terça-feira, 11 de novembro de 2008

CONTO JUVENIL: QUE CASA É ESSA?

ACIMA, A MAQUETE DA CASA INTELIGENTE E, A SEGUIR, O ROBÔ DE ALEX
O rapazinho, já entrando na puberdade, recebe uma grande herança de uma tia distante, sem herdeiros. Luta na Justiça pelo direito de gerir seus próprios bens e ganha. A partir dessa vitória, Alex, passa a realizar seus pitorescos e bem arquitetados "sonhos de consumo", como, por exemplo, o de possuir uma casa pra lá de "inteligente", eletronicamente falando. Primeiro, pinta-a por fora de dourado, tão ofuscante quanto um templo muçulmano, uma mesquita. No seu interior, também não faltarão extravagâncias,como os moderníssimos aparelhos de som e outras invenções produzidas por sua mente genial. Alex passa, então, a uma outra parte do seu inusitado plano: a construção de um robô e tranca-se em seu bem equipado laboratório, de onde, em menos, de trinta dias sairá seu robô-mordomo; cinza-metálico, olhos azuis, pés e mãos que executarão suas ordens com presteza e total obediência. Em seu cérebro artificial estão impostas as três "leis da robótica", criadas por seu escritor favorito, Isaac Asimov cuja principal delas nos informa: um robô não poderá prejudicar um ser humano e nem permitir que alguém o faça. Mas falta-lhe "batizar" a criatura e o moço tem uma ótima idéia: vai lançar na TV um concurso para a sua escolha e o prêmio? um computador de última geração. Chovem candidatos, aquilo vira febre nacional. Bruna ganha o almejado concurso. O robô passa a chamar-se Salomão. A mocinha vence o concurso, é premiada; nunca possuíra um computador e vibra, sorri, concede entrevistas... Conhece Alex, apertam-se as mãos, trocam seus e-mails e iniciam uma comunicação virtual que lhes renderá um novo epíteto de "Romeu e Julieta" dos novos tempos. Os diálogos começam tímidos, cada um tateando seu terreno, mas as coisas começam a tomar rumos inesperados, o que era uma amizade transforma-se em namoro, PAIXÃO. É chegado o dia do encontro a dois, sem repórteres, sem mídia, apenas os dois: ela, menina sensível, muito tímida, rabinho de cavalo nos cabelos castanhos e olhos profundos e negros. Ele, cabelos encaracolados, olhar sagaz, penetrante e observador, denotando a sua precoce inteligência, um QI bem alto, com seu lado esquerdo do cérebro dominado pela Lógica e Matemática. Procuram um lugar calmo para conversarem, não encontram na cidade movimentada e fervilhante... O parque! Lembram-se, quase ao mesmo tempo e sorriem por terem tido juntos a mesma idéia. Pela primeira vez, dão-se as mãos e partem até lá. Assim, juntinhos, com Alex muito falante, expondo seus novos projetos, como por exemplo: reunir os cérebros criativos do mundo, independente de raça ou classe social. Bruna opina, partilha os ideais novos do seu companheiro e chegam ao bosque, onde árvores milenares assistem solenes a tudo, uma brisa brinca por ali e acaricia os corpos dos adolescentes. O rapaz também entende a linguagem da natureza, semelhante a Da Vinci que no passado remoto também tirou dela lições que seriam doadas à humanidade. Mas o momento, pertencia ao Amor, o eterno dínamo dos corações que se encontram. Abraçam-se carinhosamente, com o ardor da juventude e surge o primeiro beijo... Alex volta sozinho para casa. Salomão, abre-lhe a porta e com sua voz metálica lhe pergunta: "- Já jantou, patrão?"

UMA DAS SALAS DA CASA DE ALEX
Seu interlocutor não responde. Está tudo perfeito demais, a casa é funcional, lâmpadas que se acendem com o comando da voz, segurança à toda prova com um circuito interno de vários computadores que "pensam" e executam seu trabalho sozinho; tudo lindo, limpo, mas o rapaz está em outro universo, está só, Bruna está do outro lado da cidade, numa casa de subúrbio, não pode estar com ele agora, porém o deseja, não quer e não pode mais ficar só. Para que continuar a brincar de Rei num mundo destroçado pela miséria e a violência, num mundo de desamor? Os parentes de Alex recorrem judicialmente, alegando sua pouca idade para gerir tão vultoso patrimônio, e ganham. Alex perde tudo, sua casa, seu mordomo, tudo é desativado. Trabalha agora numa lanchonete onde lava pratos e dorme num pequeno quarto nos fundos do estabelecimento, mas não se importa com isso. Trabalha feliz todos os dias; agora, não só sua mente lógica continua a funcionar, mas seu coração também lhe fornece subsídios e forças para continuar existindo e amando. Encontra-se com Bruna nos finais de semana e juntos passeiam, tomam sorvetes e vão ao cineminha poeira comer pipocas e trocar carícias. São felizes, sem robô, sem computador, sem ninguém que os perturbe. Estão completos: a Razão se uniu ao Sentimento...


O CASAL DE NAMORADOS: ALEX E BRUNA

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°


MENSAGEM DE AFETO ENVIADA POR "ESSÊNCIA PURA", OU SEJA, NOSSA AMIGA RECENTEMENTE AFASTADA, MIRIAM: RENASCER...


A vida muitas vezes é curta,

mas mesmo assim seu caminho é longo...

Nela aprendemos a sorrir, chorar, amar,

sofrer

e a renascer a cada amanhecer.
Quando sorrimos,

levamos a alguém bem próximo,

ou até distante, a certeza de que por pior

que seja o momento,

o futuro nos espera para mostrar-nos novos

horizontes e

para que possamos voltar a lutar pelos

nossos ideais

que sempre nos motivaram a viver.
Quando choramos,

mostramos que somos frágeis e sensíveis

e que precisamos mais do que nunca de

consolo

e palavras de carinho.

Nada melhor que um ombro amigo,

para desabafarmos e ouvirmos palavras

otimistas,

que nos trazem de volta à realidade.
Quando amamos,

nos sentimos felizes por termos encontrado

a pessoa que julgamos ser a nossa metade,

onde os sentimentos e os desejos se

completam

de tal forma que nos transformamos em

uma só pessoa,

e que tudo fazemos para transmitir paz,

carinho, compreensão, amor e o bem estar

mútuo,

que é imprescindível.
Quando sofremos,

é porque esquecemos que neste longo

caminho

da vida nem tudo é como gostaríamos que

fosse,

que existem algumas barreiras para se

transpor e

que precisamos de força e coragem para

enfrentar

o que para nós, o destino reservou.
Ahh!! O Renascer...

Este sim, todos nós precisamos tê-lo como

"Manual de Vida".

Deixe a vida fluir normalmente, sorria,

chore, ame, e sofra,

mas nunca se esqueça de que em cada

estágio destes

crescemos interiormente e passamos a

valorizar

muito mais cada minuto que vivemos.
A cada amanhecer, renascemos,

pois já teremos aprendido que o mais

importante

a partir de agora, é o "Momento Presente".

“Às vezes, nas nossas vidas, as

circunstâncias

nos empurram para o abismo...”.

E quem sabe se não são elas,

as próprias circunstâncias,

que nos fazem descobrir que temos asas

para voar?"


86 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Vanuza, bela crónica construida com um texto molódico e poético ... A d o r e i ... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

daniel disse...

Vanuza

Prendi-me muito e fique mais que rendido, primeiro à história ou seja ao "CONTO JUVENIL. QUE CASA É ESTA?", depois ao edificante trecho que me pareceu terá sido enviado pela tua amiga Miriam.
Saio encantado, óbviamente.
Convido-te a visitar a meu novo pedaço, daniel milagre, espaço, adiafa, inaurado há poucas horas.
Beijo amigo,
Daniel

Pelos caminhos da vida. disse...

Linda casa com esse conto juvenil.

Boa noite amiga.

beijooo.

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Logo eu, que me digo "mulher das palavras" fico aqui, estatelada em frente à tela do computador, sem saber o que escrever...
Do conto juvenil vem a lição maior de Amor, assim mesmo, com letra maiúscula, que todos deveriam vivenciar, mas ocupados que estão em acumular bens, atrapalhar a vida dos outros, odiarem, perdem a grande chance do aprendizado único nesta encarnação.
As palavras da Miriam enchem-me de emoção e tristeza. Emoção pela beleza do texto, pelo modo sutil e sincero de espalhar ternura e amor, e tristeza por não tê-la mais próxima... vou sentir muita falta.Que a Miriam volte logo...
Tenho perdido muitos amigos por conta de intrigas: A Ilaine, a Layla, a Miriam... porque tem tanta gente invejosa dos talentos alheios? Por que não usam seus próprios talentos para fazer o bem?
Não consigo compreender tanta falsidade a troco de nada...
Mas sigo firme na certeza de que posso fazer um pouquinho de diferença neste mundo, através das minhas palavras. E nada me impedirá de seguir em frente.
beijos ternos e carinhos para você para a Miriam

Pelos caminhos da vida. disse...

Qdo estava aqui comentando,li o comentário da Kátia e logo em seguida fui conhecer o espaço dela,qdo o seu comentário chegou no meu espaço eu já tinha visitado o dela(trasmissão de pensamento amiga),continue essa mulher forte que vc é,pois a inveja é como veneno,os invejosos um dia vão acabar provando do seu próprio veneno,seu blog é lindo,vc é uma pessoa inteligente,culta,e o que vem de baixo amiga,passe por cima,Deus é pai e não padrasto e sangue de Jesus tem poder.

Um gde abraço.

Bom dia.

beijooo..

Carmello Café disse...

Vanz Ivanovna, você disse que achava seu conto "simplório", acho que não tem nada de simplório. Mas é simples, reto e direto, com uma bela mensagem, como uma parábola. Para mim a beleza mora na simplicidade, então, que seja belo.

É uma pena a Miriam nos privar de suas postagens e sua presença, mas entendo a atitude dela, mesmo não sabendo exatamente os motivos. Vou sentir falta dessa simpaticíssima amiga manezinha... Mas, como ela mesma disse, não há nada como renascer...

Beijos, querida amiga, e até!

LOURO disse...

querida Amiga Vanuza, belo texto...
Gostei...
Quanto ao que me pedes, basta clicar na minha foto que está no teu blog como seguidor.
Beijinhos de carinho
Lourenço

EternaApaixonada disse...

*****

Olá Vanuza, sumida!
Faz algum tempo que não conversamos.
Vim atualizar a leitura, deixar um beijo e deejar uma semana de muita paz!

PS: Conseguiu arrumar o pc?

*****

Cadinho RoCo disse...

Não há nada que consiga superar o encanto do sentir pelo sentir. A propósito, do seu comentário no Meu Nosso Blog, deixe de pensar em bobagem porque não há nada daquilo que citou, ainda que em suposição. Carinho por você vive aceso e com sua chegada incendiou tocha inteira do querer bem. Se não tenho passado por aqui é só por algum desvio de percurso involuntário. Nada além disso.
Cadinho RoCo

Avid disse...

Excelente. Que mais comentar? Um must p a alma.Lindo.
Bjs meus

EternaApaixonada disse...

*****

Vanuza,

será que perdi alguma coisa?
Sinceramente não entendi nada...
E nunca terei medo da verdade, pois sincera sou demais...
Estranhei muito o conteúdo da resposta, mas que posso fazer senão dizer a verdade?
Lamento muito...
Nunca pensei ler algo assim em meus blogs...
Seja feliz!

*****

Amo imagens disse...

Quisera saber falar assim, mas as formas, as cores me dão mais prazer!

Beijão!

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Helô, querida!
Já li e vivi coisas bem piores na minha "vida virtual", até bem piores que na real. O pseudo site do recantinho tá me cercando com seus "emissários do mal", mas não FUJO DA RAIA, NÃO!
SÓ, E TÃO SOMENTE, QUANDO PAPAI-DO-CÉU QUISER!

EternaApaixonada disse...

*****

Vanuza,

que se passa?
Não estou entendendo a "ofensa"?
Se nem entendi o conteúdo anteriror???
Será que está tão difícil a comunicação na rede?
Estou percebendo animosidade em alguns blogs... E nisso eu estou definitivamente fora!
Não tenho intenção de estar aqui senão para ter boas e sinceras trocas que resultem em alegria de
compartilhar o melhor de nós...
Creio ser essa a primeira e última vez que escrevo assim em um blog...
Estou na verdade chocada com tudo ('???') isso...
Não sou de desejar mal, pelo contrário, sou de ajudar...
Desculpe-me tê-la incomodado, acreditando nisso.

*****

Vivian disse...

...olá Vanuza!

obrigada, minha linda,
pelos seus passeios lá em casa.

aqui como sempre...
posts inteligentes.

e quanto a estas intrigas..
um dia tudo isso será passado,
e não haverá mais prantos
por aqui.
basta que para isso, não
alimentemos rancores,
e sim sabedoria para
entender que por aqui
somos todos aprendizes,
e portanto cada qual em
seu grau de evolução.

um bj, linda.

João da Silva disse...

Vanuza, a história é maravilhosa. É emocionante, mesmo... os grandes antropólogos que conheço (o maior deles talvez seja Pierre Teilhard de Chardin) dizem que após a esfera da inteligência o Homem adentra a da razão. A tão-só inteligência é pouco, os grandes iniciados vão muito além: inteligência? Sim, mas com amor. Tirocínio? sim, mas com a sabedoria da maturidade. E o amor... ah, esse icoságono, tantas facetas ainda de nós desconhecidas... "ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se eu não tivesse amor...".
Seu blog é pura emoção, é beleza, é simpatia, é cultura, é amor.
Beijos carinhosos do João, seu fã

Mello disse...

Olá amiga Vanuza!

Vim comentar o teu post e já estava empolgada, quando li a mensagem de despedida da nossa amiga... volto mais tarde... pode ser???

Beijinhos,

Fica bem

Graça Mello

Cultura Malcriada - disse...

E aí Vanuza!

Você está se saindo uma bela escritora de contos!! Uma estória simples, mas que vai direto ao ponto... as pessoas estão sempre juntando coisas, investindo, planejando o futuro, mas se esquecem do presente. Acho que essa estória mostra bem isso!

Sobre a Miriam, estamos aguardando o renascer da fênix. rs

Belo post
Bjão!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Vanuza, passei para reler-te e a tua postagem está extraordinária Menina... Boa noite, bons sonhos, deixo-te muitos beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Jardineiro de Plantão disse...

Que belo texto, histórinha muito bem elaborada, com uma linda aureola poética...brilhante.

Mello disse...

Vanuza, minha querida!
Beijo
É tão complicado mantermos um blogue, primeiro devido à nossa vida profissional tão agitada, por vezes, sufocante, depois a casa e tudo o que ela acarreta e, por fim, a nossa vida pessoal que fica muito mais reduzida…
Um blogue tem as suas compensações, nunca te teria conhecido se não fosse esse meio de comunicação fantástico, mas também é desgastante. Mas, o mais nefasto ainda é a inveja! Oh sentimento ruim! Para quê chatear quem trabalha, quem produz, quem nos ajuda a evoluir?
Fiquei triste, pela nossa essência pura ter optado por desistir, bem cabe-me aceitar e esperar que ela volte. Quanto a ti não desistas minha amiga, és das minhas primeiras amigas cibernautas, a que se manteve fiel à minha amizade. Às vezes estou mais afastada, mas eu sou assim, é o trabalho, são os alunos, são as distâncias, mas eu gosto muito de ti.
Amanhã, ainda volto para comentar o conto, eu sou um pouco cismada, ainda estou atordoada com a desistência da nossa amiga. Se falares com ela dá-lhe um beijo meu, com muito afecto e diz-lhe que estou aguardar o seu regresso.
Beijinhos, minha amiga, com todo afecto e até amanhã.

Graça Mello

Átila Siqueira. disse...

Adorei o texto, e o poema também, muito bom e imaginativo. O texto mexeu bastante comigo. Gosto muito desse tipo de texto.

Depois passa no meu blog, fiz uma postagem de de lançamento de meu livro, Vale dos Elfos.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Carol Flor disse...

Andei sumida daqui mas estou de volta...ta lindo seu blog...
Flores e Luz
Beijos coloridos

EternaApaixonada disse...

*****

Vim lhe deixar meu beijo e desejar uma ótima quinta!

*****

Essência Pura disse...

Querida Vanuza,

Somente uma pessoa como vc para me fazer voltar
a um blog tão cedo, a tua luz e carisma reflete além mar e
por isso estou aqui...Hoje com a alma mais dolorida, mas em frente...
Seu pequeno conto, cheio de pontos de interrogação
entre a razão e a emoção é um mundo para se refletir...
Dizes tanto, com tanta qualidade...Parabéns

O texto que te enviei, esse renascer que é para ser diário, para todos nós, coube perfeitamente com as tuas palavras...está um
show teu post…maravilhoso “Mara...” ( ainda bem que a vida me tirou
muito, mas me deixou ainda a capacidade de fazer uma brincadeira...)

Andei lendo as mensagens postadas e deixo um beijo para a
Mello, obrigada pelo carinho, para a Kátia, esse ser iluminado
que tive o prazer de conhecer – que todos os caminhos a levem
além de Santiago – para o bem, para distribuir calor humano a
todos que a cercam, ao Carmello, - Querido Camelllo – que foto, hem???? miauuuuuuu – Obrigada por ser e estar....sua espontaneidade é cativante - e a
todos que tantas vezes pelo meu ex blog passaram e deixaram
um rastro de luz e perfume, deixo o meu carinho...

E a vc Vanuza, grande e linda mulher, obrigada por estar comigo
nesses meus momentos tão atrapalhados e difíceis, mas que
com a tua ajuda, com o teu carinho e o carinho e compreensão
de tantas pessoas que estão do meu lado, estou conseguindo
me encontrar (novamente)...

Te deixo um beijo na alma e te agradeço
novamente por tudo...

Fica com Deus e não te esquece – Vc é o principal, o resto....bem, o resto é resto... (Vc me entende...)

Miriam

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Meu coração estará sempre Renascendo, Miriam, Graça, Ana e todos os que aqui se encontram, espontaneamente, formando esse Círculo Mágico de Carinho e MUITA SOLIDARIEDADE!!!

LOURO disse...

Olá Amiga Vanuza, grato pelas passagens e comentários no meu blog...
voltei a reler o teu e continuo a gostar!...
Beijos de carinho e uma tarde feliz,
Lourenço

Mello disse...

Vanuza, minha amiga!

Lindo conto...tão actual! O materialismo que impera nos nossos dias, mas que não consegue sobrepor-se ao amor verdadeiro. Éramos mais felizes se todos tivessem a coragem de abandonar tudo por um grande amor. Muito romântico o teu conto. Enquanto lia-o estava a visualizar as personagens do texto, tão real.
Obrigada, minha amiga pelo comentário no Mello e, pelo teu apoio, tem sido muito bom poder contar contigo.
Vou fazer um novo comentário só com o meu email.
Adorei a casa, só queria ter um robot que me arranja-se tudo para eu chegasse a casa e que corriges se os trabalhos dos miúdos, rs,rs,rs,rs,. Não tens nenhum de sobra?
Minha amiga escreves bem qualquer tipo de texto...

Beijinhos, com muito afecto,

Graça Mello

Mello disse...

email - askin06@portugalmail.pt

FRAN "O Samurai" disse...

Olá Vanuza!

Primeiramente quero agradecer sua visita em meu cantinho virtual e quero que sejas sempre bem-vinda nele. Gosto de receber pessoas simpáticas e que possam deixar seus comentários agradáveis e carinhosos.

Resolvi dar uma passadinha aqui em seu Blog e gostei muito do visual de entrada, das referências nele aqui deixadas e principalmente do seu conteúdo. Vejo uma mulher muito intelectual e antenada nesse cotidiano nosso...

Ótima texto sobre O Conto Juvenil. Que casa é essa? E adorei também o poema deixado logo abaixo.

Irei voltar aqui mais vezes para apreciar melhor seu Blog.

Beijos...

LOURO disse...

Olá Amiga Vanuza, Grato pela visita ao meu blogue, desejo-lhe uma noite de Paz e Felicidade...
Beijinhos,
Lourenço

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Vanuza, voltei e reli a tua postagem, quanto mais leio mais gosto!... Muito bem concebida... Parabéns por seres a pessoa linda que és Amiga, uma noite feliz... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Olhos de mel disse...

Oie linda! Adorei o conto! O poema... lindo e emocionante! Temos que aprender a renascer a cada pequena morte emocional diária... a vida é cheia de percalços e temos que aprender a passar.
Bom fim de semana! Beijos

Átila Siqueira. disse...

Oi, vim te agradecer a visita carinhosa no meu cantinho. Fiquei muito feliz de te ver por lá. Volte sempre.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Pelos caminhos da vida. disse...

Passei aqui para deixar o meu abraço e um bom dia para vc amiga.
Hoje pode ter certeza de que será melhor que ontem.


beijooo.

São disse...

Muti bem, sim.
Feliz final de semana.

Carmello Café disse...

Vanz, já que a Miriam resolveu detonar o próprio blog, vou deixar um recado aqui pra ela, já que ela também deixou um recado pra mim:

Minha querida "anja" ilhéu, menina estrela do mar da Mar-av-Ilha, a tal da foto é um velho 3X4 que eu tive que processar num desses programas editores de imagens pra mascarar as imperfeições do Cafezim aqui, ou seja, não passa de propaganda enganosa. (rsrsrsrsrs)
Espero que resolvas voltar a blogar, pois sua simpatia e seu bom gosto fazem falta por aqui.
De qualquer maneira, as portas da minha Zona estão e estarão sempre abertas pra você (pelo menos enquanto a Zona existir...).
Não vamos perder o contato, OK?
Um beijo grande, muita sorte e boa paz.

Valeu, Ivanovna, um beijaço procê também.
Até!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

QUERIDA AMIGA, ESTA CASA É TUDO QUE EU QUERO.
QUE BELA POSTAGEM QUERIDA, UMA MISTURA DE PRATICIDADE E POESIA.
DESEJO A VOCÊ UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA. BEIJOS

O Árabe disse...

Beloconto, Vanuza, e assim é: as coisas materiais apenas nos trazem alegrias. Felicidade, mesmo, só dentro de nós encontramos. :) Bom fim desemana.

Isa disse...

Vanuza, como gostei de a visitar!
Vim visitá-la e estou encantada.
Virei mais vezes. :)
Beijo.
isa.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Vanuza, não podia passar por aqui e não parar e deixar-te muitos beijinhos... De boa Noite... Até amanhã!...
Beijinhos de carinho e ternura, doce Amiga,
Fernandinha

AugustoMaio disse...

Lindo conto. Sempre querido e interessante este blog.

Pico minha ilha disse...

Linda lição de vida nesta bonita crónica.O poema é lindo, assim como quem o escreveu devia ser, ficamos mais pobres com seu afastamento.Beijinhos Vanuza e bom fim de semana com muita luz e amor.S

Sinfonia Imortal disse...

O amor acima da matéria, essa lágrima como um rio a correr, linguagens da vida, sem explicação possível.

Carioca disse...

Van, você sabe que brinco com tudo, mas agora, estou mudo!

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!

Fim de semana de luz para vc e toda a familia.

beijooo.

Cadinho RoCo disse...

Sempre bom manter viva comunicação entre nós.
Cadinho RoCo

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Vanuza, um belo Sábado...Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

daniel disse...

Vanuza

Ainda a tempo, revejo uma boa amiga e em retribuição, também desejo, um Fim-de-Semana cheio de óptimismo.
Beijos,~
Daniel

Nilson Barcelli disse...

Gostei do conto e da poesia.
Mais um belo post cara amiga.
Beijinhos.

Rodrigo disse...

O sentimento e razão jamais foram opostos.
Eles se completam. O avanço tecnológico deve trabalhar para o bem...e até para o amor, no caso de Bruna E Alex.
O crescimento social também é crescimento individual.
Uma grande beijo!!
Rodrigo..

Mariazita disse...

Querida Vanuza
Adorei este conto!
Como eu sempre defendo: apesar de todas as contrariedades, o Amor sempre triunfa.
Parabéns, gostei mesmo!
A mensagem "Renascer" é muito bonita, transmite segurança e fé.
Muito bom, este seu post (o que não é de estranhar...)
Um feliz fim de semana
Beijinhos
Mariazitarepershe

Mello disse...

Olá minha amiga!

Obrigada pelas palavras no mello.

Beijinhos e bom fim de semana,


Graça Mello

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Vanuza, desejo-te um belo Domingo... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Vanuza.

Que lindo conto. Um texto muito poético! Prende-nos do início ao fim.

De que vale um QI altíssimo se não se realiza nada em prol da humanidade e, principalmente, se o coração está vazio?

Uma ótima semana para você.

Beijos mil! :-)

SAM disse...

Adorei o conto e me emocionei tremendamente com este belo poema.


Linda semana, Vanuza! Beijo!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi amiga
Só uma passadinha para desejar uma excelente semana.
beijo

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Voltei! esta matéria, que você escreveu aqui, é um arrazo!
Sonhei com esta casa, sonhei com lindas rosas e um mar agitado!
passe por lá. beijos

LOURO disse...

Querida Vanuza, Passei para desejar-te uma boa tarde...
Beijinhos de carinho
Lourenço

Cadinho RoCo disse...

Nunca é demais passar por aqui.
Cadinho RoCo

Círculo Literário disse...

Que belo blog!!!De uma cultura ímpar!!!Parabéns!!!!
Muito bom conhecer !!!

Pico minha ilha disse...

Beijinhos amiga e uma boa noite.S

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Tudo bem com vc?

Estou meia ausente,postei mas não estou com tempo de visitas,pois minha cunhada veio me visitar e resolveu ficar essa semana toda comigo(estou feliz),pois nos damos muito bem e como ela mora longe resolveu ficar mais tempo aqui,agora ela está vendo A Favorita entrei aqui rapidinho para fazer umas visitas e não poderia deixar de passar aqui e deixar um gde abraço para vc.

beijooo.

literatura disse...

Olá Querida Amiga!
Gostei muito do seu conto Juvenil.
Também gostei muito da sua mensagem, pois fiquei a saber que tenho uma companheira para falar desse saber tão lindo, que é a Mitologia. Esse saber olhar o Cosmos e relacionar-se com os seres que comandavam as vidas, veio até nós pelas civilizações da Grecia e Roma. Isso para mim que assimilei essas culturas. Claro que mais povos de todo o mundo viveram esses tempos tão sagrados.

Pronto querida amiga! Esta matéria é tão vasta que tenho receio de lhe tomar muito do seu precioso tempo.
Desejo-lhe uma boa semana cheia de Felicidades.
Beijinhos e Felicidades.

Noribal

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!!

Tudo bem com vc?

beijooo.

Jonas Santista Ulianov disse...

Estou em débito contigo.rs.O tempo nem sempre é um aliado e existem outros fatores além dele que me fazem não estar presente frequentemente em seu blog. Dias melhores virão, é uma das certezas que ainda permanecem em mim.

SAM disse...

Oi amiga,

entendi...Mas comigo não há este tipo de problema. E acho que voce sabe disso, porque somos da mesma cidade e todos se conhecem...Agora, nem foi este o motivo do retorno, vim mesmo porque quem se preocupou foi eu rsrs , sobre aceitar ou não o teu ultimo comentário ...Devo? Aceitei, mas fiquei com dúvidas...

Beijão!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi Amiga
Passei para dizer que te adicionei aos meu favoritos sem nem pedir...
Mas vc deixa, né? rs
beijinhos e bom dia

Águas de Março disse...

Vontade de ficar aqui! Simplesmente ficar!
Suas postagens são de uma linguagem poética fabulosa.

Nilson Barcelli disse...

Como já comentei, deixo-lhe "apenas" beijinhos.
Fique bem.

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia amiga!

Estou ausente ainda,estou postando mas não visitando meus amigos pois estou com visitas em casa,mas não esqueçi de voce.
Tudo bem?
Um gde abraço amiga.

beijooo.

GiGi disse...

Que lindo, Vanuza, São Francisco no seu blog e esse post que é todo ternura, emoção.

Não retorne agora, vou fazer nova publicação, tchauzinho!

Quero estar com você disse...

Uma paz que só encontro aqui,
Beijos!

Círculo Literário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Amigos do "Círculo Literário" e demais:
Post novo, só amanhã!
Tô curtindo, na boa, meu feriado, falou?
Olha, esse negócio de "forte" e "fraco", se não for bem explicado pode soar como uma ferida feia e triste do passado da humanidade que, se Deus quiser, não voltará JAMAIS: o nazi-fascismo. Vamos ter muito cuidado com essas mensagens, afinal, estamos num veículo muito importante que é a net. Sei que não deve ter sido essa a intenção de vocês, mas sejamos mais cautelosos! Brigaduuuuu

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

DIA NACIONAL DA CONSCIÊNIA NEGRA NO BRASIL:

SALVE ZUMBI DOS PALMARES!

ABAIXO O PRECONCEITO RACIAL E TODAS AS FORMAS DE OPRESSÃO NO NOSSO PAÍS!

Círculo Literário disse...

Vanuza , ficamos apreensivos com seu último comentário, pois não houve uma compreensão de ambas as partes do que fui escrito...
Se puder explicar, ficaríamos gratos, já que forte e fraco se refere a maneira de encarar a vida, os problemas que nelas surgem, e não se trata de um deficiente físico, ou um idoso, uma criança se fraca ou forte ... estamos falando de Alma repleta de sonhos e Amor que se mantém de pé, mesmo diante das desilusões da Vida...
Sinceramente, não entendemos!!

Círculo Literário disse...

A vida realmente é uma batalha. Poetava Gonçalves Dias: viver é lutar; a vida é combate que aos fracos abate e aos bravos e aos fortes só pode exaltar.

E minha cara amiga, o poeta clamava pela libertação dos escravos!!E estaria orgulhoso por esse feriado!!!

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

SEM POLÊMICAS, APENAS UM NOVO ESCLARECIMENTO: "A Vida é um combate que aos fracos abate e aos fortes conduz"
Essa frase DÚBIA, foi postada pelo CÍRCULO LITERÁRIO e, após a nossa observação, foi excluída pelo mesmo sem comunicação prévia.
É um pensamento, como já disse, dúbio, perigoso e incompleto, pois pode sugerir às mentes menos esclarecidas que pessoas frágeis, idosas, crianças, deficientes físicos e até negros (estamos na DATA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA), devem ser EXCLUÍDOS do nosso meio social, aliás, o que já vem acontecendo na prática há muitos séculos.
Continuo afirmando que ACREDITO que não deve ter havido a intenção perversa desse blog em realizar tal assertiva, apenas pedi CAUTELA!!! Agora, essa questão de apagar comentário na nossa página é algo CENSURÁVEL que vou examinar, tecnicamente, se poderá ser evitado. Espero ter-me feito ENTENDER!!!

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Aí, tá certo!
" Salve, o ALMIRANTE NEGRO
Que tem por monumento
As pedras pisadas do cais..."(João Bosco)
Gilmarinho,amigo nosso:Gonçalves Dias, Castro Alves e tanto sangue e sofrimento dos nossos Irmãos Escravizados merecem todo o nosso mais PROFUNDO RESPEITO!
Valeu, Círculo Literário! É conversando que a gente se entende!!!

gosto de bichos disse...

São Francisco, esse iluminado!

Precisamos todos, homens e natureza, da proteção constante dele. Beijo no coração, amiga!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Oi querida amiga, que lindo o São Francisco. Esta imagens transmite paz, carinho e amor.Vim desejar um ótimo e maravilhoso final de semana para você. beijos

Soraia Barbosa disse...

Olá minha amiga!
Quanto tempo?!!!

Que saudades de vir aqui, o tempo andava meio corrido e a partir da próxima semana eu volto às minhas visitas normais!

Um forte abraço.

Bill Stein Husenbar disse...

Excelente o conto.

Maravilhosa casa!

Que mais há para dizer?

Perfeito.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

beto melodia disse...

oi, vanuza:
saudades de nossos papos...

beijos em seu coração...

Francine Esqueda disse...

que saudade!!!
Vim fuçar, matar a saudade daqui e adorei o que encontrei!
Como estão as coisas!?? Desculpa o sumiço! Minha vida profissional, cultural e social está agitadíssima!!!! Beijos
Boa semana!