sexta-feira, 25 de julho de 2008

KRAJCBERG: MAIS QUE VESTÍGIOS...

TENHO QUE EXPLICAR: Não me arrogo à pretensão de ser a "dona da verdade" e mais, os temas que aqui lanço são tão somente SEMENTES que serão fortalecidas pelas opiniões das pessoas que por aqui passarem. Muitas delas, com uma bagagem intelectual "zilhões" de vezes maior que a minha, ou mesmo, jovens e trabalhadores que têm o que dizer: NINGUÉM É SUPERIOR A NINGUÉM! Afinal, não estamos na velha Esparta Grega, ou no Terceiro Reich de Hitler. Somos um país formado por várias etnias; multiracial. TEMOS A NOSSA IDENTIDADE!
------------------------------------------------------------------------------------------------------
"KRAJCBERG: O POETA DOS VESTÍGIOS"
O Artista Plástico e Escultor que nasceu polonês, Krajcberg, está hoje com oitenta anos de idade; teve uma formação acadêmica completa chegando a conviver com Picasso, Braque e outras personalidades do seu tempo. Porém, veio ao Brasil e, resumindo, apaixonou-se por nossa terra a ponto de naturalizar-se brasileiro. Essa "paixão" custou-lhe também muita luta e dissabores, pois tendo que assistir às inúmeras devastações das florestas brasileiras, só encontrou uma forma de protesto: transformou SUA IMENSA OBRA num símbolo de alerta pela preservação da maltratada Natureza Brasileira.
O que fez Krajcberg? Decidiu, numa atitude extrema, usar os vestígios calcinados das árvores trabalhando-os como esculturas. A princípio, a mídia o divulgou como o artista diferente que construíra sua casa sobre um velho tronco de árvore, um senhor simpático. Mas, "a simpatia" desse senhor foi muito mais longe: Krajcberg estava determinado a mostrar ao mundo toda a crueldade e ambição dos poderosos que destruíam matas inteiras e toda a sua biodiversidade. Aí, o bicho pegou! E pegou feio, porque passou a ser perseguido pelas "autoridades" a ponto de ter seu material embargado na alfândega quando de uma de suas exposições na França, a convite.
Atualmente, possui um ateliê em Paris onde, com muito vigor e o apoio de amigos, continua a criar e PROTESTAR. Mas, me questiono: quantos Krajcbergs irão continuar com a sua luta, num mundo cada vez mais fútil e globalizado? Quer dizer, MAL!
VAMOS AO DEBATE?
Casa na Árvore





Exposição ao ar livre na França
Obs.: Até quando teremos os nossos "cérebros" reconhecidos no exterior, a exemplo também de Santos Dumont, a fim de que possam provar seu valor aqui, na terrinha?

102 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Obrigada pelas flores, Vanuza, minha amiga. Perdi mais um amigo aqui na Blogosfera, um a quem lhe recomendei. Mas lhe conto isso por e-mail. A sua postagem está ótima. Vou confessar-lhe a minha total ignorância: nem sabia da existência desse artista. Mas quantos os há nesse Brasil que não são reconhecidos? Que têm de ir para o exterior e ficar por lá porque não adianta voltar. A coisa aqui é nojenta, repulsiva.
Parabéns pela postagem, está um luxo.
Um beijo,
Renata
PS: Acho que neste fim de semana vou dar adeus à Blogosfera.

Sérgio Luyz Rocha disse...

Meu avô cultivava roseiras...uma delas transplantei para o seu túmulo, isso há muitos anos quando os mortos ainda eram sepultados (hoje, por conta da falta de espaço, são emparedados...)...Krajcberg cumpre sua missão plantando a natureza morta na forma de escultura e faz um jardim de protesto...e vc., Vanuza, faz florir o mundo virtual com tuas homenagens providenciais...nosso mundo, nossas árvores e gentes, nossas flores e vozes...
nossos protestos e espaços...

Bjs...

Anderson Meireles disse...

Sobre o trabalho desse artista, magnífico.
Sobre suas palavras, assino embaixo.
Será que nosso país ainda tem jeito?
Temos que acreditar né?
Parabéns pelo post, está sensacional como sempre,
um abraço!

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beautiful Stranger disse...

surpreendente como sempre; seu blog é rico...


;)
http://strangerbeautiful.blogspot.com/

Antunes Ferreira disse...

Olá Vanuzinha

Trabalhos escultóricos maravilhosos; textos excelentes. Tudo bem.

Só passei por aqui para saber como vão as coisas. Oxalá tudo corra sobre esferas.
Mas… já agora, aqui vai:

1)SANGUE & SEXO
Não te esqueças de comprar o
me(a)u livro e de passar esta mensagem à tua seita. Dele disseram há poucos dias que era «sangue & sexo, mas muito bem escrito»… Disseram…;

2)PONTO DE ENCONTRO
Acompanha o Travessa pois vou acelerar os trabalhos. Já há interessados em Angola, Moçambique e Cabo Verde. E, vê lá, no Senegal;

3)IMEILE
Obrigado à quadragésima potência. Se é que ainda tenho alguma, ahahahahahahahahahah
Queijíssimos

TANTA POESIA disse...

Ser brasileiro por opção, é um ato de bravura. Defender a nossa natureza é a nossa obrigação. Krajcberg é um BRASILEIRO!

daniel disse...

Vanuza

Procuro acompanhar, saber que é Amazónia e da sua degradação. Enquanto o verdadeiro pulmão do mundo sofre maus tratos, que as entidades deviam tentar evitar. Com satisfação vi que o Senhor KRAJCBERG, empresta o seu saber artìstico, algures no mundo em favor dum planeta menos poluido, acarinhando e gritando:
- Lutemos por esse património do mundo, que está no Brasil e que se chama Amazónia!...
Daniel

Zé do Cão disse...

Antunes Ferreira, trouxe-me aqui. Obrigado Antunes.
Espero que Vanuza, não se zangue comigo de vir aqui opinar.
AS rosas do post são lindas. Iguais às do "Alhambra" em Granada-Espanha.
Todavia os seus espinhos picam quando se lhes toca, especialmente quando há Margaridas por perto.
Eu que o diga.
Beijinhos

Fernando Rozano disse...

a obra de Krajcberg é inigualável e ao mesmo tempo paradigma. Um post extraordinário, para profunda reflexão. meu abraço.

Paradoxos disse...

sem palavras :-) extraordinário!!!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia, Va! Fiz novo post hj, a pedido de uma amiga do Blog. Vc já deve ter visto o filme, que é lindo.
Apareça aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata

Rodrigo disse...

Mais um belo texto! Arte e Natureza são revisitadas como protesto; o Artista esquecido e a Natureza desprezada.
O árduo trabalho do Artista e da Natureza são deprezados pela ignorância e indiferença do nosso povo e autoridades.
Krajcberg entra para galeria dos injustiçados por úma memória nacional inexistente!
Parabéns pela coragem e reconhecimento a quem merece!

clean disse...

Estava para começar um novo post quando comecei a fazer um tour. Como não poderia deixar de ser, vim dar por aqui. Ali, ali está a casa da árvore de Kracjberg, o Brasil não conhece o significado nem da casa, muito menos do seu dono. Você, sim!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza:
Vc disse que ia tomar café e voltar ao meu Blog. Eu já até almocei.
Renata

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza: Tive um perrengue com o Carlo que ele pôs moderação nos comments. Tenho certeza de que foi por minha causa. Bom, agora a merda está feita.
Um beijo,

Evelyn disse...

E quem se importa, minha amiga? Individualismo, egoísmo, mau-caratismo, teu nome é brasil de hoje!

Gisele disse...

O importante da vida do ser humano é a sua missão na vida. Krajcberg é um Homem Realizado e DIGNO!

Victor disse...

Vestígios? Hoje isso é lugar comum.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza, vc não vai acreditar, mas o Carlo fez o meu retrao, estava lá sexta-feira, comentei, achei lindo, de uma tristeza profunda. Retratou-me como sou e eu pensando coisas dele. Linkei um retrato do Blog dele, vc comenta no meu. Não tem problema, né? Vc estará indo ao meu Blog. Esta tudo amiga está muito frágil, mas pai e mãe se instalaram aqui, pai com algum tipo de demência, acho que é Alzheimer e só admite que eu cuide dele, leve-o ao médico, ettc. Fiquei esse mês por conta de minha mãe, coitada, completamente surda, mas também só queria a mim. Atrasei em um mês os meus exames, não deveria ter feito isso, mas fiz. Tudo muito frágil.
Não consegui te mandar e-mail, por isso escrevo aqui. Se quiser apagar amanhã, apague.
Um beijo,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Se é louca? Mandou o recado para o post dele quee stá linkado no meu Blog, tive que apagar. Mas hj à tarde,escrevi um e-mail bem bonito, pedindo desculpas, rasgando-meem elogios (mas nem tanto).
Será que as pessoas vão po recados no link dele? Acho que esse troço vai dar confusão.
Beijo,
R~e

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Agora fez direitinho! Nunca é tarde para aprender, nó cego!
Bons sonhos,

VC viu o meu retrato no fim do meu post?

Olhos de mel disse...

Oie minha nova amiga! Obrigada pela visita. Volte, sim?
Adorei seu blog e cheguei pra ler um belo post! Conheço a história dele e a perseguição. Mas é assim; sempre que se coloca o dedo na ferida, desses "superiores", a resposta vem desse jeito. Infelizmente!
Bom domingo! Beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Va: Tá dando o maior rolo: tem gente pondo comments para o Carlo no meu post e vice-versa. O desenho que ele fez da minha pessoa não está no link,mas no meu post bem embaixo.
Bj de bom dia, querida,

São disse...

Graças por me ter dado a conhecer este ser humano tão rico.
Gostei muito das obras expostas.
Quanto à sua pergunta, pois receio que pessoas assim estão em vias de extinção.
Bom domingo.

Sr do Vale disse...

Eu preferia que não houvessem materia prima para arte de Krajcberg, seus trabalhos deveriam chocar a ponto de não existirem mais atrocidades desta maneira, cadaveres, queimados, retorcidos, agonizantes, resto de uma atrocidade sem limite, descabida.
Sou fã da natureza, ela meu único ídolo, e nós apenas parte de sua sabedoria cósmica, não a compreendemos na sua essência, na sua magnitude.

P.S. Vanuza, se não venho aqui com frequência é porque não tenho tido tempo, e quando o tenho, dedico-me aos desenhos, pois são viagens intuitivas as quais não sei o que vai acontecer, o que vai aparecer no final.
A partir da descoberta dessa técnica que uso, e que não vi ninguém usando (por enquanto), as imagens vão aparecendo, sendo criadas a partir de siluetas e manchas e cruzamento de tons das tintas, ai fico viajando, viajando, até a definição final.


Gostei do seu comentário no Partículas, um barato, um chorinho de dar dó, tadinha.


Seu blog é legal e espero fazer um link por lá.


Abraços.

Sr do Vale disse...

Vanuza, ia me esquecendo, é uma grande honra ter meus desenhos extrapolando os limites do Partículas do Sentido, ainda mais em blogs como o seu, é parte de um reconhecimento e estimulo para que eu continue.

Abraços.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza:
Vc acredita que depois que lhe mandei o recado dormi de novo e só me levnatei às 11:30? Fiquei me recriminando, daí me dei conta de que era domingo. Sexta-feira, liguei para a Junta Comercial e falei que já estava apta para voltar ao trabalho. Segunda espero os meus 70 documentos semanais, pois preciso de dinheiro. Em teoria, devia ser por rodízio entre os 400 tradutores públicos, mas como fiz uns trabalhos extras, como intéprete de bandido egípcio (lá eles falam francês misturado com árabe, o que aprendi) e faço o trabalho direito, eles me dão a metade de todo o trabalho oficial que há e a outra metade dividem entre o resto dos tradutores. Parece sacanagem, mas não é. Eles fazem nas coxas o trabalho ou pedem a quem não passou no concurso fazer e assinam embaixo.
Saiba que passei num concurso que não havia há 20 anos em segundo lugar. Não sou pouca porcaria não, sou muita. O primeiro foi um professor meu da Filosofia que vc deve conhecer pois agora está na política em Barsília, Renato Janine Ribeiro, e nem quer saber de tradução. Melhor para mim. Mas o que eu queria fazer mesmo era o meu Tristão e Isolda, mas como gosto de altos vôos agora não é a hora.
Bom domingão, amiga,

PS: Vc acredita que mesmo com um recadão daqueles há pessoas que põem os comments no lugar errado?
Vc me achou feia no retrato, pois falou a ele para me fazer mais bonita? Aquela foto me é especial, estava triste, triste e ele retratou isso muito bem. Ofereci o seloa ele e não foi pegar. Então, mandei por e-mail, mas do jeito que é reservado, não vai pôr. Não é espalhafatoso como nós!

Sr do Vale disse...

Mais uma coisinha:
Krajcberg cortou a árvore pra fazer a casa?
Quando estive no sul da Bahia, quando ainda poderia chamar-se de paraiso, ví muita gente indo pra lá, pra curtir a natureza exuberante que ali existia, e pra moradia ou pousada, faziam construções que utilizavam madeiras, muita madeira, ou seja, o lugar estava sendo desmatado, pelas próprias pessoas que curtiam o lugar.

a casa da mariquinhas disse...

Querida Vanuza
Adorei este seu post.
Confesso minha ignorância: nunca tinha ouvido falar em Krajcberg.
Ainda bem que vc escreveu, e muito bem, sobre ele. Assim tive a sorte de aumentar meu conhecimento.
Uma pessoa que luta pela preservação da natureza é digne de todo o nosso aplauso, e merece a maior divulgação possível.
Bem haja!, Krajcberg.

Estão, no meu blog, dois recados para vc. Do João Soares e da Maqira.
Se puder ir lá veja nos comentários ao post "Mais uma esttrela..."
Para além disso hoje publiquei dois posts. Do segundo estou convencida que vai gostar. É uma verdadeira delícia!
Posso elogiar à vontade porque não é de minha autoria... -:))))
Um grande beijo, querida amiga
Mariazita

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francine Esqueda disse...

Obaaaaaa!! Que bom ler coisas interessantes nesse Domingão...
Estava com saudade de navegar por aqui! Adorei: especialmente saber mais um pouco sobre arte!!!
Espero que sua semana seja mais que maravilhosa! Tão florida quanto estes jardins...
Abraços apertados,
FRAN

Carlo Rochas disse...

Querida amiga, agradeço mais uma vez os elogios que não mereço, por acaso, não conhecia Krajcberg, e o quanto o mundo nos reserva surpresas. Esta semana não estarei muito longe dele, mas creio que me vou ficar por tentar descobrir algumas das suas obras. Mas não há um provérbio que diz que Santo da casa não faz milagres ( apesar de haver excepções, é claro, as excepções confirmam a regra).

Um beijo e desejos de uma excelente continuação de domingo.

Sr do Vale disse...

Vanuza, vim ver como ficaram os quadros na sua sala, ficou legal ao lado de Krajcberg, principalmente OLHAR FIXO, ao qual tem cores que lembram fogo.

Vou te dar uma ajudinha, já que foi acometida por uma virose.

Os títulos dos quadros são pela ordem:
OLHAR FIXO
PAISAGEM SILÊNCIOSA
O GARFO DE DALÍ

Abraços e meus desejos de melhora.

P.S.: acabei de fazer um que acho que você vai gostar, tem tudo a ver com o Sol de hoje.

Sr do Vale disse...

Vou postá-lo a semana que vem.
aguarde.

Espaço do João disse...

Gosto imenso do teu blog. Aproveita a cadeira para o apreciares bem, pois nem sempre temos tempo para apreciar o que publicamos. Dá um beijinho à Renata e acima de tudo transmite-lhe muita força a essa guerreira. Um beijo sem picos. João

Júlio César disse...

Esplêndida matéria, muito a propósito e amigos talentosos. Apoio totalmente!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia, amiga Vanuza:
Pelo e-mail, deduzi qua ainda somos amigas e não poderia ser de outro jeito. Vc tem uma vitalidade, faz posts de coisas e pessoas que nem sei que existem ou existiram, Clusius, Krajberg. Não sou a bambambam não.
É vc que está com a bola toda, dando a conhecer coisas novas. Vi que o Carlo também não conhece Krajberg e perguntei a pessoas que dão aula na Unicamp, de história da arte, e só 2 sabiam. O Carlo foi muito legal comigo, me deixou mais serena por um e-mail que me mandou. Sabe aquele retrato que ele desenhou de mim? Naquela foto eu estava quase chorando e ele conseguiu captar isso tão bem. Se vc não reparou, dá um pulinho lá e veja. Estava triste, muito triste por morte de uma pessoa muito querida.
Um beijo e saiba que gosto muito de vc,
Renata

Cultura Malcriada - disse...

Não conhecia esse artista...
A maior frustração do artista é não ter sua obra compreendida... mas pior ainda é ter sua obra mais compreendida do que devia!!! hehehee
Bela postagem!!!

Crisfonseca disse...

Olha que surpresa, obras do ser do vale. Linda homenagem.
Adorei.
Beijos grandes
Cris

Crisfonseca disse...

Vanuza, desculpe sou mesmo um desastre, vim aqui e comentei das obras do sr do vale. E depois voltei pra comentar na tua postagem sobre Krajcberg, só agora percebi que eram uma postagem só.
Resta-me apenas admirar tuas belas e inteligentes postagesn Vanuza.
Parabéns.
Beijos,
Cris

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Seu blog é de uma perfeição. Adorei ver que aqui se respira arte.
martacorreaonline.blogspot.com
Postei sobre Napoleão, apareça por lá, será muito bem vinda.
marthacorreaonline.blogspot.com

quinquilharias disse...

Pequena artesã que sou, mas não posso deixar de render homenagens a esse gigante, o Kracjberg e a você, amiga e incentivadora.

tudo verdinho disse...

Passando rapidinho, mas de olho em tudo e quanto mais olho, mais quero ficar. Tenho que ir!

Anderson Meireles disse...

Fiquei tomado por um "espanto bom"...
Essas obras do SR do Vale são demais,
Escrevi outra confusão,
quando quiser apareça,
Um abraço!

Adriano disse...

Arte, Arte de Krajcberg.Vida contra a destruição. Grito de socorro e uma vale com o seu senhor, guardião do verde.

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bandys disse...

Vanuza,
Duas belas postagens.
E linda as flores.
Seu blog é cheio de vida e informação.
Beijos

Entre o Fascínio e o Pensamento disse...

São essas coisas que me fazem acreditar veementemente nos artistas do nosso país...
Eu fiquei encantada com a postagem!!
Eu fico maravilhado com teu trabalho.. Obrigada!
Um beijo, querida!

Cadinho RoCo disse...

Esta publicação sua toca num tema extremamente delicado e fundamental porque questiona a necessidade do reconhecimento do que acontece, sobretudo neste instante em que vivemos um Brasil profundamente questionável. Estamos num lamaçal de idiotices e banalizarem tudo em troca de nada. Muito, mas muito feliz esta sua publicação, parabéns.
Cadinho RoCo

Crisfonseca disse...

Olá Vanuza,
Adorei a ideia da vernissage dos três, pode por as ideias em pratica , adorei
Beijos,
Cris

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Oi Va:
O "Tire o Chapéu" só dará credibilidade ao seu Blog. Vá lá e pegue. E o seu post está fazendo sucesso. Queria postar hj, mas fiz um menu e, além de tudo, estou na minha brecha (nem chamo de pausa) do trabalho, vi até um filme, tenho que tomar banho e voltar a trabalhar. De vez em quando, dou umas paradinhas para visitar os amigos.
Um beijo,

Sinfonia Imortal disse...

A Obra de um Homem ou Artista fala por si própria. Krajcberg deu passos muito importantes para jogar luz onde só jogavam fogo e destruição. Grande lembrança!

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zíngara disse...

Chapéu, não tenho,mas vou tirar minhas sapatilhas de dança. Um prazer vir parar aqui e ler tanta coisa com Arte e Consciência.Fique com a rosa dos meus cabelos!

Prof. Fernando disse...

Professor de História e aposentado, me recordo "a febre" que durou pouco em torno do artista. Depois, óbvio, que viram que ele não estava fazendo "arte", o apagaram. Felizmente, nem a sua, nem a minha memória foram prejudicadas.Krajcberg honra todos os artistas do mundo, assim como Picasso com Guernica denunciou o franquismo.Estarei aqui, de plantão!

Robson Andrade disse...

Um ancião e sua Obra feita com os restos de florestas sacrificadas. Quantos animaizinhos também morreram? Quem nos devolverá o que perdemos?

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza:
Fiz novo post? Quer estrear?
Bjs,

PS: Nossa, onde vc arrumou aquele selo? Tiro-lhe o chapéu!

marcello disse...

Qualidade, Bom gosto e Humildade, três qualidades indispensáveis para quem pretende se lançar publicamente. Você conseguiu!

Carlo Rochas disse...

Vanuza esteja sempre à vontade, pena que não possa colocar as telas que comecei de novo. Os direitos foram cedidos a minha empresa, foi um acordo, que me permite ter umas horas por semana disponíveis, e ao mesmo tempo garantir a minha remuneração de conselho e auditor externo. Sem desvendar muito e até pelo esboço daquela cabeça de cavalo, poderei dar-lhe uma ideia do trabalho, que terá como fundamento as telas em forma de pergaminho, a partir daí utilizo cores básicas o mais importante sendo o conteúdo, para as constelações haverá um misto histórico, mitológico, cientifico, no qual entram representações e uma meia dúzia de línguas “mortas” estando tudo completado por um livro que espero seja publicado pelo menos em três línguas, mas isso será outra dor de cabeça. Depois destes dois trabalhos feitos, poderei mostrar o que vira pela frente, pois além do óleo, todos os quadros terão um trabalho de iluminação feito com folha de ouro.

Um beijo sereno. E até breve.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Va:
Por acaso vc já leu um livro do Ariano Suassuna chamado "A História do amor de Fernando e Isaura"? Esse livro é considerado o "Tristão e Isolda" do Brasil. Aí vai uma dica da sua amiga, Renata também é culura.
Um beijo e boas noites a todos,

Soraia Barbosa disse...

Olá minha querida amiga!
É sempre uma lisonja ter a sua visita 'Ao Coração'...
Pode deixar que quando eu colocar poesias novas eu venho te avisar...

Também andei adoenta (quer dizer, ainda estou), só que a contrário de você, a minha é faringite (estou recuperando a minha voz aos poucos, rs), no mais está tudo bem!

Um forte abraço... fique com Deus!

JADY*ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Albert disse...

Aqui vemos:1-A MORTE, com seus troncos retorcidos, cadáveres da natureza;2-A Vida em todo o seu esplendor, as flores. Além do mais, uma Arte forte, surrealista, do Sr do Vale. Quem entrar aqui, sairá mudado.

Paulo César disse...

Mais que vestígios, um exemplo maior de Cidadania. Se assim não fosse, estaria por aí, sendo exaltado pelos meios de comunicação.Krajcberg, o Cidadão acima da Arte!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Oi, Va:
Vc sabe me dizer se é Di Cavalcanti ou Di Cavalcante?
Caí literalmente da cama hj, às 4:30 da matina e não dormi mais. Estou aqui penando com a planinha para entrar na justiça contra o meu editora que me deve apenas 100 pilastras. Vc acredita que um dia ele me ligo, rindo, dizendo que não ia pagar. FDP.
Um beijo, linda, da R~e

weiss disse...

Obrigado pela passagem em meu blog.
Legal teu blog.

Anônimo disse...

Esse "esquecimento" não é casual, existe um propósito perverso nisso tudo. O próprio Drummond falou que seria esquecido, cheguei a duvidar do Poeta, mas agora...

O TURISTA disse...

faço idéia do que esse artista passou por aqui! Agora, o pior, é o esquecimento...

blog do dudu santos disse...

Já estou de volta!! tive problemas com o Pc, máquinas quebram e a gente morre!! é a vida...este é um P artista..adoro ele
beijos

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

Amo Imagens disse...

Krajcberg, muito mais que vestígios, uma luz nas trevas do poder!

Nélson Ferraz disse...

Aqui a gente tira o chapéu, tira tudo, menos a Dignidade!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

VANUZA, POR FAVOR, VÁ LER O MEU E-MAIL, TEM QUE SER HOJE!
RENATA

Ulysses Frota disse...

É uma arte feia? Acho que muitos tolos devem estar julgando isso. Acertaram! Não poderia ser bela...Pois mais feio e cruel foi quem acendeu o fósforo do terror, da destruição e do mal!

Jorginho disse...

Estou cada vez mais perplexo, nada mudou e se mudou, foi pra pior.

muito relativo disse...

A função da arte é...Não, essa não é a forma melhor de se expressar. A arte, por si só, é a própria função.Krajcberg mostrou a todos nós como somos feios e maus. Nos mostrou com muita Arte!

Conceição Soares disse...

Passo, deixando o meu vestígio de revolta: ontem, foram apreendidas toras das nossas melhores árvores da Amazônia. Isso não termina nunca!

Delírios e paixões disse...

O canto da destruição é um lamento sem fim, apenas choro...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia, Va:
Dormiu bem? Eu acordei nomeio da noite, assstada, pro um motivo que te conto por e-mail. Eu a estou visitando. Retribua a visita. Adoro quando vc vai ao meu Blog, sobe o astral e hj particularmente, pois vou ao médico.
Um beijo,
Renata

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vanuza:
Vá logo ler o e-mail que lhe mandei
um bj,

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Va:
Leia meu e-mail. Há mais dois selos que repasso para vc. Acho que um vc vai querer, o Blog Massa, pus, ma svou tirar. É um selo com a cara da Ivete Sangalo. Não gostei.
Um beijo,
R~e

O Profeta disse...

Mora em ti o...fantástico...!

Majestosa e altivamente submissa
Uma árvore curva-se à lagoa
Encontrei um arco-íris perdido na terra
Este canto não pára até que a alma doa


Convido-te a olhar os sentires que emanam do altar do Sol


Boa semana


Mágico beijo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Va:
Roubei umas orquídeas suas. EStava precisando.
Um beijo,
Renata

SAM disse...

Querida conterrânea Vanuza,

Agradeço as rosas e devolvo as semeadas em meu coração. Agradeço o prêmio que tendo feito por merecer nos contempla solidariamente.

Teria imenso prazer em te conhecer pessoalmente pela grande admiração que num curto espaço de tempo, revelou-se para mim pela grande e sábia mulher que és. Bem sabes, que não obstante ter crescido absurdamente a população de nossa cidade, e que sempre foi populosa, ainda temos a alegria de morar numa cidade que a despeito de inúmeros problemas ainda conhecemos nomes e sobrenomes. O que nos torna uma grande família.

Um artista não tem fronteiras, é o caso de Krajcberg. É um grande naturalista , preocupado com o meio ambiente. Denunciou e defendeu suas causas em prol do Brasil. Fez, o que um brasileiro não teve coragem de fazer, ou recursos para fazê-lo. Um grande e admirável homem, sem dúvida, que você trouxe ao conhecimento de muitos, que ignoravam por completo os feitos deste homem. Que a semente de sua revolta possa germinar no coração dos brasileiros, e de todos que amam sem fronteiras políticas. Seres livres que nasceram para dedicar-se a educação humanista, a preservar, a respeitar, denunciar as barbáries a despeito da nacionalidade e fronteiras. Mas com a visão de um mundo melhor. Aceitando o risco da incompreensão, dos desafios e restrições impostas por interesses obscuros.

Finalizo com uma frase do hoje pintor Krajcberg

«Com minha obra, exprimo a consciência revoltada do planeta».
Frans Krajcberg


Grande beijo.

f@ disse...

Olá...
Parabéns pelo excelente trabalho de imenso bom gosto e sensibilidade...
adorei estes post ...tudo bonito mas as esculturas deixaram-me os olhos a luzir... deslumbrantes ... volto com mais tempo para ver mais atentamente...levo o teu link para as nuvens se me dás licença...
beijinhos das nuvens

Wise Girl disse...

Sou uma jovem jornalista, mas muito bem informada sobre a vida e Obra desse Herói da nossa Cultura. Ninguém vai esquecer Krajcberg!

Margaridas e Rosas disse...

Comentar Krajcberg? Esse Homem está acima da média, um "SANTO DO SANTUÁRIO DAS FLORESTAS BRASILEIRAS". Vida longa para ELE!

eva disse...

Vanuza, em primeiro, pôr as contas em dia: finalmente saiu alguma coisa sobre o Camilo nos comentários do post de 31 de Julho. Promessa é dívida!
Segundo (embora mais importante):
Não sabia da existência de Krajcberg e te agradeço por mostrares que existe e mostrares alguma da sua obra.
Tudo o que se faça pela mãe natureza é por nós, por nossos filhos e nossos netos que fazemos.
Bjs

Gosto de Bichos disse...

Ser ecológico não se resume a criar passarinho em gaiola. Vamos abrir as gaiolas e que todo a passarada voe de volta às suas árvores!

Buscador do Conhecimento disse...

Muito interessante esse tipo de arte, que mostra o que é possível fazer com os restos de destruição da natureza. Brilhante, Vanuza!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Mulher, tira o selo "sou luz e pó". Eu lhe tinha dado aquele que vc pôs e outro com a Ivete Sangalo que joguei fora "Blog Massa". Eu pedi para a Mariz se podia dar-lhe o "Sou pó e luz" e ela não deixou. Também foi ela que criou, não perderá muito. No lugar dele, ponha a bailarina. Fiz todo o resumo do meu dia num e-mail e acrescentei coisas ao meu post, em especial o texto sobre a uva da Aline. Depois, dê uma espiada. Vc vai gostar de saber as boas novas quanto à minha saúde. E não esquente não quanto ao selo e me desculpe se causei confusão.
Beijos de quem te ama e te adora (acho que exagerei),
Renata

Anônimo disse...

Ele fez a sua parte, que não foi fácil, mas e a "elite"?

Sílvio José Amarante disse...

Passando e lendo Göthe, tirei o chapéu!

Carlos disse...

Bellísima la obra de Krajcberg. Gracias Vanuza por enseñarnosla. Besos desde España

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia, querida amiga! Hoje, levantei-me mais tarde, pois ontem foi um dia pesado. Já lhe mandei o e-mail. A explicaçao do por que não do selo é simplesmente ridícula. Não dê por ela. Eu se que tudo a magoa, como a mim. Mas pense: uma desconhecida, que cria um selo, que autoridade tem? Está no e-mail.
Sou mais eu e você, que fazemos belos post aos nossos leitores.
Um beijo e espero a sua presença no meu Blog.
Beijos de carinho,
Renata

Gosto de Bichos disse...

Obrigado, padrinho das nossas matas e animais silvestres, onde você estiver!

Meu nome é Brasil disse...

E vamos dar O ABRAÇO que esse Padrinho merece, será que ele vai ler?

Gisele disse...

O futuro do Brasil de saúda, Mestre Kracjberg. Todas as nossas flores para você!

Lívia Moretzon disse...

E essas pinturas do Sr do Vale, vindas do inconsciente, só engrandecem esse blog. Lindo demais!

Soraia Barbosa disse...

Oi minha querida amiga!
vim aqui te avisar que publiquei novo poema, já que me pediste para te avisar!
Tenha um maravilhoso fim de semana!
Forte abraço