quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Eiji Okada Mon Amour

Devo confessar-lhes que o meu primeiro grande amor juvenil era nipônico. Na verdade, quando assisti Eiji Okada (1920/1995) em Hiroshima Mon Amour, percebi que ele era um homem diferente e nas pesquisas para esse post ficou-me constatado que Eiji desfez o estereótipo tradicional do samurai assustador e feroz. Eiji Okada só fazia papéis sensíveis, bem elaborados e até cômicos.
Por algum motivo, após o estrondoso sucesso de Hiroshima Mon Amour, dirigido por Alain Resnais e com o roteiro da escritora Maguerite Duras (O Amante), esse excelente ator não seguiu para Hollywood (fez duas pequenas participações) e preferiu montar sua própria companhia de teatro ao lado da esposa, Aiko Wasa. Porém, sua filmografia no cinema japonês, embora considerável, é pouco conhecida do público ocidental.
A origem de Eiji Okada é pouco divulgada e incompleta. Ele nasceu em Chiba (lugar de turismo marítimo no Japão); entrou para o exército japonês e chegou até a trabalhar em minas de carvão. Pode-se deduzir por aí que era homem oriundo de família de poucas posses, mas estudou na Universidade de Keio. As informações biográficas são dificílimas de serem obtidas e paro por aqui. Quem souber mais, por favor, nos informe.
Além, muito além de deixar aqui registrada a minha imensa admiração por Eiji Okada, gostaria de falar um pouquinho do que entendo sobre o Japão como nação e povo.
No Japão existe um equilíbrio total entre tradição e modernidade, sem contradições. Como eles conseguem isso? Não sei, mas tenho um palpite: educação e respeito no mais alto nível.
Os japoneses têm uma relação tão estreita com a Música Brasileira que detêm o maior acervo do mundo das nossas obras musicais. Fazem desfiles de escolas de samba no carnaval e curtem muito os nossos artistas em suas turnês por lá.
Não deve ser surpresa para muitos que as artes plásticas japonesas influenciaram diretamante o Impressionismo Francês. Aquela luz e o pontilhismo não são frutos exclusivos da imaginação dos impressionistas, embora isso não lhes tire o mérito, os artistas japoneses já eram Mestres desde muitas e muitas eras.
Os miniaturistas japoneses são famosos por suas paisagens em cabeças de alfinetes. A arte do Ikebana é praticada até nos treinamentos dos policiais japoneses. O que dizer também do trem bala e do avanço da robótica? Eles dominam a papa fina da tecnologia no mundo. Falaria também da arquitetura planejadíssima para diminuir os fortes impactos dos terremotos. Gastronomia requintada só se tem no Japão e fim de papo. Aceita um sushi? Citar o Mestre Kurosawa que está no topo dos maiores diretores de cinema do mundo também vale a pena, mas precisaria mesmo de uns dez posts para nos aproximarmos da cultura japonesa e isso só na próxima encarnação. Falando nisso, mencionemos o culto aos antepassados e o respeitoso tratamento à memória dos que partiram.
Vamos ao nosso momento musical?
Kyo Sakamoto, em 1963, nos legou o Hino de Amor ao Japão em "Sukiyaki". Composição de Ei/ Nakamura que com esse título foi lançada porque nenhuma língua ocidental foi capaz de traduzi-la como deveria, essa canção incrível está entre as cem músicas mais românticas e mais cantadas em todo o mundo. A tradução que aqui coloco é aproximada. Por isso, chamo ao palco a nossa Embaixatriz do Japão no Brasil, ANDRÉIA ARAKAKI: linda, delicada, discreta e muito inteligente. Pois é, misturou o sangue brasileiro e o japonês e ela aqui está, felizmente, entre nós e nos prestando uma assessoria completa. Explica tudo pra nós aí, Déia! [risos]. Brasileiro é muito enrolado nessas coisas...mas a gente se esforça!
LETRA APROXIMADA DE SUKIYAKI - No Brasil, foi interpretada pelo Trio Esperança e Daniela Mercury.
"É tudo por sua causa/ Que estou me sentindo triste e deprimido/ Você foi embora/Você foi embora/ Agora minha vida é apenas um dia chuvoso/ Eu te amo tanto/ Um tanto que você nunca vai saber/ Você foi embora e deixou-me solitário/ Memórias intocáveis/ Parecem combinar e querem me caçar/ Amor tão verdadeiro que tornou o azul do meu céu em cinzas/ Mas você desapareceu/ Agora meus olhos estão cheios de lágrimas/ Eu queria tanto que você estivesse aqui comigo/ Cheios de amor os meus pensamentos em você/ Agora que você se foi eu não sei o que fazer/ Se somente você estivesse aqui/ Você limparia minhas lágrimas/ O sol brilharia/ Novamente, você seria minha, toda minha/ Mas na realidade seu amor nunca terei/ Pois você levou seu amor para longe de mim...Sayonara!"
Post dedicado à Colônia Japonesa no Brasil que, com a sua honradez e trabalho silencioso, fizeram e fazem nosso país melhor e mais civilizado.
Beijos Carinhosos ao Povo do País do Sol Nascente e seus Descendentes no Brasil!
---------------------------------------------------------------
" Vem comigo pro matagal!" é um blog novinho que estou começando agora. Nada de pretensioso. Tudo verde, tudo simples como deveria ser a vida. Está na relação dos nossos três blogs. Aguardamos sua visita.Vem!
O desenho acima só poderia ser presente da Déia! Valeu, amiga!!!

50 comentários:

Sergio disse...

Hola Vanuza,

me uno a ti en ese saludo a la comunidad nipónica...

Y te dejo saludos a ti,

Sergio.

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Tal como tu, adoro a cultura japonesa ... a sua delicadeza em tudo,nas casas, nos maravilhosos jardins, na arte, na música...na culinária! Não conheço Eiji Okada mas pela tua postagem...devia ser um homem encantador. Dos filmes japoneses mais antigos, ficou um na minha memória: "A esposa silenciosa"
(tradução em português) Maravilhoso!
Não me admira que gostem da música brasileira...porque eles amam a musicalidade... Tinham e têm uma paixão por Amália Rodrigues. Nas sua várias digressões, as casas de espectáculos esgotavam-se completamente. Sem entenderem uma única palavra em português, ouviam-na em êstase!
A tal ponto que surgiu uma japonesa a cantar o fado (ainda há dias vi esse documentário) Em Lisboa, para uma plateia esgotada, de negro vestida ela cantou o fado (entre outros) "Estranha forma de vida" de um modo arrepiante e em bom português. Informação importante: não sabe falar português!!!
Este é um povo com alma!!
beijos
Graça

Arnoldo Pimentel disse...

Maravilhosa essa postagem, sou um cinéfilo, gosto muito mesmo de cinema, e esse filme é inesquecível, tudo de bom pra você.

mARa disse...

Menina LInda, texto esclarecedor.

Obrigada por compartilhar.

beijo!

Rodrigo disse...

Sempre achei a alma japonesa sensível.
Kurosawa encantava o ocidente com sua sensibilidade.Ele não demorou muito para ser reconhecido com Kagemusha e Ran.
Eiji Okada apaixonou o mundo com sua interpretação em Hiroshima Mon amour.
Na década de 90 o cinema japonês
surpreendeu o mundo com Kitano e sua mistura de artes plásticas com violência urbana.
Isso para falar apenas do cinema...
Em nosso país temos um pouco desta cultura que apaixona a tantos atráves dos milhares que imigraram...
Este post é uma grande oportunidade para deleitarmos na riquíssima cultura japonesa.

Um grande Beijo!
Rodrigo.

Daniel Costa disse...

Vanuza

Em determinada altura, foram bastantes japoneses para o Brasil. Começa aí a, digamos, homenagem que ao fim e ao cabo lhes presta.
De facto, a cultua e o aprumo nipónico, serão únicos no mundo. Isso está provado com o seu desenvolvimento económico, depois de uma guerra sustentada, que que deixou o país no caos.
Cabe aqui recordar, creio a única japonenasa que conheço, mas de quem é impsossível deixar de gostar.
Posto isto gostaria de convidar-te a passsar ao meu novo blog, ENCONTRO LUSO-BRASILEIRO DE POESIA, escrito a duo cum uma senhora poetisa, do Piauí, que me desafiou. Claro, os meus poemas são cópias do milagre. Ilustrações e cores diferentes. Como estou fascinado, pela cultura nordestina, aceitei de bom grado.
Agora irei visitar também o teu novo espaço.
Beijos

reltih disse...

muchas gracias por compartirnos toda esta valiosa información.

Amiga, quiero robarte 5 minutos de tu valioso tiempo. ROCK-AZ es una banda humilde, que está participando en un concurso, que dará como premio grabar un álbum.
Por favor te pido muy respetuosamente que envíes un correo (uno solo, no se pueden más)a: votacion@bogotaciudadrock.com
con el asunto o sujeto: ROCK-AZ
(no hay que poner ningún mensaje, sólo el asunto o sujeto)
para que estos chicos puedan hacer realidad sus sueños. De ante mano agradezco tu enorme colaboración, ROCK-AZ te lo agradecerá.
un abrazo

Isa disse...

Sempre me senti atraída pela cultura
oriental.
Vc foca dois aspectos que me conquistam:o respeito para com os outros e a paixão pela música e pelas flores.
Obrigada pela partilha.
Beijo.
isa.

Andréia disse...

Amore !!!
Que espetaculo de postagem minha flôr \o/.
Confesso que sempre fico pasma com sua dissertação em relação aos seus posts.
Obrigada por ter colocado minha foto inclusa neste post maravilhoso.
Sou "Mestiça" de pai, filhos de Okinawa e mae neta de italianos uma mistureba só amada.
Você ressaltou aqui uma coisa que me chama muito á atenção tambem .

"A organização Social " que o japão possui.
Saiba minha flor , que eles são extremamente rigidos com relação a educação e cultura.

Amada fiquei simplesmente encantada com seu post , suas imagens seu texto e so não te digo nada em relação a musica porque aqui na empresa não tem som.
Vou procurar baixar a musica para posteriormente ouvi-la.

Amei e tenha certeza de uma coisa:
"Eiji Okada" neste momento, deve estar em jubilos de alegria com esta sua linda homenagem ao povo oriental.

Beijos


Amo voce!!

Andréia disse...

Já estou baixando a música

Ahiteru !!

Andréia disse...

Aishiteru é Eu te Amo em japones kkkkk beijos

Francisco Sobreira disse...

Curioso, Vanuza, você se apaixonar por um ator japonês. Isso porque as jovens sempre têm como amados os atores ocidentais, sobretudo os americanos. Ótima essa postagem sobre o Japão, a partir do ator do belíssimo Hiroshima, Meu Amor. Confesso que não sabia que os impressionistas franceses foram influenciados por pintores japoneses. É vivendo e aprendendo. Um beijo e um excelente fim de semana.

Lilá(s) disse...

Vanuza este post está fabuloso! o que eu aprendi! e adoro ir até ao matagal...vou ser cliente assidua.
Bjs

Aracy Crespo disse...

Partir agora!! Deus nos livre desse seu pensamento rsrs, essa gripe vai passar....

Vanusa, aprendi aqui uma estimulante história sobre a cultura do Japão que já admirava a muito tempo, a começar pela sakurá que são as flores de cerejeira uma das coisas mais bonitas do Japão na minha humilde opinião...

Quanto aos filmes, valeu pela dica, embrora tenha pouco conhecimento na área cinematográfica japonesa, mas, assiti "O Amante".

Já estou seguindo "Vem Comigo para o Matagal" amei o título.....

Mirtes pede sua autorização para postar "Hino de Amor" em seu blog de poemas e outros, lógico colocando créditos e a fonte.... pode??, fique a vontade caso não.

Duchas de flores e carinho para você.

Bestiário Alagoano - Iremar Marinho disse...

Conterrânea, eu estava com saudades, e perdendo esta beleza toda!

Pedrasnuas disse...

NADA A ACRESCENTAR; A CULTURA JAPONESA É FANTÁSTICA ...

BOM POST ...AGORA VOU VISITAR-TE NO MATAGAL.CERTO?

BEIJOKAS E BOM FIM DE SEMANA

Arnoldo Pimentel disse...

Tem selos de presente pra você no meu blog
http://ventosnaprimavera.blogspot.com

Canto da Boca disse...

Vanuza, mais uma vez você nos traz um show de post. Conhecer outra cultura é nos depararmos com o outro, que quase sempre desconhecemos, que quase sempre somos indiferentes. Mas gostaria de destacar uma frase sua, sobre a pacífica harmonia entre tradição e modernidade: "educação e respeito no mais alto nível". Você disse tudo!

Um beijão e parabéns pelo poste.

Marion Lemos disse...

Parabéns, excelente postagem!
Texto esclarecedor e envolvente...
Seu blog está lindo!
Adorei!
Estou te seguindo com carinho.

Um abraço.

Marion

ANA PAULA disse...

Olá Vanuza
Através do blog, ventos na primavera, vim conhecer sua obra e fiquei, fiquei... passei pelos seus outros "meninos".... e gostei, gostei...
Vou voltar, pelos temas e pelos textos bem esclarecidos e muito envolventes no embalo do saber.
Felicidades
Ana Paula

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Amiga querida!

Meus anjos não são bons em gripe pois estou literalmente muda há mais de uma semamna com a gripe que me atacou a garganta.

Espero que já esteja melhor!

"Vitamina C e caaama!"


Seu post é uma aula completa sobre nossos amigos orientais.


Perfeito em informações e curiosidades!

A Andreia é mesmo uma jóia de pessoa!


Um beijo carinhoso!

Sonia Regina.

Imagem e Poesia disse...

Olá, amiguinha querida. Saudades...
Adorei ler este teu post, muito rico em informações sobre o Japão e sua maravilhosa cultura. Obrigada por compartilhar.
Beijinhos e fica feliz
Ceiça

Baby disse...

Oi Vanuza, que excelente post este teu!
Também eu sou admiradora da cultura japoneza e adoraria um dia visitar esse país onde, como muito bem dizes, a modernidade mora ao lado da tradição, e que tradição!
Visitar esses dois mundos paralelos, mergulhar o olhar na beleza que suas mãos delicadas criaram,é um sonho de que nunca vou abdicar.

Votos de uma boa semana.

eva disse...

Como não percebi se o comentário que deixei no matagal não ficou perdido na hera, ou seja, não percebi se ainda hera ou já não hera, deixo aqui cópia. Valeu?
Bjsss

E eu vim! Vim conhecer seu novo matagal. No que o outro tinha de bosque denso, você agora está deixando espaço pra dança. Está bonito e eu estou gostando! Por cá, o pessoal novo de idade está usando um termo que fica aqui bem: está um curte! E quando quer reforçar que uma coisa é mesmo "muito", diz que está bué.
Por isso: Parabéns, amiga. Está bué de curte!
Bjssss

Desnuda disse...

Vanuza,


Vanuza,

um belíssimo e caprichado post. Além de merecida homenagem. Tenho aqui em casa uma mocinha que já nasceu vidrada pelo Japão rsrs. Desde o seu quarto como toda a cultura, esportes, artes em geral, filosofia , literatura, sensibilidade e postura. O pouco que sei, aprendi através dela que até hoje tem seu trabalho e interesses voltados para o Japão. Desisti de procurar entender este fato rsrs. Aceito e ponto.


Carinhoso beijo, amiga.

Andréia disse...

Querida espero e desejo de coração que voce e o Guilherme melhorem.
Tambem com este tempo que muda a todo instante ninguem fica com a saude legal.
Quanto aos sonhos?
Não acredito em coincidencias..

Melhoras e Aishiteru

O Árabe disse...

Não conhecia o Eiji... e pouco conheço do Japão. Mas Sukiaky é lida; alcancei-a no tempo da Jovem Guarda, em inglês, com Lana Bittencourt. : Valeu, boa semana!

Marion Lemos disse...

Olá Vanuza,
passei para agradecer pela agradável visita, seus comentários enriquecem nosso espaço.
Adorei!!!
Volte sempre que desejar, será sempre bem vinda!
Aproveito para apreciar as páginas do seu lindo blog!
Fico encantada com seu trabalho!
Parabéns!

Beijos.

Marion

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Que engraçado! Coincidências ou as nossas almas regem-se por um diapasão semelhante? O teu novo portal maravilhoso a coincidir com a minha históris do último post...
Acho onteressante!
Vou visitar o teu novo blog.
beijos e boa semana.
Graça

lolipop disse...

OI VANUZA!
Como diria um Japonês: O-hisashiburi desu ne (Há tanto tempo!)
Que surpresa encontrar aqui este texto excelente sobre uma cultura que vc sabe que eu amo...
Eu voltei do Japão há pouco...ainda estou sob encantamento/deslumbramento...
Mata ne (see you)
TERNURAS

SAM disse...

Vou lá no matagal!!! Rsrs


Beijos de boa noite, querida.

Fernanda disse...

Querida Vanuza!

Desculpa a ausência!
Não estive com virose alguma e lamento que tenhas estado doente.
Espero que estejas recuperada.

Eu estive/estou ainda a lamber as feridas que cicatrizarão rapidamente, assim espero, provocadas por fortes decepções com pessoas que muito admirava e que por isso mesmo, muito me abalaram.

Amiga, o teu post está um arraso total!
Adoro a cultura orinetal, a japonesa em particular.
Acho mesmo que devo ter muitas costelas orientais :)))
Tens de conhecer a minha amiga Margarida, do Blog Lolipop-Banzai. Vais amar tudo o que ela publica. Ela acabou de chegar de Tóquio onde estve o mês de Agosto.
Há um amigo brasileiro que vive no Japão, o Alexandre, do Blog Lost in Japan. Passa nos dois, vais amá-los e eles te adorarão por este post e não só !!!
Quem não gosta de ti, não é boa gente :)))))))

Abordaste a cultura Japonesa de forma abranjente, do cinema e do belíssimo filme Hiroshima Mon amour; quem não se lembra de Eiji Okada?
De tudo que abordas neste teu texto soberbo, lindíssimo, que tão bem descreve o Japão, só não vou no sushi!!!
Nunca provei, mas sei-me incapaz de comer alimentos crus.
Nem outras!

Querida! Volto para reler e rever este teu post.
Beijinhos mil e doces.

Aracy Crespo disse...

Minha querida amiga Vanuza, como consta na minha última postagem, estarei ausente por um breve período para me submeter a uma cirurgia para uma colocação de prótese no joelho direito devido artrose. Não se preucupe, pois, estou confiante que tudo dará certo com os poderes Deus.... Deixarei Mirtes passando notícias para você ok!!

Um beijo muito carinhoso e até sempre.

Bill Falcão disse...

Os japoneses conseguem essa mistura entre tradição e modernidade, à qual você se refere, Vanuza!
Penso que esse é mesmo o segredo deles.
Bjoo!!

PS: sobre o verificador de palavras, veja meu post "Lennon e o verificador de palavras".

cirandeira disse...

Postagem EXCELENTE!,Van. Adorei.
Gosto de muita coisa da cultura japonesa, entre elas, da culinária,
da pintura, do cinema e da literatura. Mas o que mais me impressiona nos japoneses é a sua capacidade e tenecidade para recriar a vida, transformá-la. Hiroshima e Nagasaki são a maior prova disso.
Teu blog está dia dia mais bonito e aconchegante: PARABÉNS!
E obrigada pela visita. Irei conhecer teu outro blog brevemente...
Um beijão

Kamilla Barcelos disse...

Eu sou encantada com a cultura japonesa, com a disciplina deles. Eu já assisti a alguns filmes japoneses, mas nenhum que me provocasse deslumbramento, porque para mim a forma deles fazerem cinema é muito diferente da nossa.

O Profeta disse...

Sonhei
Com mares, com uma longa travessia
Desfraldei uma vela alva
Naveguei na chegada, na partida morria

Sonhei que era um cavaleiro andante
Por dias de inquietante perdura
Avistei um vagabundo num espelho de água
Era a minha alma talhada em pedra fria e dura


Doce beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Vanuza.

Bela homenagem a esse povo que sofreu com as bombas e hoje é um dos mais evoluídos do mundo.

E esse equilíbrio entre modernidade e tradição é algo que só se vê por lá. Algo que não dá pra explicar, aliás como as piadas e brincadeiras japonesas... oh senso de humor pra lá de diferente... :-)

E os filmes? São líricos, de tal sensibilidade...

Adorei esse seu post diferente.
:-)

*******


"A arte é um passo do que é óbvio e familiar
na direção do que é misterioso e oculto."
(Khalil Gibran)





BOA SEMANA!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Fernanda disse...

Vanuza, mon amour (~_~)

Melhoraste da gripe???
Eu estou curada da minha mais recente e grande decepção!
Quem se achar mais digno do que eu, que fale de mim ... na minha cara, que use o meu nome... do resto eu riu (~_~)
Se não etenderes diz-me, eu a ti conto tudo... minha querida amiga.

Estou a aproveitar o resto de sol deste Verão, que se adinha acabar brevemente, para mal dos meus pecados, mesmo que não sejam muitos...
Segunda feira começo aulas mais a sério, mas poucas!

Deixo beijocas para ti e para o Guilherme, esse teu garboso filho lindo.

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Menina, que sintonia!
Hoje pensei em vc a tarde toda, pois a Gabi me levou ao analista (minha cabeça está ficando um primor, as pernas nem tanto rs - mas vou escrever sobre isso!) e eu fiquei me culpando por não haver pego o seu envelope para colocar no correio...
Agora vejo que vc passou no blog!
Deixa explicar: Aquele "quanto mais me aproximo de Deus" foi no sentido da proximidade física da Catedral de Santiago, estávamos no fim da caminhada... então o afastamento dos amigos era inevitável!
Espero que vc melhore logo... Esse vírus não passa por computador não, né? É que não posso ter nem picada de mosquito hahahaha
Amei o post. Vc deveria assistir ao filme Hanami... é liiiiinnnnnddoooo!
beijos carinhosos (aos homens tb)
Muita luz curativa para vc.

Fernanda disse...

Hoje, aqui, para ti e o Gui, deixo Beijão.

Boa noite amiga do coração!


Depois conto-te tudo.

Fernanda disse...

Querida Vanuza! Amiga (~_~)

Obrigada pelo apoio!
Sei que posso contar sempre contigo!
Hoje estive com uma enxaqueca que ainda não passou totalmente...coisa aborrecida...mas estou bem!
Amanhã melhor!!!

Hoje escrevi ao Fred e disse-lhe que estava preguiçosa...é a pura verdade!
Não é nada o meu género! Deve ser o Outono que está a chegar (~_~)

Querida, estou a acabar de ler Caim de Saramago e, pela primeira vez, riu como doida, com a sua forma caustica como ele pega nas grandes lacunas da história que nos querem impingir e brinca com elas.

Quanto a quem nos faz mal, não sabe ou não quer respeitar, faz o que não devia nunca e depois banca a vítima... etc... e tal... eu já não tenho nem pachorra para falar.
Não merecem!

Beijo enorme e para o Gui também.

São disse...

Na adolescência, interessei.me tanto pelo Japão que até tentei aprender ikebana, rrsss

Um abraço grande.

O Árabe disse...

Bom fim de semana, amiga! Quando vem o novo post? :)

Fa menor disse...

Há sempre recordações que nos assaltam.

Bjos

Pedrasnuas disse...

HUMMMM...ANDOU A DECORAR A CASA A TODA...MUITO BEM...RICA MENINA PRENDADA......COLOCOU AGUARELAS NAS PAREDES...QUANDO ENTREI VI-TE SENTADA A LER...MAS PASSEI DE MANSINHO PARA NÃO INCOMODAR A TUA LEITURA...RSRSR

E VOU SAIR LIGEIRINHA...NEM DARÁS POR MIM

FICA SEMPRE BEM

Fernanda disse...

Querida Vanuza!

Estamos bem, felizmente (~_~)

Estive o dia todo na vindima do meu tio António. Um dia maravilhoso em família. L i n d o!
Talvez faça reportagem :))))))

Querida amiga, os meus amigos da Blogosfera são muitos, felizmente!
Muitos deles são pessoas maravilhosas, sem dúvida.
Tu és sem dúvida uma delas.

Beijos e abraços.

Angela Reis (Luna Luz) disse...

Van,


Que Post! Magnifico! Beleza, cultura, conteúdo! Quanta coisa eu perdi por aqui. Vou ler tdo, todos os outros posts, aos poucos, nas minhas horas vagas. To, ainda, com outros compromissos que estão me tomando um pouco do tempo, mas não me aguentava de saudades e então voltei. A passos lentos, mas voltei,rs. Adoro ler-te. Adoro esse contato.

Um abraço carinhoso =*

Ps. Vou dar uma passadinha lá no orkut pra ter notícias suas. Deixar meu carinho por lá tbem.

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Vanuza.

Passando para dar um oi. Então...
OOOOOOOOOIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!
:-)



BOA NOITE E BONS SONHOS!!!



♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥






http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Silviah Carvalho disse...

Vim te visitar através do poeta e amigo Arnoldo Pimentel, seu texto é muito lindo, é muito bom espalhar cultura, parabéns, já te sigo, ficarei feliz com sua visita e se gostar do meu me siga.Felicidades.
http://umcoracaoqueama.blogspot.com