sexta-feira, 16 de setembro de 2011

O que guardamos no céu da boca


O poético seria dizer que são estrelas no fundo escuro das noites sem fim das galáxias em espirais medonhas engolfadas por buracos negros.
Mentira.
Mera hipótese literária.
Uma língua úmida de palavras desconexas com ilimitados nexos passeia pelos dentes afiados lisos brancos arredondados desafiados a morder a quem aparecer pela frente feito cachorro louco raivoso.
Emudeceu. Guardei a língua para não te dizer palavra.
Não prometo ao mundo minha mudez. Prometer não muda.
Prometer mete a lâmina afiada na criança do poema que não nascerá.
Promete-se nada se cumpre. No céu da boca guarda-se cuspe.
Saliva amarga

-----
Rosa Passos canta - canta de verdade - 'Curare' de Bororó.

Ouve, gente! Sem pressa! Isso é papa fina...

45 comentários:

cirandeira disse...

O que guardamos no céu da boca é o mesmo que guarda a onça no céu de sua boca, ah, ah, ah ! Dependendo do que engolimos ou não haverá palavras doces, amargas ou azedas;
o céu de nossa boca é como um poço
sem fundo cuja água tem que ser renovada sempre, tem que ser retirada seja com balde ou com roldanas! Quanta metáfora, hein amiga?
De qualquer forma, achei teu texto tão poético!!!

um beijo, queridíssima, e um ótimo final de semana!

Guilherme Pantaleão disse...

Poesia com muita criatividade e escrito com alta qualidade! Comparável aos mais bem concebidos! Um abração!

Drika disse...

Van, minha querida... não se passaram tantos meses assim =) to aqui de volta, amiga!
Ah... quantas estrelas neste céu, não é? Tenho muitas ;)

Passagem rápida, to viajando... volto segunda... bj no coração!

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Um texto cheio de alegorias!!
O que guardamos no céu da boca?? Depende!! Ha gente que nem que lave toda a vida o "sótão" com água de rosas, sairá uma única palavra lavada e perfumada...A língua, como o tridente do demo, empurra para lá todo o ódio recalcado, as invejas mal digeridas cheirando a bafio...Há outras que, a sua boca, é a porta aberta do céu!! Toda a gente leva estrelas brilhantes e, quanto mais levam...mais o céu fica iluminado
de uma generosidade sem fim!!
O alerta deverá ser: Vejam bem se estão à porta do céu ou...do Inferno!!
Mil beijocas e bom fds.
Graça

RELTIH disse...

MAGNIFICO ESCRITO, LO ENTENDÍ TAMBIÉN COMO UNA REFLEXIÓN.
UN ABRAZO

lita duarte disse...

Que texto, Vanuza.
Gosto desse tipo de escrita que nos surpreende, gosto de "língua afiada", que sabe o que diz.

Bom fim de semana.

Bjos.

SAM disse...

Querida amiga,

Espetacular!!! Lembrei destes versos de Cora Coralina

"Sombra da mata
sobre as águas quietas
onde as iaras
vêm dançar à noite. . .
Não. Mentira.
Façamos versos sem mentir..."

Uma bela reflexão a altura. Ouvindo Rosa Passos...O que há de melhor!?

Beijos com Carinho e lindo fim de semana, Van!

Arnoldo Pimentel disse...

Muito bom esse texto, original,perfeito.Parabéns pela postagem. Em novembro lançarei outro livro de poesias, você e a Sarinha estão convidadas pro lançamento. Estarei com o grupo Gambiarra Profana na Casa de Cultura Sylvio Monteiro dia 29 próximo as 19 horas, no centro de Nova Iguaçu, na rua dos Cartórios, beijos.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Vanuza minha amiga querida!

O que guardamos no céu da boca...geralmente o que nos amarga ou amargará aos outros...Então melhor guardar!

A Rosa fez uma leitura muito doce da canção do Bororó,linda mesmo!

Aproveito para esclarecer que Niterói é a minha maior saudade!!!!Hoje,já a alguns anos não moro mais lá,embora não me queixe de onde habito,que tem lá suas belezas.

Moro em Jacarepaguá,com uma vista adorável e um clima de montanha,mas de Niterói trouxe minha mais verdadeiras ternuras!

Nooossa!!!Fiz um post,rsrs!!

Um beijo ,amiga!

Sonia Regina

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Vanuza querida!

Voltei para lhe dizer que seu texto foi um "grito",do jetinho que gosto.Diz-se pouco e diz-se tuuudo!!!

Quero também lhe dizer que sua foto está linnnnda...não sei qual a rosa mais bonita!!!

Um beijo carinhoso!

Sonia Regina

Daniel Costa disse...

Vanuza

Acabei de ler, voltei a ler e fico a meditar no que li, achei um sentido metafórico. Porém o que escreves é bem com sentido definido.
A musica e canção a soar-me bem.
Olhei o pensamento, à esquerda: "não quero o queijo nem a faca, quero a fome"... rsrs, o escrito adapta-me, nunca comi queijo e não tolero bem faca, que o tenha cortado.
Ontem iniciei TOP SECRET OLAVO, tem a pretensão de ser policial, pedia ou convidava a uma visita.
Beijos amiga

SAM disse...

Querida amiga Van,

Li seu comentário agora lebrando do documentário que assistiu e tive uma idéia! Falamos de Cora Coralina (Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas) e trouxe comigo trechos de um poema , com um pedido a você porque não conheço outra amiga que dissecaria e faria um post de excelência e com a seriedade que exige o assunto e tema. Fica a seu critério. Mas adoraria, pela importância da abordagem do assunto, sempre atual, ler um texto seu sobre o assunto, ao tempo que homenagearia também a mulher e poetisa , Cora Coralina. Leia trechos do Poema “ Minha Infância :



Éramos quatro as filhas de minha mãe
Entre elas ocupei o pior lugar.
(...)
E a casa me cortava: “ menina inzoneira!”
Companhia indesejável – sempre pronta
A sair com minhas irmãs,
Era de ver as arrelias
E as tramas que faziam
Para saírem juntas
E me deixarem sozinha,
Sempre em casa.
(...)
Intimidada, diminuída. Incompreendida.
Atitudes impostas, falsas, contrafeitas.
Repreensões ferinas, humilhantes.
E o medo de falar...
E a certeza de estar sempre errando...
Aprender a ficar calada.
(...)
Menina abobada, ouvindo sem responder.
“ Eu era triste, nervosa e feia.
Chorona.
Amarela de rosto empalamado,
De pernas moles, caindo à toa.
Um velho tio que assim me via
Dizia:
“ – Esta filha de minha sobrinha é idiota.
Melhor fora não ter nascido!”
(...)
Feia, medrosa e triste.
Criada à moda antiga,
- ralhos e castigos.
Espezinhada, domada.
Que trabalho imenso dei à casa
Para torcer, retorcer,
Medir e desmedir,
E me fazer tão outra,
Diferente,
Do que eu deveria ser.
Triste, nervosa e feia.
...
Retrato vivo de um velho doente.
Indesejável entre as irmãs.

Sem carinho de Mãe
Sem proteção de Pai...
- melhor fora não ter nascido.

Minha Infância ( Freudiana)- Cora Coralina


Lindo domingo querida amiga. Obrigada pelo carinho da amizade e força sempre. Beijos em todos

Memória de Elefante disse...

Assim como a solidão não precisa significar isolamento, silêncio não precisa ser um corte:pode ser nossa melhor maneira de falar, naquele momento, com aquele interlocutor.

Adoro a voz de Rosa Passos, excelente escolha!

Um beijo e bom início de semana!

O Árabe disse...

E o texto também, Vanuza... muito bom! :) Boa semana.

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

Rodrigo disse...

As palavras do céu da boca
invadem nossas ruas,
Flutuam em nosso universo
ivoluntário,
Caminham solitárias entre
nossos caninos devoradores
Voraz e acolhedora...palavras
incomprensíveis...

Benno disse...

A mais importante palavra é aquela que não se disse, aquela que morreu na garganta antes mesmo de nascer, aquela que tirou o nosso fôlego mal nascida no pensamento, que empalideceu as faces logo antes rosadas e louçãs, a palavra que não se teve coragem de dizer. O grande problema não é o poeta fazer parir o poema, mas ser assassinado por ele. A gente percebe que a poesia está presente, não quando o poeta fala, mas quando ele cala, pois a gente fica imaginando o que o fez calar. Ou sou daqueles que prefere ouvir o que não foi dito, mas o melhor mesmo é ouvir o que ficou insinuado nas entrelinhas, aquilo que de fato nos fez pensar. Aquilo que a prudência fez calar. A palavra que faltou ser dita é a única que cala fundo na alma do leitor.
Ótimo poema!
Beijo

Vanuza Pantaleão disse...

Rodriguinho, amore! Demoraste, mas chegaste.

Evanir disse...

QUANDO INICEEI MINHA VIAGEM PELO MUNDO ATRAVÉS DA BLOGOSFERA
MEU DESEJO SINCÉRO E PURO FOI SEMPRE LEVAR A PAZ ,.
ENTRE BLOGUEIROS E PAISES SE POSSIVEL DO MUNDO INTEIRO.
UMA VEZ QUE HOJE TODOS OS BLOGS TEM TRADUTOR.
CONTINUO MINHA VIAGEM ,NÃO DESENCORAJO É UMA VIAGEM INTERESSANTE.
TENHO COLHIDO AMOR, AMIZADE ,SOLIDARIEDADE ENFIM UMA EXCELENTE VIAGEM.
ME DE SUAS MÃOS CAMINHE COMIGO.
MAIS SEMANDO AMOR NUNCA SEMEEI ESPEPINHO.
SÓMENTE ASSIM COLHERÁ COMIGO OS MAIS BELOS LIRIOS.
DEUS ABENÇOE SUA TARDE E A MINHA TAMBÉM.
BJS NO CORAÇÃO.
EVANIR
Pense Em Deus** Pense No Amor

Cultura Malcriada disse...

E aí, Vanuza!

Belíssimo o texto... não há arma mais terrível e de efeito mais prolongado do que a palavra. A língua fere mais que espada. Sobre a Rosa Passos, sempre confundi ela com a Leila Pinheiro... acho que é por causa da voz que lembra um pouco!

Bjão!

SAM disse...

Van,

Ninguém melhor do que você não só para falar de Cora Coralina e na implicação do conteúdo do referido poema, mas de tantos e diversos assuntos com emoção, profundidade, visão humanitária, inteligência e com a sua larga base cultural ! E tenho dito hahahhaa

Beijos com carinho querida amiga.

PS: Só hoje abri o SAM

Baby disse...

Assim é que se fala.
Belo texto, muito criativo.
No céu da boca, direi eu, guardamos aquilo que espera a hora de ser dito...

Beijos.

lita duarte disse...

Oi, Vanuza.
Bom final de semana.

Bjos.

Daniel Costa disse...

Vanuza

Desejando um óptimo Sábado, passei para te dizer que postei hoje novo capítulo de TOP SECRET OLAVO.
Beijos querida amiga

Drika disse...

Van, querida amiga =) Como vai?
To passando para deixar um abraço cheio de sdds, apreciar seus escritos (só não consigo postar nos outros blogs ainda).
Nosso céu por aqui anda com ares gelados ainda, mesmo com a chegada da primavera... parece inverno.

Bjo grande amiga... fica com Deus!

Angela Reis disse...

Saudades de vc e dos teus escritos Van!! Tem selinho lá pra vc!!

Beijinhos =*

Graça Pereira disse...

Hoje passo só para te deixar um beijo!
Está um Outono lindo, ameno e um céu totalmente limpo, cheio de uma luminosidade que me devia pacificar...mas não! Há nuvens dentro de mim e um sufoco que sabe a lágrimas! Mais uma vez, o Senhor prova-me...até quando?
Beijo amigo.
Graça

Everson Russo disse...

Interessante isso, super legal,,,penso que no céu da boca podemos também guardar palavras poeticas a serem ditas...grande beijo de boa semana pra ti minha querida amiga...

Graça Pereira disse...

Um abraço pela tua perda!Cada vez me convenço mais que a dor, une mais que a alegria: fica para sempre!
Beijo carinhoso.
Graça

Everson Russo disse...

Um dia de muita paz, carinho e poesia pra ti minha amiga querida,,,beijos e beijos.

O Árabe disse...

Boa semana, amiga. Aguardo o novo post! :)

Ana Paula disse...

Olá Vanuza
Depois de vários contratempos com a saúde de minha mãe, voltei a um dos meus blogs preferidos!
Saudades de seu jeito de dizer por palavras, o estar de detestar o que é detestável e que se aloja no céu da boca ferindo-nos a alma.
Obrigado, amiga, por mais um delicioso texto!!!!

Um abraço de amizade
Ana Paula

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti minha amiga querida, muito carinho e muitos versos pra ti...beijos e beijos.

Daniel Costa disse...

Vanuza

Passo a cumprimentar e a informar ter escrito e postado mais um capítulo do TOP SECRET OLAVO. Desta vez não há safardezas, mas adornos. OLAVO para lá se encaminhará.
Beijos querida amiga

Geppetto disse...

nossa, Vanuza, suas fotas no topo do blog... um pouco, como direi?..., um pouco intencionais demais, você não acha? digo intencionais no sentido publicitário do termo.

Você não acha??

Beijos

Vanuza Pantaleão disse...

Não, não acho, Geppeto! O que é cultural deve ser propalado pelos quatro cantos da terra. Quem ousaria criticar Goethe, o criador de Fausto?
Pense bem...pensou?

Tem mais, cadê seu blog? Quem é você? Eu mostro meu rosto e o seu, qual é?

Muito triste alguém não ter uma face e colocar "perfil indisponível". Você critica, mas não aceita críticas.
Continue criando seus bonecos e fantoches, sem vida própria e enganando as pessoas desavisadas.
Se é por falta de adeus...

Everson Russo disse...

Um excelente final de semana pra ti minha querida amiga,,,muito carinho poesia e flores...beijos e beijos.

Fanzine Episódio Cultural disse...

A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do ano 2011.
Inscrições até 21 de outubro de 2011. Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
===================================
ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO A TODOS!

O VALOR DE 2 REAIS CORRESPONDE À INSCRIÇÃO PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE CONTENDO AS 6 CÓPIAS DO POEMA.

ABRAÇOS

CARLOS

Everson Russo disse...

Um sábado cheio de carinho e poesia pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

* Maria Edméia * disse...

*Papa fina ?!

(kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk).

*Vanuza, que SAUDADES de *Ti,

menina !!!

*Você está bem ?!

*E Guilherme, tudo bem com ele

também ?!

*Vanuza , se puderes, entre no

Facebook e veja as fotos - algu

mas !!! - que coloquei lá sob o

título de "Feira de Ciências" !!!

*Olha o link :

http://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150341294988535.372234.721778534&l=2027c75193&type=1

Fa menor disse...

Pois é... no céu da boca nem sempre moram estrelas.
:)

Angela Reis disse...

Obrigada pelo carinho que sempre dedica a mim, viu! Sempre elogio vc e teus escritos aqui em casa e para meus amigos. Admiro-te muito. Procurei vc no facebook mas não encontrei, fico muito mais tempo por lá q nos blogs. Nunca mais tinha escrito nada nos blogues mas vou comprometer-me a escrever ao menos uma crônica ou outros textos por semana. Se tiver um perfil no facebook me add, tá. Encontrei muitos amigos q fiz aqui por lá. Tá sendo muito bom interagir. O orkut acabei excluindo, mas talvez refaça outro.

Seus textos são sempre magníficos. Por que não faz um livro, tipo crônicas reunidas de textos q escreveu aqui. Eu ia adorar tê-lo na minha estante.

Bjs e fica com Deus!! *_*

Everson Russo disse...

Obrigado sempre pelo seu carinho minha amiga,,,super beijo de bom dia e uma bela semana.

Everson Russo disse...

Um belo dia repleto de carinho pra ti minha amiga querida...beijos e beijos.

O Árabe disse...

Espero que tudo esteja bem com você. Boa semana e breve regresso! :)