quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Sempre - Vivas

Periodicamente, os campos coloridos de sempre-vivas são tomados por grupos de crianças que, com suas pequenas mãos, vão colhendo-as, uma a uma. Poderia ser um um quadro bonito e harmonioso caso não se tratasse de um velho fenônemo chamado evasão escolar. Crianças abandonam suas escolinhas e complementam "a renda familiar" na busca frenética por essas delicadas florzinhas. Seus pais, assim como os filhos, são os chamados bóias-frias. Trabalham pelos campos por um breve tempo e recebem seus salários. Depois, deitam-se no chão de barriga pra cima e vazia, apenas para sonhar...
É verdade,por incrível que pareça, eles também sonham. Sonham com bobagens, tipo comida, tipo amor, tipo educação, tipo saúde, inutilidades.
Portanto, ao fazermos nossos elegantes arranjos florais é bom termos em mente que ali há gotas secas do sangue de algum pequenino descuidado. Essas gotas darão, com certeza, um certo toque exótico que faltava. Vai ficar lindo, experimente.
Falei em trabalho escravo infantil? Claro que não!
Eles recebem seu naco e são enterrados em covas incógnitas, por aí...
No "Rancho da Goiabada", Aldir Blanc e João Bosco contam melhor essa história. Hoje é a eterna Elis quem vai cantar. Vamos nessa?

Recomendação:

Leiam o Estatuto da Criança e do Adolescente onde o trabalho infantil está expressamente proibido. Cumpramos, pelo menos, a Lei, já que a sensibilidade se encontra em franca extinção.

42 comentários:

Canto da Boca disse...

Querida Vanuza, após um pequeno intervalo, cá estou para te sentir... E a lufada de vento que recebo varia entre a desilusao e a tristeza, não por ti, mas pela humanidade (?) que somos, pelo descaso com os nossos menos favorecidos. Até quando? Ao mesmo tempo em que teimo em sonhar com outro mundo se nao sem crueldade, mas que seja minimamente justo!

Um beijo, querida!

Isa disse...

Eles sofrem,mas sonham!
Eles já ñ querem para si,mas para os Filhos!
E dói ver o sofrimento dos que nada possuem e a arrogância e esquecimento
dos q. tudo desbaratam!
Beijo.
isa.

Vivian disse...

...como bem disse a Isa,
eles sofrem mas sonham.

e é justamente alimentados por
estes sonhos é que conseguem
seguir em meio ao desumano
da vida, onde os maiores
protagonistas somos todos
nós.

deixo beijo

Dona Sra. Urtigão disse...

Pobres somos nós, que nos omitimos, habitualmente

Fernanda disse...

Minha querida Vanuza,

Disse tudo com a sua já habitual subtileza e acutilância.

Parabéns amiga, você não anda cá neste Mundo só para o encher, está cá para o embelezar e dizer de sua justiça sem temer.
Bem haja.

Beijos e um abração,

Graça Pereira disse...

Talvez a vida seja mesmo um tapete! Um tapete verde onde florescem as "sempre-vivas" apanhadas com mãos pequenas até fazerem o preço de um pão...ou só uma fatia de pão?
Lembro-me dos mufanitas que apanhavam , os "foguetes" do pântano junto dos nenúfares e os vendiam na estrada nacional: "Senhora, dá quinhenta, dá quinhenta" e o sorriso da côr do luar quando a mãozita apertava com força os magros escudos a pensar na família que os esperava na palhota...
O mundo, não muda mesmo...
Beijos
Graça

Nilson Barcelli disse...

Querida amiga, o seu texto é demolidor.
Principalmente para aqueles que têm como obrigação acabar com a pobreza e não conseguem ou não sabem ou até não querem.
Parabéns pela acutilância das suas palavras. Que elas sejam sempre-vivas em vc.
Beijos, querida amiga.

Angela Reis (Luna) disse...

Querida amiga Vanuza,

Cada dia que passa nutro por você mais e mais admiração, pela pessoa que é, por seu senso de justiça e preocupação com o mundo.

Hoje recebi de presente um pequeno arranjo de sempre-vivas da minha sobrinha e afilhada que me trouxe de lá de Minas e de repende me deparo com o seu texto...é lamentável que mesmo com a atuação do Minstério Público ainda haja o trabalho infantil...e que muitos pais se vejam "obrigados" a utilizar a mão de obra de seus filhos para ajudar no sustento familiar em razão da ninharia que recebem... infelizmente esse ainda é um retrato lamentável... e nossos, enquantos membros da sociedade, somos de uma certa forma coniventes porque não fazemos nada, não bradamos quanto a isso... aplaudo a sua atitude.

Jesus te abençõe!! =*

bjos no seu coração

Anônimo disse...

As velhas histórias que se repetem entre nós.

Não é folclore, não é artimanha de moleque.
Também não é brincadeira do destino..
Milhares de crianças, escravas da necessidade... vítimas da exploração.
O corpinho ainda em formação,carrega o fardo da opressão.

Parabéns para a reflexão mais do que necessária.

Um grande beijo!
Rodrigo.

Andréia A disse...

Conheço esta flor...
Conheço muitas delas minha mae ama as flores ...
Querida, é triste !
Mas esses pequenos que pelos campos andam a colher estas singelas e belas Sempre Vivas.
Com seus sonhos inocentes, sua dores tão latentes estam nada mais nada menos do que tentando estar :
"Sempre Vivas".
É o sonho, e a esperança que "ainda" mantem estes pequeninos e seu pais nessa jornada.


Beijos

Luz sempre

Drika disse...

Olá Vanuza... graça e paz!
Nossa... vc me fez viajar, lembrar das vezes em que eu, criança, af]dorava colher estas belas flores =)
Não é a toa que o nome é 'sempre viva', né? Qdo pensamo q elas alimentam, mantém vivas muitas vidas... Deus é tão bom!!!

Também gosto de passar por aqui, seus posts me levam a contemplar a Deus =)

Um big abraço em seu coração! Estou melhor do meu =) Estou no coração de Deus agora =)

Bom fim de semana, amiga! Deus te cuide e sigamos em oração. Ahhh, e qto a flor, pode colocar sim ;)

bjs!!!

Angela Reis (Luna) disse...

Vanuza,

Pouco para Deus é muito! Jesus te abençõe!=*

Obrigada pelo carinho de sempre! Pela força que me dá ao segurar a minha mão. Amo poesia, amo Neruda e tantos outros poetas maravilhosos consagrados ou não. Sinto-me pequenina quanto posto poesias ao lado de tantos mestres porque eu nada sei de regras poéticas, apenas deixo meu coração falar... Neruda e outros poetas que admiro conseguem exprimir de forma tão bela sentimentos que trago no peito que não conseguira expor com tanta maestria. Eu sou mesmo é uma aprendiz de poeta rsrs.

Gosto de ti =*

bjos no coração

Léo Metallica disse...

Quem está nessa vida, está porque precisa e porque quer.

Diferentemente de serem forçadas. Digo-te que essa dura vida destas crianças, acabam por criar carácter e aprender desde cedo o que é ter responsabilidade.

Não é o certo. Mais também não podemos dizer que é o errado.

Há quem diga que a vida é a nossa grande escola. Esse é um aprendizado da qual eu nunca vou obter. Felizmente.

Dá pena, mais nada podemos fazer.

Direto da terrinha.
Beijão linda.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Se lhes tirarem o sonho não lhes restará nada!!!


Todos sabem do trabalho escravo das crianças,mas na maioria das vezes os pais que sonham de barriga para cima é que cedem os filhos por um grão de feijão!!

Como cosertar tudos isto?Será que tem conserto?

Um beijo!

Soinia Regina.

b disse...

Concordando e um adendo: flores e folhas desidratadas, são um atraso de vida - coisa de conselho de minha vó . Ela dizia que flor e planta, só vivas em casa.
Sempre vivas são para sempre, mortas, na verdade.
Sem água e pelo que você coloca, vêm plenas de sofrimento.
1 abraço e esperando sua visita.

Lilá(s) disse...

Pena que existam estas realidades, também tenho as sempre-vivas só que são apanhadas por mim assim têm outra beleza.
Bjs

Fa menor disse...

A miséria anda por aí, cada vez mais à solta, cada vez mais visível, mas invisível aos olhos de quem tem poder.
Bom texto, porque há coisa que não se podem calar.

Bom domingo e boa semana

Bjins

Anônimo disse...

Relembrar Elis Regina, tudo o que eu queria. Muito bom.
Chico

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Acordei e dei de "cara" com uma bela poesia.Isso é bom demais!
Venho aqui e encontro duas flores: Uma grande amarela e outra menor ao lado da cor feliz.[ minha cor preferida]
beijos amiga, aqui é sempre muito bom.

cirandeira disse...

Belo trabalho Vanuza! Seria ótimo
se víssemos mais blogueiros fazendo
esse tipo de denúncia. E ainda há
pessoas que concordam com esse tipo de exploração!
Achei muito boa a homenagem que estás fazendo aos haitianos, um povo sofrido e explorado, desde sempre!
Bjs

giramundo disse...

Olá amiga, há quanto tempo não nos visitávamos, não é?
Já gostei de cara da entrada com
esse lindo ibisco amarelo!De tua belíssima homenagem aos haitianos,
também; eles merecem
isso e muuiito mais.Infelizmente,
não podemos fazer muito por eles,mas só o fato de mencioná-los
já é alguma coisa, pois é um dos povos menos favorecidos do mundo. E são praticamente nossos irmãos!
O trabalho infantil é outro problema gravíssimo! E existe escravidão infantil, sim!O pior de tudo é perceber que existe muita gente que encontra justificativas para esse tipo de trabalho... Francamente.
Tua postagem merece muitas salvas de palmas. Parabéns!
Bjs

O Árabe disse...

Vamos nessa... e cuidemos das nossas crianças! :) Boa semana.

Nilson Barcelli disse...

Passei de novo, querida amiga, para lhe desejar uma boa semana.
Um beijo.

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

Olá!

passando rapidinho para conferir as novidades!
adorooo vir aqui!
obrigada pela sua visitinha!
=D

ps. ofereço meu award, se vc ainda não tiver!



★.°☆∵。*★.°☆∵。*★.°∵★.°☆∵。*★.°☆∵。
★.°☆∵。*★.°☆∵。*★.°∵★.°☆∵。*★.°☆∵。

EXPERIMENTE, ACREDITE, SONHE E OUSE!!

Arriscar-se é viver...


Rir é arriscar-se a parecer louco.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão para o outro é arriscar-se a se envolver.
Expor seus sentimentos é arriscar-se a expor seu eu verdadeiro.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Expor suas ideias e sonhos ao público é arriscar-se a perder.
Viver é arriscar-se a morrer...
Ter esperança é arriscar-se a sofrer decepção.
Tentar é arriscar-se a falhar.


Mas... é preciso correr riscos.
Porque o maior azar da vida é não arriscar nada...


Pessoas que não arriscam, que nada fazem, nada são.
Podem estar evitando o sofrimento e a tristeza.
Mas assim não podem aprender, sentir, crescer, mudar, amar, viver...
Acorrentadas as suas atitudes, são escravas;
Abrem mão de sua liberdade.
Só a pessoa que se arrisca é livre...


"Arriscar-se é perder o pé por algum tempo.
Não se arriscar é perder a vida..."

(autor desconhecido)



     ,¡|i¹i|¡,
     ¹i|¡,¡|i¹ Beijos


♥¸.•*¨) Tenha uma ótima semana ....     ♥¸.•*¨)
   (¸.• ♥♥  ♥♥♥ღViViAn\\(^_^)// Sbrussi ♥♥♥  (¸.•´♥♥

lita duarte disse...

Oi, Vanuza.

Criança deveria ser apenas criança.
Todos poderiam ter uma vida melhor, mas injustiças correm soltas por aí.

"Ser criança não significa ter infância"
Tudo está sendo roubado.

Um grande beijo, amiga.

Pedrasnuas disse...

O TEU TEXTO É TRISTE...CRIANÇAS QUE NUNCA FORAM CRIANÇAS,QUE NASCEM E CRESCEM ADULTAS...CRIANÇAS A QUE LHES É ROUBADA A INFÃNCIA E TÃO CEDO ESCRAVIZADAS...PODEM E DEVEM SONHAR ...MAS A DUREZA DO TRABALHO VAI MODIFICÁ-LAS ...E UM DIA DEIXAM DE SONHAR PORQUE O MUNDO IDEALIZADO POR ELAS ESTÁ MUITO ALÉM ...E ELAS VÃO PERCEBER ISSO...

UM GRANDE BEIJO

Pedrasnuas disse...

OBRIGADA VANUZA...AS DESGRAÇAS GRASSAM POR ESSE PLANETA FORA...BATEM E INCOMODAM PORQUE DEIXAM UM RASTO DE TRISTEZA E INQUIETAÇÃO...MAS APESAR DISSO É NECESSÁRIO CONTINUAR A CAMINHAR E ACREDITAR QUE É POSSÍVEL MUDAR...

BEIJINHO AMIGA

balasalgada.net disse...

De qualquer forma é escravidão mesmo, crianças têem de brincar, se divertir, enfim, serem crianças.

Que bom querida.
Abraços!

Olavo disse...

O texto escrito com o coração e preocupação de mudanças..
E o tempo passa e nada muda..absurdo.
Beijos

Pedrasnuas disse...

QUERIDA AMIGA...É MUITO IMPORTANTE ESTA ONDA DE SOLIDARIEDADE...MESMO QUE EM PENSAMENTO, É ENERGIA POSITIVA A CIRCULAR...O NÚMERO DE MORTOS DEVE ULTRAPASSAR OS 40 ...INFELIZMENTE,SUSPEITAMOS DAS PESSOAS DESAPARECIDAS...ENFIM...ACHO QUE NÃO DÃO A ESTIMATIVA CORRECTA PORQUE ISSO AFASTARÁ O TURISMO...FONTE DE RENDIMENTO. A ILHA ESTÁ MUITO DESENVOLVIDA E MODERNA... SEMPRE IMAGINÁVAMOS QUE VIVÍAMOS NUM CANTINHO DO PARAÍSO....EM 93 FOMOS VÍTIMAS DE UMA NOITE DE TEMPESTADE MAS OS EFEITOS EM NADA SE COMPARAM A ESTA...NUNCA TINHA VISTO NADA SEMELHANTE AQUI...E SEGUNDO OS ENTENDIDOS VAI SER MAIS FREQUENTE ESTE TIPO DE FENÓMENOS...POR UM LADO HÁ QUE REPENSAR O ORDENAMENTO DA CIDADE PRINCIPAL E DOS SUBÚRBIOS...A LIMPEZA DOS TERRENOS ABANDONADOS, A ÁEREA ONDE SE DEPOSITA OS SEDIMENTOS,NÃO ROUBAR OS LEITOS DAS RIBEIRAS...NEM FAZER CONSTRUÇÕES SOBRE AS MESMAS...OS RESPONSÁVEIS A PARTIR DE AGORA TERÃO DE PENSAR MELHOR PARA MINIMIZAR OS EFEITOS DE OUTRA POSSÍVEL CATÁSTROFE.
E TENS RAZÃO, O BORDADO MADEIRA É CONHECIDO EM TODO O MUNDO...PENA QUE NÃO SE VALORIZE QUEM O FAZ...A BORDADEIRA...POBRE E MAL PAGA...ENFIM...

VAMOS TORCER PARA QUE A TEMPESTADE DE AMANHÃ...PREVISTA PELO INSTITUTO DE METEOROLOGIA ...SE AFASTE O SUFICIENTE PARA NÃO NOS INCOMODAR...PORQUE DESDE O ANO PASSADO QUE CHOVE E OS TERRENOS JÁ NÃO SUPORTAM MAIS ÁGUA...

UM GRANDE BEIJO PELA SOLIDARIEDADE E QUE CONSIGAMOS SUPERAR AS DESGRAÇAS PARA DE NOVO NOS ERGUERMOS...PORQUE NÓS SOMOS FORTES E COMBATIVOS.

Bill Falcão disse...

Cumprir a Lei no Brasil?
Admiro seu otimismo, Vanuza!
Bjoooooooo!!!!!!!!

Madalena disse...

amo ELIS :))

beijinhoo*

Graça Pereira disse...

Quando puderes dá um sal ao Zambeziana, há lá um vídeo que gostarás de ver.
Beijos, minha querida.
Graça

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

       ( ),,( )
       (=':'=)
  ﻶﻉჱﻶﻉ═¤═(,,)♥(,,)═¤═ﻶﻉჱﻶﻉ

Oiiii querida Vanuza!
que delícia te receber em meu blog!
um ótimo fds!

bjoooo

Beti Timm disse...

Vanuzinhaaaa!!
Oi, cá estou, um pouco sem pique ainda, mas indo.

O Brasil, assim como o mundo é feito de coisas belas, mas tb de coisas tristes, que deixam nosso coração pesado e nos sentindo impotentes.

Ainda bem que a Elis está abrilhantando aqui com sua voz eternamente bela.

Qdo mais moça, me diziam que era parecida com a Elis, por causa do sorriso. Imagina qta honra!!

beijinhos e mais beijinhos

Beti Timm disse...

Quem é a flor a da esquerda ou a da direita? As duas com certeza!


beijinhos

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Você está fazendo um belo trabalho aqui, algo digno de ser lido e relido.
Pois é amiga, como falei para você agora a pouco, blogs deveriam ser como era quando começei, um lugar legal, cheio de pessoas legais ,mas virou nisso um lugar para pessoas doentes, psicóticas.

E na verdade meu tempo aqui é só final de tarde, sabe por que? porque tenho um mundo real, cheio de amigas , jantares e muita festa.
E sabemos amiga, que pessoas que telefonam, se preocupam de maneira doente, não tem amigos, não tem família, vivem só aqui dentro,e dão a alma por esta besteira aqui.
Beijos em sua linda família

Pedrasnuas disse...

LEVEI DAQUI UMAS SEMENTES "SEMPRE VIVAS" O QUANTO BASTE PARA ME REGOZIJAR...

MUITO OBRIGADA PELA FORÇA...O SOL HÁ-DE CHEGAR COM TODA A CERTEZA...E TRARÁ DE NOVO O COLORIDO QUE ANDA AFASTADO DE NÓS...

UM ABRAÇO PARA TI E PARA TODA A FAMÍLIA

VANUZA PANTALEÃO disse...

UMA NOTA:
A Martha Von Maders, uma senhora de uma Cultura sólida e muito querida por nós, se refere aqui a uma "criatura monstruosa", sem nenhuma espécie de respeito ao ser humano, a qual, no próximo post, doa a quem doer - ela tem sua turma -, vou revelar algumas das suas práticas muito pouco convencionais.
Aguardem!!!

Maria disse...

Digo NÃO AO TRABALHO INFANTIL...é absurdo ver escolas vazias e quando cheias, despreparadas para receber a maioria das crianças...enquanto isso, no mundo encantado do trabalho infantil, os pequenos príncipes e as pequenas princesas choram pelos sonhos perdidos... talvez lá na TERRA DO NUNCA exista escolas e quem sabe um dia elas possam ser alfabetizadas... ISSO É ABSURDO!!!SOU EDUCADORA E...NÃO DÁ...NÃO ACEITO E POR ONDE PASSO ERGO A BANDERIRA DO ABAIXO AO TRABALHO INFANTIL, valeu Van, mesmo, que DEUS te abençoe sempre, bjão.

Hermano disse...

Eu li, colega.
Assino embaixo.
Dr. Hermano J. Rosenckrautz

Pedrasnuas disse...

TENS UM CORAÇÃO TÃO BONITO!!! MUITA LUZ PARA TI.