sexta-feira, 11 de novembro de 2011

A Moça, A Chuva

Daquele décimo andar, eu podia ver com nitidez as densas nuvens carregadas que ameaçavam desabar sobre as cabeças dos pedestres lá embaixo.
A moça de vestido branco de malha, alisou, com uma das mãos, os cabelos que o vento deixara em desalinho, sentia-se nela uma certa tensão nervosa, o prenúncio da tempestade agitara sua dócil alma. Andou mais rápido, mas as gotas já começavam a cair pela calçada, uma gotinha aqui, outra mais adiante, começou então a chover. Segura no apartamento, avistei um carro cor de prata que ia diminuindo a marcha até estacionar bem próximo àquela desprotegida jovem. Um braço muito peludo, masculino, estendera-se e fez sinal para que ela entrasse. Ela não entrou, acelerou ainda mais o passo, preferindo banhar-se com água de chuva a ter que aceitar o enganador conforto do dono do carrão reluzente.
- Recolha o teu braço e a tua sórdida libido, homem prepotente! Pensei e sorvi aquele momento tão fugaz, mas que revelava a retidão de caráter de uma mulher anônima, empapada de chuva até o último fio de cabelo.
A moça dobrou a esquina, enlameando seus delicados pés nas sujas poças d'água...
-----------
Ah, já ia me esquecendo da trilha sonora! Que tal Jorge Benjor e Toquinho? Ótimos, né?
"Lá fora está chovendo
Mas assim mesmo eu vou correndo
Só pra ver o meu amor
Ela vem toda de branco
Molhada
Linda e despenteada
Que maravilha..."
Que Maravilha é o título da música e tem aquele final fantástico:
"A girar...
A girar..."

40 comentários:

Jo Andrade disse...

boa noite,gostei bem legal.

ReltiH ReltiH disse...

excelente relato. un gusto visitar su espacio.
un abrazo

SAM disse...

Querida amiga,

Mas que conto bonito! Uma imagem do cotidiano com uma mensagem bem explícita no conteúdo. Acompanhada desta bela música, Ahhhh mas que beleza!



Beijos com carinho, Van. Bom fim de semana amiga

Daniel Costa disse...

Vanuza

A tua belíssima prosa, em jeito de conto policial, género de literatura muito do meu agrado. Configura uma boa justificação à entrada da bela composição de Toquinho.
Imaginação para escrever, como tu, só tu!
Beijos querida

Luna Sanchez disse...

Gostei do conto, fez de um fato corriqueiro algo lúdico.

Adoro chuva (e também gosto de homens peludos...rs)!

Um beijo, Vanuza.

O Árabe disse...

Ótimo, sim, Vanuza! Ambos, aliás: a música e o texto. Como sempre. :) Boa semana!

Fa menor disse...

Aqui também chove... e algures haverá uma moça à chuva.

Bjos

Atelier Lita Duarte disse...

Que beleza, Vanuza.

Bjos.

Álvaro Lins disse...

Uma "coisa" de somenos importância, mas que assim escrita é bela:)!
Bjo

Angella Reis disse...

Adorei o conto! Eu tbém não me arriscaria a entrar no carro ainda que o motorista só quisesse ajudar. Tem coisa melhor do que banho de chuva?! Amo!! A música foi uma ótima escolha! ;)

bjs

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela mensagem...Espectacular....
Cumprimentos

Graça Pereira disse...

Ás vezes, há lobos disfarçados em cavalheiros em carros topo de gama...prontos a "devorar" a sua vítima! Mas a moça corria para os braços do seu amor...a chuva, estar toda molhada, isso, eram pormenores sem importância...
Linda a história, envolvida neste encanto de música!

beijocas.

Graça

O Sibarita disse...

Que degustação porreta do seu texto moça! kkkkk

Ô fia! aiaiaiaia... kkkk O texto, acende! kkkkkkkkkkkkkk


Demais!

O Sibarita

Cultura Malcriada disse...

E aí, Van!

Imagine só quantas vezes coisas curiosas acontecem bem debaixo dos nossos narizes... bem legal!!

cirandeira disse...

Pois é, amiga, quem vai pra casa não se molha...! Melhor acolher a
chuva...!
Estás de lay out novo na casa, hein? Ficou muito bonito!!!

beijosss

Desnuda disse...

Querida amiga Vanuza,

Felicidades TODAS! Bênçãos multiplicadas! Parabéns querida amiga. Beijos e abraços carinhosos nossos. Amamos você!

Olhos de mel disse...

É minha amiga, com toda chuva, a carona poderia ser bem pior. Quem sabe? Melhor mesmo não arriscar...
Belo post!
Beijos

Olhos de mel disse...

Querida amiga; estive no Matagal e não consegui deixar comentário. Mas eu gostaria de lhe desejar Parabéns e que Deus lhe faça imensamente feliz! Beijos

mixtu disse...

a dignidade da mulher
e a chuva faz bem...
já o homem...
lindo...
assim se devia fazer,,,

lindo... como sempre

abrazo serrano com aliança

Daniel Costa disse...

Vanuza

O TOP SECRET, tem novo capítulo r o OLAVO, convida a uma visita.
Beijos querida

Aracy Crespo disse...

Vanuza!!!

Você tira a sandália e eu tiro o meu chapéu pra você, que maravilha!!!

Brilhante seu conto sua inteligência literária, juntamente com essa música do Jorge Bem em dupla com o Toquinho, me deu até uma sugestão para o meu cantinho rsrs. Um beijo grande minha flor, tenha um excelente final de semana...

Fica com Deus.

nacasadorau disse...

Olá amiga Vanuza!

Lembra de mim???
Pois é, sou eu mesma ... igual a mim mesma mas mais causticada por efeito da própria vida, mas bem.

Sempre falas verdades absolutas.
Gostei, como sempre.

Espero que estejam bem, tu e o teu Gui.

Beijão

Rodrigo disse...

Texto sensível e reflexivo exaltando a mulher em sua grandeza e essência.
A música parece ter sido criada para a personagem. A fusão música-texto foi mais do que perfeita
nesta obra!
Um grande beijo!!
Rodrigo

Kátia Corrêa De Carli disse...

Querida amiga... tanto tempo sem vir aqui, sem ir a lugar nenhum, na verdade... mas carrego comigo a esperança de voltar. só isso, esperança.
Lindo post, cheio de ternura (assim como vc!).
Tem coisa "procê" lá no Múltiplas Faces,
beijocas

Fernanda disse...

Hoje ouvi a música, só hoje me deliciei !!!

Beijinhos amiga querida.

Olhos de mel disse...

Querida amiga; obrigada pelo seu carinho de sempre! E quanto a Arthurzinho, claro que pode sim.
Ele adora atenção e carinho. Acho que você ia adorar conversar com ele.
Sobre o post, hoje em dia é complicado demais se confiar nas pessoas.
Que Deus ilumine sua semana!
Beijos

Olhos de mel disse...

Querida amiga; você poderia colocar esse comentário no Matagal? Obrigada, beijos
Querida amiga, ele cumpriu o ciclo de vida dele. Assim somos todos. Mas sei que faz falta mesmo. Não consigo entender, porque a única coisa que temos certo na vida, não nascemos preparados para tal.
Boa semana! Beijos

O Árabe disse...

Boa semana, Vanuza. Aguardo o novo post! :)

Vieira Calado disse...

Uma pergunta:

E se for branco... o vinho?

rs rs rs


Bjsss

Imagem e Poesia disse...

Belo conto, minha boa amiga!

Estou de volta, porque estava com muitas saudades deste "mundo encantado".

Beijinhos

Olhos de mel disse...

Querida amiga; estive relendo o post com o fundo musical e não é que casou perfeitamente?
Bom fim de semana!
Beijos

Evanir disse...

Te deixo muita Alegria, Muita paz, Muita energia e meu eterno carinho por você!
Vc é muito especial para mim Existe um lugar onde tudo é possível.
Onde o amor é verdadeiro. Onde não existe um preço a pagar.
Onde tudo se conquista, nada se compra. Onde os dias são calmos e só se ouve verdades.
Obrigada por tudo por essa amizade linda que me dedica.
Estou retornando devagar conto com
sua presença no meu blog sempre que for possivel.
A novidade linda e maravilhosa que tinha para contar
é que serei em julho bisavó isso ñ é maravilhoso?
.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*.*...*...*
Que Deus te abençoe sempre .
um lindo final de semana.
Evanir.
Estou seguindo-te e te amando para sempre .

Bia Mel disse...

Tia Vanuza; minha vó Lucinha me deu o endereço de seu blog.
Eu também tenho medo de carona.
Beijos

Canto da Boca disse...

Tudo na vida é uma questão de escolha (será? rs), a moça continuou com seus passos de chuva, e o homem do braço cabeludo, por certo está acostumado a importunar as mulheres, e provavelmente fará isso o resto da vida.

Mas deliciei-me com a sua narrativa leve, explicativa, realçando o cotidiano que às vezes, achamos sem graça. Mas aí uma escritora de olhos e sensibilidade aguçados(as) e atentos, mudam o trivial, tornando-os duma beleza poética irrepreensível!

Beijões, querida Vanuza!

;)

O Árabe disse...

A correia continua, não, Vanuza? :) Boa semana, amiga!

Eva disse...

Que bonito. O visual, o texto, a música...
Dá gosto (em português de Portugal que dizer que é bom, que é prazeroso)visitar teu espaço.
Uma semana cheia de paz, luz e amor.
Bjsss

mixtu disse...

mirando se já tinha parado de chover
se ela continuava a molhar-se...
e a ser digna... como as mulheres da minha serra :)

abrazo serrano
ps. a pedido dos amigos e eu acedi com carinho... uma foto do meu casório...

Sherazade disse...

Querida Vanuza; ler o post ouvindo essa musica é bom demais! Tem tudo a ver.
Beijos

Graça Pereira disse...

Repicam os sinos de Natal no teu portal tão significativo!
Estamos no Advento, preparemos então os cainhos...
Beijos e uma semana feliz.
Graça

Benno disse...

quem está na chuva se molha, mas estar molhado às vezes é a melhor opção. Beijos