hora certa para cuidar de nós e nos entregar
aquilo que necessitamos.
Ele não nos da tudo que queremos mas sim tudo que
necessitamos a cada dia.
Viver cada dia é um desafio e tanto para nós que estamos
sempre querendo tudo tão depressa,
mas quando aceitamos a situação
começamos a prender mais sobre os mistérios de Deus.
Eu não sei quanto tempo vou aguentar fazer minhas visitas mesmo
levando cola infelizmente muitas pessoas deixaram
de me visitar por esse motivo mesmo sabendo do
difícil momento ,que estou passando.
Para complicar minha situação
minhas vistas estão me deixando
meia maluca de tanta dor.
Meu médico já trocou inumeros colirios,
mais glaucoma é realmente difícil
acertar a medicação quando pressão
dos olhos sobe muito a dor é intensa.
Por favor procure me enteder nada esta sendo facil para mim,
principalmente ter ,que levar a publico minha
vida particular.
DE madrugada quando o sono se vai estou escrevendo
meu segundo livro no ano que vem se Deus quiser
será publicado.
O livro A Viagem não pretendo
fazer mais fiz o bastante para não ter segunda edição.
Eu pretendo sim fazer alguns exemplares em Espanhol.
Sua amizade é muito importante ficarei feliz
em poder continuar recebendo seu carinho.
Fique com Deus e tenha uma semana abençoada!
Beijos na sua alma,Evanir.
Perdão Pelo Longo Comentário.
MINHA AMIGA VOCÊ È UMA LINDA MULHER ALEM DE SER UMA EXCELENTE ESCRITORA.

Everson Russo disse...

Uma linda noite e uma excelente quarta feira pra ti minha amiga querida,,,beijos flores e poemas pra ti...

Olhos de mel disse...

Querida amiga; essa Penélope, são as Marias que correm atrás do pão de cada dia. Muitas sem esperanças, outras cheias de vida sonhando em ser algo mais sem tanta lida.
A sobre o blog de Bia; no período de aulas ela quase não vai lá e quando coloca algum poema precisa da minha ajuda para visitar, porque ela não sabe direito.
Beijos

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Passando para agradecer a visita carinhosa e deixar um beijinho.
E...estás linda nessa foto.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

mARa disse...

Sensibilidade do seu olhar. Ótimo!

bjão!

Daniel Costa disse...

Querida Vanuza

Mais uma leitura, encontro sempre muito bem fluídas as tuas crónicas.
Vim dizer que há novo capitulo no TOP SECRET OLAVO. Enquanto os meus poemas, passaram a entrar de novo no Orkut.
beijos de amizade

Severa Cabral(escritora) disse...

Bela madrugada !!!!!!!
vim trazer meu carinho e desejar-te um final de semana fenomenal!!!!!!
Bjssssssssssssss

Fa menor disse...

Bonito!
Gosto de crochês e tricôs.

Fanzine Episódio Cultural disse...

CHE GUEVARA

O látego do carrasco
Deixou a mostra as veias abertas
De uma América sem líderes,
Cheia de ditadores patéticos
E de déspotas obtusos,
Promíscuos em suas salas de mármore.

Há os que iludem com discursos
E os que mentem sem palavras –
Apoderam-se de mecanismos de tortura
Para espalhar o pânico e o terror.

A América se ergue com a sua mão direita
Que, ensangüentada, deixa-se extinguir,
Cambaleante cai sobre a perna esquerda,
Em repetidos golpes...

O guerrilheiro está morto!
Seu idealismo se tornou sonho,
O sonho transcreveu sua lenda,
A lenda transformou-se em eternidade.

A América de Guevara se perpetua,
Em sua eterna busca
Pelos verdadeiros líderes,
Por sua total e plena liberdade.


*Agamenon Troyan (poeta brasileiro), autor do livro O ANJO E A TEMPESTADE