sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Filmes espiritualistas, mas sem preconceitos, OK?

Anda acontecendo um fenômeno, no mínimo, muito interessante no cenário cinematográfico mundial. Direto ao assunto e, por favor, vamos encarar as coisas com a mente aberta, sem aqueles resquícios de "essa não é minha religião", "sou ateu de carteirinha", aquelas bobagens todas. Vamos crescer, por favor.
Comecemos por aqui mesmo, no Brasil, onde foram lançados, já faz um tempinho, dois filmaços sobre a imensa obra mediúnica de Francisco Cândido Xavier, o nosso generoso e despojado Chico Xavier que vendeu uma fortuna em livros, mas não ficou com um níquel sequer; viveu e morreu modestamente da sua aposentadoria.

O filme Nosso Lar retrata com acerto e de forma fidedigna as intempéries da vida além-túmulo. Cenários computadorizados, modernos e uma linha de grandes atores.Não perde nem mesmo para os filmes internacionais, é bom.

O outro é a própria biografia de Chico Xavier - esse também o título -, onde documentário e filmagem dos episódios mais marcantes da sua longa existência são misturados na dose certa. Sem erro, um filme imperdível e com uma passagem até cômica quando Chico que tinha medo de avião, ficou aterrorizado ao viajar em um deles, sendo severamente recriminado por seu guia espiritual, Emmanuel. Mas continuou a gritar feito louco no avião, mostrando que mesmo as pessoas mais elevadas, moral e espiritualmente, também têm seus momentos de fragilidade.

O terceiro é Meu tio Boonniee e suas Vidas Passadas. Aqui, eles não facilitam para o grande público, é arte pura, mas com fundamentos budistas e nada, nada ocidental. Um homem vai para a floresta da Tailândia com alguns familiares e de forma naturalista, sem efeitos especiais, se reencontra com familares já falecidos e outras lendas que povoam o imaginário desse país. O filme levou, com muita justiça, o Cannes de 2010 e está arriscado a arrebatar o Oscar de melhor filme estrangeiro. Para ver duas vezes. Uma só, não dá, gente.

Comer, Rezar, Amar é bastante hollywoodiano, mas transcorre bem, apesar dos clichês. Julia Roberts que renasce das cinzas (ela andava muito caidinha) no papel de uma mulher rica e malamada, encontra um velho guru que lhe diz tudo sobre o passado, presente e futuro. Ela reza no Cambodja, capital do Vietnã, come na Itália (e muito) e encontra o amor de sua vida no personagem de Javier Bardem que, curiosamente, faz o papel de um empresário brasileiro com sotaque espanhol. Lógico, né? O Bardem nasceu na Espanha. Imagens bonitas e, felizmente, tudo acaba bem. Podemos assisti-lo sem desgosto.

Ah, queria assinalar também um seriado muito bem feitinho que é o Ghost Whisperer. Nesse, vocês vão sentir um pouquinho de medo, pois os espíritos sofredores aprontam poucas e boas antes de se renderem ao charme da talentosa atriz Jenifer Love Hewitt. Os episódios são curtos, mas têm uma equipe técnica de primeira, composta até de médiuns renomados que prestam assessoria ao seriado. Legal mesmo! Eu adoro!

E para encerrar, vamos ao Biutiful (é assim mesmo que se escreve, não errei não, pelo menos, dessa vez). Pessoal, coisa de gênio, viu? Outra vez e sempre, o super ator, Javier Bardem dá um show de interpretação. Um homem doente, desempregado e com dois filhos pra criar (sentiram o drama?), lá no México (meu Deus!), um pária social que vive de golpes e trambiques, porém, recebe uma ajudinha dos desencarnados...enfim, vejam!
Falando um pouco sério agora, será que essa tal explosão de espiritualidade não se deve também ao declínio do materialismo em que vivemos mergulhados e agora, com as crises americana e européia, muita gente boa está parando para fazer suas reflexões?
É o velho e bom ditado: " Se não vai por amor, vai pela dor!"
Inté!
Fui!
Mas eu volto...

47 comentários:

meus instantes e momentos disse...

que bom voltar aqui...
Tenha um final de semana feliz.
Maurizio

Sergio disse...

Hola Vanuza,

me encantó leerte de nuevo.
Me gustaron todas las sugerencias.

Saludos argentinos,

Sergio.

Canto da Boca disse...

Desses aí eu só vi o Chico Xavier, centrei-me mais na história do homem, do que no todo, sem deixar de observar a atuaçao de cada um. Os demais nao vi por absoluta falta de tempo, o que nao me incomoda, mas fiquei com vontade de ver o Comer, Rezar, Amar. Vamos ver se o tempo ajuda, risos.

Deixo beijo, Vanuza e desejo de que tenhas um ótimo final de semana!!

Isa disse...

E volte mesmo!
Sou uma pessoa avessa a preconceito.
Penso ter uma mente muito bem estruturada e procuro a Felicidade.
Um dia falarei sobre isso e aí vai cair o Carmo e a Trindade,como se
diz em Portugal.
Beijo.
isa.

Anderson Meireles disse...

Gostei das dicas, Vanuza!
De todos estes, só assisti o "Chico Xavier" mesmo. Tenho vontade de assistir o "Nosso lar" mas ainda não tive tempo.
Belo post,
abraço!

Desnuda disse...

Boa noite amiga!

É verdade há uma plêiade de filmes espiritualistas. Assinalo também que pelo sucesso do filme e também seriado de Chico Xavier, vem também uma grande produção católica com o nome de " O Milagre" sobre N S Aparecida de Tizuka Yamasaki, . Sobre os seriados não tinha conhecimento. Do filme oriental você já me havia dito.Comer, Rezar, Amar tomei conhecimento.

Fico " por dentro dos filmes" através de você e das meninas que são cinéfilas também rsrs. E alguns artigos que leio. Não sou muito assídua em cinemas atualmente e nem em casa. Mas estou sempre de alguma forma ou outra sabendo o que se passa.

No filme Sobre Chico fiquei sabendo porque Edison foi convidado ainda nas gravações para dar uma pequena acessoria numa parte jurídica do filme. A sobrinha de um amigo inclusive teve a delicadeza de colocar o nome dele nos créditos do fime.

Agora a reflexão: Sim, concordo com voce! Muita gente está parando e refletindo. Lembrei de uma propaganda de fim de ano muito bonita ( como um filmezinho ) de um banco que nem lembro o nome , fez um anuncio de conscientização maravilhosa sobre este aspecto do materialismo, bem educativo e claro e que só no final sabemos que era uma propaganda de banco....


Carinhoso beijo, amiga!

lolipop disse...

Olá querida Vanuza!
Confesso que não assisti a nenhum deles...mas vou anotar as excelentes sugestões.
Saudades suas...
Obrigada por seu carinho!
BEIJOS
TERNURAS

Graça Pereira disse...

Minha Querida
"Essa não é a minha religião"...E então? É a mesma coisa, as pessoas é que não pensam. Os cristãos dizem no Credo: "Creio na comunicação dos santos" E eu quando afirmo isto, creio mesmo nessa comunicação. Uns, têm acesso e outros não!Mas posso garantir-te que sinto sempre que não estou sózinha. Os meus queridos me ajudam!
Não vi os filmes mas...não perco um episódio da série Ghost Whisperer...Talvez com uma pitada de fantasia mas...é bom saber que há alguem sempre disposto a ajudar!
É natural que, neste momento, as pessoas procurem um pouco mais de espiritualidade porque o materialismo cansa e...cansa de verdade!!
Mil beijos e bom fds.
Graça

Miosotis disse...

... interessante este tema sobre 'filmes espiritualistas', Vanuza.

Conheço algumas coisas escritas por Chico Xavier. Tem pensamentos fantásticos!

Dos filmes aqui nomeados, vi 'Eat, Pray, Love' mas gostei mais do livro (mais profundo) do que o filme. E no entanto, adoro os dois actores.

Quanto à série televisiva 'Ghost Whisperer', gosto muito. Acho muito bem feita e com alguma seriedade. Agora compreendo melhor, depois de ler que tem apoio/aconselhamento de 'mediums'.

Espero que consiga ver o último filme de Clint Eastwood.

Abraço e bom fim-de-semana

RELTIH disse...

BUENO AMIGA, NO SOY MUY SIMPATISANTE DEL CINE. PERO NO QUEDA DE MÁS AGRADECERTE POR COMPARTIR ESTE POST.
UN ABRAZO

ney disse...

Disse bem, e a espiritualidade faz mesmo parte do ser humano. E, diferentemente das religiôes, não impôe "verdades absolutas", permitindo-nos um encontro e harmonia com nossos mais profundos, livres e verdadeiros sentimentos humanos.
Vi dois desses filmes, valeu a dica para os outros. Abraço/ney

phausca disse...

mi querida amiga, los preconceptos limitan nuestra mente y nos cierran puertas.

gracias por esta reseña super interesante!!

que tengas un preciso fin de semana, un abrazo fuerte!

Desnuda disse...

Boa tarde amiga!

Pois é ....sobre a gentileza da inclusão do nome ( gentileza mesmo pq não precisava)...Aqui tb só soubemos pq este amigo avisou pelo orkut hahahaha.

Beijos e lindo fim de semana, amiga!

Drika disse...

Oi Van... boa noite, amiga!
Acho que 'limpei' as coisas por aqui =) Mas, qualquer coisa suspeita, me avise novamente! =)

Bom, quanto a estes filmes, eu assisti os dois primeiros e gostei muito, vc foi certeira nos comentários que fez. Nosso Lar é incrível... eu não vou dizer que 'creio' em tudo que vi lá pois me falta conhecimento a respeito, mas boa parte acredito ser daquela forma.

O chico foi uma pessoa abençoada/iluminada e fiel até o fim, sabia mesmo o que realmente tem valor nesta vida.

Tem um filme que eu assisti, e que segue esta linha, que vc vai gostar de ver tbm, que chama-se Profecia Celestina , que tem em livro tbm. Quanto puder, veja e leia... vc vai se interessar =)

Um bom e lindo fim de semana... fiquem bem =) e sigamos sempre perto de Deus! Ele nos ama!

Lúcia Leme disse...

Que blog lindo!
Obrigada pela visita. Adorei!

Bjos

Arnoldo Pimentel disse...

Muito boa essa postagem, eu gosto demais da sétima arte, ainda não tive chance de ver esse novo filme com Javier Bardem, mas com certeza o verei, alguns dos outros eu conheço.É sempre gratificante visitar seu espaço, vou deixar abaixo o link com uma postagem minha em homenagem aos poetas do gambiarra profana, do qual participo e nossa amiga Sarinha já nos conhece bem, não faltará oportunidade para você nos ver também, são 16 poemas curtos que fiz um para cada poeta, espero que você goste. Um lindo domingo pra você e sua família, beijos.

http://gambiarraprofana.blogspot.com/2011/02/poemas-para-poetas-do-gambiarra-arnoldo.html

Daniel Costa disse...

Vanuza

Voltaste em grande à filmogia e logo com filmes esperitualistas. Realmente, o Brasil tem bons argumentistas, embora a meca do cinema ocidental, se situe nos Estados Unidos.
Confesso ser pouco cinéfilo, pelo que possuo poucos argumentos para falar sobre filmes. Porém adoro ler o que me é apresentado, como o fazes neste interessante post.
Beijos querida amiga.

O Árabe disse...

E assim é, Vanuza: normalmente, é pela dor que vai. Infelizmente! Ah! Tirando o do tio e o do Barden, já vi os outros. São ótimos! :) Boa semana, amiga.

Pedrasnuas disse...

Por falar de filmes espiritualistas já viste "A outra vida " de Clint Eastwood. Fui ver e é fantástico...tenta fazer o mesmo e diz-me qualquer coisa.certo?

Beijocas deste lado do Atlântico

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Vanuza querida!

Que maravilha de crônica...poderia ser publicada em colunas de críticos cinematográficos!

Nosso lar e A vida de Chico Xavier assisti aos dois e amei sem pensar em religião(sou espírita de carteirinha),mas assisti como obra e são fabulosos.A cena a que se refere dentro do avião é imperdível.Aos outros ainda não os vi mas vou procurá-los!

Realmente tem que se assistir a essa obras sem se deter a que religiões se referem...afinal valores morais pertencem à humanidade!

Perfeito!!!Obrigada!

Beijos!

Sonia Regina.

P.S.Comer ,rezar e amar li o livro mas lhe confesso que achei meio egocêntrico,meio chatinha a riquinha.De repente o filme supera esta minha opinião!

Mais beijos!

Sherazade disse...

Querida amiga; Deus permita que seja realmente o declínio do materialismo. Estamos no tempo da renovação e é necessário que as pessoas tomem consciência disso. Essa renoção passa principalmente pelo crescimento espiritual, o renascimento do amor, da doação, do desprendimento.
Belo post! Beijos

Andréia disse...

Amiga Boa Tarde!! Desculpe a demora em passar aqui no seu cantinho..
Hoje eu estou com fechamentos aqui na empresa e ta meio corrido.
Como eu lhe disse , quando fizestes este post faria questão de passar por aqui sim!!
As obras literarias de Allan Kardec as lí todas e de Chico Xavier "Quase Todas".
Desde 2001 me tornei Kardecista e tenho "tentado" aprender muito com esta filosofia.
Religião para mim é : Ter Deus no coração e não querer prejudicar ninguem.
É com imenso orgulho que vejo nas telas cinematográficas obras sobre a espiritualidade.
O filme sobre o Doutor Bezerra de Menezes também antecessor a estes que você sitou é muito bom.
As proprias obras de Kardec desde á muitos anos atrás alertam para uma nova era em que o ser humano iria se espiritualizar mais, e que o espirititsmo haveria de habitar muito mais corações.
"Mais não antes do Caos " que a humanidade infelizmente passaria atraves do orgulho, da prepotência, das percas de valores etc..
Enfim começo a falar sobre o assunto e começo a me estender demais rs rs. (Coisas desta filosofia que me encantam) me perdoa amiga rs.
Bem O filme sobre a vida de Chico Xavier foi bom , mais digo que o Livro sobre a vida dele é muito mais rico em detalhes e se tem uma emoção muito maior pois retrata todas as passagen com riquezas de detalhes que emocionão.
Já o Nosso Lar ficou perfeito..
Nos mostra através das passagens do Filme como é necessario controlar á : Ira, a Raiva, O Sentimento de posse além do Auto controle com relação aos vícios que muitas vezes por exageros nos levam a um suícidio inconsiente do corpo terreno.
Vale ressaltar que quem quer saber mais além do que o filme retratou seria interessante ler o livro "nosso Lar ".
Os outros filmes amada ainda não os ví , mas tenho certeza de que se você indicou são boas escolhas com certeza !!
Bem desculpe-me pela escrita inflamada no seu blog rs.
Estes assuntos com certeza me fascinam muito..

Amo você minha flor
E.. mais uma vez parabéns pelo post

beijos

Andréia disse...

Hahahaha ai amiga escrevi demais isso sim !!
Mais é que aqui me sinto a vontade de me expressar de todo meu coração.
Fui criada até aos 21 anos na religião catolica na qual minha maezinha pertence ate agora.
Mas confesso que no momento em que mais precisei de respostas e luz foi no Kardecismo / Epiritismo que encontrei minhas respostas.
É uma filosofia de vida não uma religião.
A religião universal do ser humano devberia ser : Amor a Deus sobre todas as coisas e respeito ao proximo .
O restante tão somente são Dogmas e formas de se controlar as pessoas.
Não tenho preconceito com religião alguma , desde que não façam mau a ninguem.

bjs amada

P.S olha eu escrevendo aos montes por aqui de novo kkkkk

Cultura Malcriada disse...

Oi Vanuza!!

Muito legal as suas indicações... na verdade, já estava na minha lista dos "para ver" o "tio Boonmee" e "Biutiful". Depois dessa sinopse toda, agora que eu vou ver mesmo!!!
Bjo!

cirandeira disse...

Tuas sinopses são sempre muito boas, porque escreves bem, de uma maneira gostosa. Mas de uns tempos pra cá, ando mais pra leitura do que qq outra coisa.
Brigadão pela amável visita (que gosto demais!)

Beijo bem grandão

Rodrigo disse...

Filmes com temas espirituais foram destaques em 2010.
O melhor deles, são as reflexões
que nos deixam...que nos consolam...
Destaco os brasileiros Chico Xavier e Nosso Lar.
Duas ótimas surpresas que levaram ao cinema comercial a vida e a obra deste grande brasileiro...
Chico Xavier...

Um grande beijo!
Rodrigo

eva disse...

Ora aí está, Van! Tardei e arrecadei! Está aqui uma oportuna reflexão e uma ainda mais oportuna informação para os distraídos ou para quem não anda a par da cinematografia atual, como é o meu caso (embora já conheça os do Chico Xavier e também esteja seguindo o Ghost Whisperer mas desconhecia os restantes). Em Portugal por vezes os títulos mudam relativamente ao Brasil. Se achares útil conferir mais alguns, está uma pequena lista neste endereço: http://www.aela.pt/454424/400413.html
Bjsss

Guilherme Pantaleão disse...

Mãe, fico feliz em vê-la passando coisas tão positivas para as pessoas.
Abraço do teu filho que te respeita e admira.

Silvana Reis disse...

Van, a espiritualidade comanda a nossa vida em todos os sentidos.
Você sabe o que diz!
Bjks.

Vanuza Pantaleão disse...

Esse meu filhinho é demais!
Menino de ouro...

Aracy Crespo disse...

Vanuza,

Muito bom ouvir notícias suas! Mas não é necessária a sua preocupação, pois está tudo bem comigo! Estou fazendo fisioterapia, e minha perna aos poucos se recupera! Estava sentindo muito a sua falta.

Obrigada, querida, Deus te abençoe.

Beijos meus,
Aracy.

Drika disse...

Boa noite, amiga Van!
Passei para deixar um abração... e desejar a você bons sonhos também!
Você viu o poema do Daniel? Lindo, né?! Fiquei emocioanda... =)

Fica com Deus!!!!

Professora Carla Fernanda disse...

Boa noite!!
A humanidade está passando por uma fase em que o mal está se levantando para confrontar contra o bem e por isso, as pessoas estão precisando acordar para as verdades espirituais. O conhecimento do bem e do mal, nunca esteve tão à mostra como no momento. É só querer enxergar.
Beijos,
Carla Fernanda

Professora Carla Fernanda disse...

Obrigada querida!!
Também te aprecio e admiro.
Beijos,
Carla Fernanda

nacasadorau disse...

Olá amiga querida Vanuza.

Eu pecadora me confesso !!!!
Não vi nenhum desses filmes......ainda!

Pelo que me dizes aqui, que venha o Diabo e escolha, porque não daria o meu voto a nenhum.

Pelo que li na imprensa, vai haver um Óscar, pelo menos um, para
Meryl Streep que faz o papel da dama de ferro britânica. Tu sabes de tudo isso.
Estou meio desfasada do meio cinéfilo, o que lamento.
Isto do Blog rouba-me o meu tempo livre, tenho que cortar mais e mais, sem radicalizar.

Volta mesmo, estou com saudades das tuas gargalhadas...
Como está o Miguel???
Bem de certeza!

Beijão a ambos.

SAM disse...

Querida amiga Van

Obrigada pelo carinho. Amei o seu sempre bem feito e inteligente comentário! Obrigada, Van!


Beijos com carinho em todos. Um domingo lindo pra voces.

Olhos de mel disse...

Querida amiga; creio não ser mais possível a uma altura dessas, se ter preconceito. Porque o que faz a cultura é a diversidade de opiniões e conhecimentos. Mas sei que ele ainda permeia no seio da população de qualquer lugar.
Bom domingo! Beijos

Arnoldo Pimentel disse...

Oi Vanuza, lindo domingo pra você.
Tem selos de presente pra você no meu blog.Beijos

Kamilla Barcelos disse...

Não me decidi ainda que área do Direito vou me especializar.
Sou ateia mas com um grande pé no espiritismo. Gostei muito do filme do Chico Xavier e não muito do Nossar Lar. Me disseram que o livro vale mais a pena. Estou muito a fim de assistir Biutiful, sou fã desse diretor.

lita duarte disse...

Oi, Vanuza.

Boas dicas de filmes.

Boa semana para você.

Beijos.

Imagem e Poesia disse...

Maravilhosa postagem, amiga.
Adorei as indicações. Também acredito que o mundo está despertando para o que de verdade é importante: o espíritual!
Obrigada pelo presente.
Beijinhos
Ceiça

O Árabe disse...

Volta, sim... espero o novo post. :) Boa semana!

DarkViolet disse...

Se uma pessoa ficar só com o material fica muito vazio. é sempre preciso procurar além do material. O material serve essencialmente para sobreviver mas existe um trabalho interno para fazer.

Poeta Renato Douglas disse...

Olá passando para retribuir a visitinha, e agradecer pelo recado. Parabéns pelo seu trabalho desde. Desde já serei teu seguidor.]

Abraços!

Graça Pereira disse...

Passo com uma finalidade mas, não pude deixar de apreciar o poema de Drumond tão verdadeiro e realista; Os nossos mortos não se importam com a nossa nudez fisica mas reparam na nudez das nossas almas.
E o samba está aí e as marchinhas que já fazem mexer o meu pézinho...Um belissimo Carnaval,minha querida!
beijo
Graça

Olhos de mel disse...

Querida Vanuza; eu gostaria muito que fosse realmente o declínio do materialismo. Estamos precisamos muesmo disso.
Bom carnaval, Boa semana!
FELIZ DIA DA MULHER! Beijos

O Árabe disse...

BOm Cazrnaval, e boa semana. Aguardo o novo post. :)