quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Filhas das Estrelas - Ficção Científica - Parte 2

O desemprego em massa e a corrupção política desenfreada, jogavam por terra o que ainda restava do respeito e ética à dignidade humana. Quadrilhas se formavam em todos os becos e saqueavam a todos e a tudo, desde computadores e celulares de última geração, a aparelhos de alta tecnologia em lojas, supermercados, e escritórios públicos e particulares. Hordas enormes de ladrões se apropriavam de alimentos até das casas de famílias humildes. Nada ficava incólume àquela devastação social.
Felizmente, para Célia e Íris (a menina), assim que o pânico começou a se instalar, ambas conseguiram fugir às pressas pelos fundos do quintal e se abrigaram no galpão de uma velha fábrica vazia, mas sabiam que era por pouco tempo. Tropas da polícia chegavam em caminhões para conter à força àquela destruição da ordem pública, mas até esses se deixavam contaminar e aderiam aos saques e assassinatos de pessoas inocentes, como idosos, mulheres e crianças. A terra não era mais um lugar seguro para abrigar e proteger a raça humana, tendo em vista que até a natureza se rebelava, e uma chuva de meteoros bombardeava uma grande parte das nações, deixando marcas profundas onde caíam. As grandes cidades ficavam com suas luzes apagadas, a água encanada sumia das torneiras, e a orgulhosa civilização ocidental se debatia em espamos de dor e lamentos.
Entretanto, como já foi dito anteriormente, mãe e filha, encontraram o apoio surpreendente e inesperado de Petrônio e sua equipe multidisciplinar de médicos, cientistas e psicólogos que as acalmaram como podiam e as acomodaram em um  pequeno e confortável quarto com flores do campo na mesinha de cabeceira, ali foram bem tratadas e fizeram uma refeição farta e quente que não experimentavam há dias. Adormeceram nos braços uma da outra.
- Então, já estão preparadas para a viagem de helicóptero? Vai chegar daqui a vinte minutos, disse Petrônio com voz pausada e firme.
Célia apenas virou sua face pálida para o  lado dele e fez um gesto de concordância, mas seu pensamento voou para longe, para o passado de uma pequena ermida onde ela, Donato, o marido, e a pequenina Íris, passeavam pelo verde de uma horta onde cultivavam alfaces, repolhos, batatas e tomateiros.
Subitamente, um som estrepitoso afastou-a de suas mais doces lembranças, o helicóptero se aproximava e pousava numa área improvisada.
- Vamos sair daqui rápido, minhas queridas! Apressa-se o anfitrião. Porém, por um breve momento, ele percebe o estado melancólico da mulher que cai num pranto dolorido. Foi quando aconteceu um terno abraço como se fora de pai e filha, e Petrônio também chorou sem sentir pejo ou vergonha da sua masculinidade.
Passado esse momento de emoção, em um assomo, aquele senhor lhe fez uma pergunta que lhe pareceu absurda:
- Queres partir desse planeta, Célia?
Na terceira parte da história, conheceremos a resposta de Célia. Aguardemos mais um capítulo, por favor.
Estão gostando? A opinião e até as sugestões de vocês, principalmente essas últimas, serão o nosso termômetro nessa jornada ao infinito.
Obrigada a todos!

28 comentários:

Anne Lieri disse...

Vanuza,estou gostando,sim! Admiro essa imaginação pra ficção científica que acho um genero dificil de escrever.A história lembra um pouco os dias atuais, com pitadas de Armagedon...rss...quero saber a resposta da Celia! Voltarei!bjs,

Olhos de mel disse...

Amiga querida; está é nos deixando com a curiosidade aguçada... Muito legal mesmo e também me emocionei no momento do abraço.
Poxa que legal, amiga, muito bom mesmo.
Te adoro também, viu? És uma pessoa maravilhosa! Mas Deus só coloca em minha vida pessoas assim.
Obrigada, por tudo! Beijos

Daniel Costa disse...

Querida Vanuza

Creio que é novo, este novo trilho que estás a seguir. O segues bem com mestria. Aguarda-se o seguimento, a ver se a este planeta chega o ordem verdaddeira.

Beijos de amizade

Vanuza Pantaleão disse...

A Meméia fez um comentário e eu, sem querer, deletei, ai, que burrice. Vou lá me desculpar...

Vanuza Pantaleão disse...

Copiei o comentário da minha amiga Meméia e colei aqui:

*Ah,gostei da sua Playlist aqui

do lado direito !!! :))

(*Amo Nana Caymmi e Taiguara !!!).

isa disse...

Seguindo vc,com um enorme interesse pelo tema e pela escrita.
Qual será a resposta de Célia?
Vou voltar.
Beijo.
isa.

ReltiH disse...

BUENO ESPERARÉ HA VER QUE RESPONDE CELIA. EXCELENTE CAPITULO.
UN ABRAZO

Fa menor disse...

Ficção... ou nem tanto.

O Sibarita disse...

Eita imaginação retada meu Deus! kkkkkk

Sua menina, vc aumentou o tamanho do texto, viu? kkkkkkkkkk


Bom acho que o desfecho vai ser esse aqui...

Tá pensando que vou dizer, é? Digo não! Pode tirar o seu cavalinho da chuva! kkkkkkkkkkkkkk

O Sibarita

Luma Rosa disse...

Wow!! Estou gostando Vanuza... curiosa e aguardando a resposta! :) Beijus,

cirandeira disse...

Estou me preparando pra embarcar (ou não) nessa viagem! Essa realidad, que parece ficção, de tão absurda, muitas vezes nos leva
a tomar atitudes precipitadas, ou
até imprevisíveis. Tô aqui pensando o que eu faria numa situação dessas, sim, porque a gente sempre fica se perguntando, como se fizesse parte do enredo da estória :)
Mas, é melhor aguardar o desfecho, não é? Uma coisa é certa: estás conseguindo provocar curiosidade em todos nós...!

Beijo grande, querida, e
um excelente final de semana pra ti

Rodrigo disse...

A escolha que Célia irá determinar o sentido implícito do texto. Se escolher fugir pensando na segurança da filha, poderá encontrar uma possibilidade de recomeço que, talvez seja necessário ao gênero humano no estado de egoísmo e auto-destruição que se encontra..

Se a escolha for permanecer e manter a esperança de encontrar seu marido, poderá significar a luta por um ideal de sobrivivência e reconstrução deste planeta que nos deu a vida...

Um grande beijo!
Rodrigo

Graça Pereira disse...

Mas em que campo literário, tu não ficas bem? Ficção científica, é uma arte para quem tem uma prodigiosa imaginação, como tu. Não sei como vai acabar mas eu digo-te, do modo como está este mundo, eu aceitaria o convite para partir para outro planeta, sem dúvida!!
Parabéns!
Mil beijocas.
Graça

Blue disse...

Até parece história de nosso país...

Beijo

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite querida !!!!!
Fazer parte desta leitura me dar a certeza que vc tem todo jeito para ser uma escritora...no contexto sinto uma história tão real ,dessas que se vive todos os dias,mas do nosso lado.
Essa simulação ou seja criação da imaginação se tornou uma invenção fabulosa que faz dessa Literatura de ficção essa nova descoberta nos teus neurônios.Mesmo sabendo que vc é uma menina inteligente,vejo que vc superou neste texto,tão reflexivo para os dias atuais...aplausosssssssssss

O Árabe disse...

Eu tinha certeza que já havia comentado. Mas é um grande prazer dizer de novo que estou gostando muito! E aguardo a continuação, Vanuza. Boa semana!

Lilá(s) disse...

Claro que estou gostando! e fico ansiosa pela resposta de Célia...
Bjs

Daniel Costa disse...

Amiga Vanuza

Desta vez é para te informar que o TOP SECRTET OLAVO, finalmente, teve novo capítulo postado. Está no Acre e te convida a visitar.
Beijos querida amiga

Evanir disse...


Mulher .
Mulher , mãe uma fera na defesa dos seus
filhos.
Mulher, avó segunda mãe jamais esquecida
por um amor incondicional ,
netos segunda gestação dos próprios filhos.
Mulher ,bisavó nessa fase entendemos,
nossa geração foi londe nosso amor foi infinito.
Eu sou essa mulher .
Sim..tia , irmã , mãe , avó , bisavó por isso venho te abraçar
pelo Dia da Mulher.
Por me sentir especial .
Para você acreditar que tudo vale a pena
quando abrimos a janela nosso coração ,
e deixamos o amor entrar.
A vida é eternizada por nós mesmo,
não importa os obistaculos,
que a vida coloca já que é impossível viver sem eles.
Quero apenas ser lembrada com carinho.
Mãe blogueira.
Avó Blogueira.
Por Fim bisavó blogueira.
Sou essa mulher que veio
para deixar um carinho no Dia das mulheres.
Ser mulher é algo Divino.
Desde ,que nos sentimos um ser especial
diante de Deus.
Parabéns não só a mulher,
mais a eterna companheira .
Beijos no coração carinhos na alma.
Evanir.
Mimo se gostar na postagem.

Olhos de mel disse...

Querida Vanuza; quero parabenizá-la pela pessoa maravilhosa que é. Porque o dia da mulher, são todos os dias em que começamos mais uma batalha. Porque nos dividimos entre o ser profissional, dona de casa, mãe, mulher, e ainda tem que sobrar um tempinho para nós mesmas. Pensamos e planejamos nossos dias, de forma que possamos chegar no final de um longo dia, descansarmos nossas cabeças, com a sensação do dever cumprido.
Bom fim de semana amiga!
Beijos

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha amada !!!!
Lendo sobre esse dia vejo tantos exemplos que indicam quem é a mulher num todo.Se não bastam esses exemplos para mostrar o quão forte é você como mulher,por favor ,aproveite esse dia ,olhe para si mesma e se veja,que a força faz parte da sua natureza,ela está ai bem dentro de você.
V*I*V*A****A****M*U*L*H*E*R*******

eva disse...

Olá Vanuza querida. Neste dia da Mulher, um abraço especial para você.
Sobre seu texto, não sei se é essa a intenção mas vale também para explicar alguma coisa do que se passa no chamado umbral. Quanto à escolha concordo com Rodrigo. Mesmo no umbral o amor pode vencer derrotando as hordas dos malfeitores. E a vitória como que nos teleporta para outra dimensão com a ajuda dos seres iluminados.
Um bom trabalho amiga.
Bjsss pra vocês

O Sibarita disse...

Ô criatura de Deus, parou por quê? Por quê parou o conto? kkkkkkkkk

Eita mulher retada. kkkkkk

PARABÉNS PELA DATA DE HOJE 08 DE MARÇO!

Vá no sibarita tem homenagem para a mulherada! kkkkkk

O Sibarita

Sherazade disse...

Amiga querida; ainda bem que elas contaram com alguém para dar esse apoio, tão essencial. Mas eu creio que quem tem fé, quando menos espera, aparece uma mãozinha para nos segurar. São os enviados de Deus.
Boa semana amiga querida!
Beijos daqui de Conquista; meu e de seu netinho.

O Árabe disse...

Tá bom... eu espero mais um pouco!:) Boa semana, Vanuza.

Severa Cabral(escritora) disse...

BOM DIA MINHA QUERIDA !!!!
VIM EM EXCLUSIVIDADE TOMAR MEU CAFÉ DA MANHÃ CONTIGO,APROVEITO PARA LER MAIS UM POUCO ESSE TEXTO TÃO REFLEXIVO E,FOCO IMAGINANDO O QUANTO DESBRAVASSE PARA CHEGAR ATÉ ELE...BJS MINHA FLOR !!!!

Ps:Sempre que passas no meu cantinho tem uma pessoa que vibra muito,adora te ler por lá.pois torce muito pelo teu sucesso e tua inteligência.Tem uma amizade que é impecável,Advinhas quem é ?

Zilani Célia disse...

OI VANUZA!
ESTOU GOSTANDO E TE DIGO ESTARES USANDO UM INGREDIENTE MUITO EFICAZ, CAPÍTULOS CURTOS, INCENTIVAM MAIS A LEITURA POIS, MUITAS VEZES ATÉ SE QUER LER MAS, PELO POUCO TEMPO, NÃO LEMOS PENSANDO EM VOLTAR DEPOIS O QUE POR VEZES NÃO ACONTECE.
ALÉM DO QUE, A HISTÓRIA ESTÁ AGRADANDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

Zilani Célia disse...

OI VANUZA!
ESTOU GOSTANDO E TE DIGO ESTARES USANDO UM INGREDIENTE MUITO EFICAZ, CAPÍTULOS CURTOS, INCENTIVAM MAIS A LEITURA POIS, MUITAS VEZES ATÉ SE QUER LER MAS, PELO POUCO TEMPO, NÃO LEMOS PENSANDO EM VOLTAR DEPOIS O QUE POR VEZES NÃO ACONTECE.
ALÉM DO QUE, A HISTÓRIA ESTÁ AGRADANDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI