segunda-feira, 27 de outubro de 2008

MISTURINHA GOSTOSA...

Situação Cotidiana:
Sabe quando você chega em casa, arranca a roupa suada, tira sutiã (mulher, né, gente?), joga sapatos pra longe, bolsa para o outro lado e cai ali mesmo no sofá da sala? Bom, daí a uns minutinhos vem aquela fome se insinuando, mas a preguiça - cansaço se instalou...
Idéia luminosa!
Panelinhas, tapewares, pratinhos, tudo, tudinho, guardadinho naquela "caixa mágica": a geladeira. O que seria da nossa "avançada civilização" se não pudéssemos contar com essa provedora infalível?
Descalça mesmo vou à cozinha: prato fundo na mão e começa a misturação; macarronada com saladinha, sobra de feijão e a "delícia celestial" de um strogonoff de frango. Esperem, ainda tem a farofinha...
Quem é mulher (até homem), trabalha fora, estuda, entende!
Agora, a hora da analogia com o novo post: miríades de temas percorrendo nossa mente, mas o tempo é curto e tantas imagens aqui, que imagens! Olha, quem não gostou da comparação culinária, ou seja, os mais puristas, exigentes, cultos, etc. e tal, pensem numa associação de idéias livres, tipo Freud, Lacan, Jung, Adler, por aí... ENFIM, PENSEM NO QUE QUISEREM!
VAMOS À MISTURINHA?
"Seu Moreira" tinha um jardim adorável e os brincos de princesa recobriam o muro baixo... como esquecerei?



Andaluzia , na Espanha do Professor Carlos: O maior número de reservas florestais... não vou para Pasárgada, pois lá não sou amiga do Rei, prefiro a Andaluzia!



Sevilla, ainda e sempre a Bela Espanha: TORRE DEL ORO... eu moraria na Torre de Rapunzel!


BEATLES: um revólver que só disparava os sons mais melodiosos do planeta... que saudade!



EMOÇÕES: são os cavalos selvagens que habitam nossas almas rebeldes...



Envolver
Eu não "quero". Eu não "posso". Não, eu não vou me envolver. Preciso acabar com essa dor...

-----------------------------------------------------------------------------------------

A DOR NÃO PASSA, AMIGO!

MAS NOSSA AMIZADE FICA, INSISTE EM FICAR!

80 comentários:

Sérgio Luyz Rocha disse...

...exceção feita ao sutiã e ao fato de que, muitas vezes, literalmente me arrasto até a “caixa provedora”, este aí sou eu! Aliás, somos todos nós, seres que, apesar do trabalho, das contas, das enxaquecas, das preocupações com os pimpolhos cada dia menos pimpolhos, das crises financeiras e da meia-idade, ainda lembram dos jardins de um certo tempo e de certas flores nestes jardins... Tenho certeza que, como o Darcy, você também não gostaria de estar no lugar dos vitoriosos...é por isso, não é?

Saudades, Vanuza..
Beijos prá você e prá família!!

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Querida Van
Sem Freud, Lacan e cia!
Como almocei muito pouquinho, me deu uma vontade de atacar a caixa mágica!
Hum! macarronada de ontem...
Obrigada pela presença constante, pelas palavras carinhosas, por tudo.
Você é uma amiga muito querida e importante no meu cantinho!
Um grande beijo e boa semana

Jéssica Trabuco disse...

Ahh... igualzinho ao que eu faço... mas tem dias que é só chegar de mais um dia de aula que simplesmente vejo a minha cama como o meu refúgio e depois de horas acordo para o mundo real!
Amei o texto, parabéns!

Essência Pura disse...

Se eu pudesse...

Se eu pudesse escolher seria feliz, pelo menos, oito horas por dia. Todos os dias. Reservaria o tempo restante para viver as pequenas agruras naturais. Mas seriam leves. Porque haveria a certeza de que a cada dia eu teria a minha cota de felicidade.

Se eu pudesse escolher reservaria algumas horas, todos os dias, para fazer só o que pudesse
fazer os outros felizes. Dedicação total.

Se eu pudesse escolher, pararia qualquer coisa que estivesse fazendo às cinco horas da tarde e me sentaria para assistir ao pôr do sol.

Escolheria lugares especiais. Procuraria não me repetir muito.

O horário do pôr do sol seria algo assim, sagrado. O meu horário para observar a Deus.

Se eu pudesse escolher, viveria entre o mar e as montanhas. No meio do caminho. Nem muito longe de um, nem muito longe do outro. Plantaria flores, teria vasos na janela, muitos livros na cabeceira da cama e à noite, depois do trabalho - sim, porque se eu pudesse escolher trabalharia sempre, produziria sempre - eu me sentaria para contemplar o céu, as estrelas, a noite.

Se eu pudesse escolher, sorriria sempre. Mas choraria também, às vezes, para não esquecer o que a lágrima significa.
Viver só de sorrisos não é uma boa opção.

Se eu pudesse escolher, faria uma declaração de amor todos os dias. Só para sentir aquele sabor de ridículo que nos enche alma e que é imprescindível à felicidade.

Se eu pudesse escolher, plantaria sementes e "perderia" horas vendo-as germinar e lamentaria por aquelas que não conseguissem se transformar em flor.

Se eu pudesse escolher, viveria a vida de uma forma mais leve, menos dolorosa, mais intensa, menos angustiante.

Nem sempre temos como opções as escolhas que faríamos se pudéssemos escolher. Mas há escolhas que nos são oferecidas sempre.
A de provocarmos sorrisos, de abraçarmos, de dizermos que amamos para quem amamos mesmo que eles não entendam o que é amor. A possibilidade de transformarmos dentro de nós o cenário e aprendermos que, como não temos muitas escolhas, precisamos viver quinze minutos de felicidade com tanta intensidade que eles possam ser transformados em horas, dias, meses, no tempo que escolhermos.
Se pudéssemos escolher...(ad)
***

Vanuza, quem nunca fez ou quem não faz isso tudo diariamente? eu faço...sabe? quando estava terminando a faculdade e chegava em casa azul de fome juntava tudo isso e pela madrugada, muitas vezes, saia um lanchinho junto com os estudos...essa mistura de tudo isso, mais os momentos bons e os ruins tbem, me fazem cada vez mais e mais ver que a vida vale a pena...e amigos como vc nós levam pra frente....obrigada...

Está linda sua mensagem...

Beijos na alma....

Miriam

Beautiful Stranger disse...

'misturinha MAIS que gostosa'; querida amiga, concordo com você, a amizade realmente ameniza a dor e em alguns casos a leva embora e dá lugar a um conforto in-descritível e intenso; parece simples demais para se dar tamanha importância? pode ser simples, mas toda importância possível darei aos meus verdadeiros amigos; gestos serão marcantes, de maneira a torná-los inesquecíveis, obrigado mais uma vez, por essa 'verdade' que demonstra...

:D
http://strangerbeautiful.blogspot.com/

Beautiful Stranger disse...

SORTE de quem a tem como AMIGA!!!

Águas de Março disse...

Soberbo!
Seu blog é um encanto.

Mello disse...

Olá, querida amiga!
Já estava ansiosa pelo teu novo post.
Conheço esta situação quotidiana é o que eu faço, quando chego a casa, aqui a humidade é terrível!
É verdade depois de um dia de trabalho apetece mesmo é tomar um banho e comer uma comidinha saborosa.
Brincos de princesa eram as flores que existiam no quintal da minha avó paterna, a quanto tempo não ouvia falar delas.
Não conheço a Andaluzia, na verdade desconheço por completo o Sul de Espanha… mas tengo ganas de conecer!!!
A minha música preferida dos BEATLES: “ Tudo o que necessitámos é de amor”, isto é a tradução simultânea, pois o meu inglês anda pelas ruas da amargura…
Também concordo com a expressão cavalo selvagem, para designar o nosso anseio de liberdade, de correr ao vento: livres e desprendidos da vida e de tudo.
A dor vamos levando… uns dias mais, outros menos. A dor da saudade é das piores dores que podemos sofrer… O que interessa é manter a amizade, ficar sem saber nada da pessoa amiga é muito ruim.

Quanto ao meu post, eu precisava de exorcizar determinadas coisas, passadas… tinha duas soluções ou andava mal-humorada ou escrevia, preferi escrever. O vídeo transmite a minha forma de ver a liberdade de forma livre sem pressão, mas com muito amor e afecto.

Já tinha saudades tuas…

Beijinhos com muito afecto e bem próxima,

Graça Mello

vida cotidiana disse...

Mistura boa, a caixa mágica ameniza a dor do estômago, o coração só a amizade, bjs

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Querida amiga; vamos combinar esta misturinha hummmmmm!
de lascar!
Delícia....
Como é bom chegar em casa, pés descalsos...essas coisas, nossa, que valor tem isso!
E eu nos fins de semana ainda tenho a presença dos filhos, é de mais...e os domingos então,,,, almoço na casa de meus pais, toalhas com cheiro de lavanda, pratos antigos cheios de lembranças lindas da minha infância. É bom demais amiga, é bom demais.
beijos com sabor de saudade.

Vivian disse...

...adorei a misturinha porque
sou mestra neste quisito...rss

e quer coisa melhor que saborear
este mexido, satisfazendo a fome
e enquanto isso enlevar-se com
as maravilhas que o mundo tem?

bendita liberdade!

felizes os que entendem isso!!

muahhhhhh

Átila Siqueira. disse...

Seu blog é lindo, simplesmente lindo. A imagem daqueles cavalos correndo me deixou fascinado. Quanto a geladeira, é verdade, não seriamos o que somos sem ela.

As outras fotos também são lindas. Adorei tudo aqui, e vou voltar sempre, pode me esperar.

Quero te agradecer pelos comentários lá no meu blog, e também no blog fanbooks, a qual sou integrante da equipe. Muito obrigado por sua gentileza comigo, e volte sempre que desejar a ambos os blogs.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

daniel disse...

Vanuza

Confesso que gostei da tua deambulação, a imaginação de quem é imaginativa.
Sacrificou-se aquele jantarinho, aquele ritual e saiu miscelânea de emoções no algures.
Beijinho,
Daniel

Pelos caminhos da vida. disse...

Que bom que vc é minha amiga.

Vanuza eu post todos os dias,vc pediu pra eu te avisar.

Acabou de sair um post agora,espero vc lá.

beijooo.

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Preciso te agradeçer.
Esta misturinha me fez pensar de como é bom viver, como é bom tirar os sapatos a tardinha, entrar em nossa casa,fazer as coisas mais simples e que na verdade são as mais prazerosas?
Adorei esta postagem.
A simplicidade resolve tudo...e somos feliz aí!
beijos querida amiga, e que venham outras postagens assim....

Mello disse...

Olá, minha querida amiga, Vanuza!

Venho desejar-te uma boa semana de trabalho. Com muita paz, muito carinho e muita luz...

Gosto muito de ti...

Beijinhos, com afecto, em breve voltarei...

Beijinhos,

Graça Mello

Sue disse...

Oi, Vanuza!
Vim conhecer vc, seu trabalho... Adorei o que encontrei por aqui! Parabéns!
Ah! quero agradecer sua visita e comentário no blog do amigo Beto Melodia...
Bj!

Carmello Café disse...

Vanuzita, minha querida amiga, fez-me lembrar meu prato preferido, a minha Macarronada Lavoisier, ou seja, "na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma": é a mesma coisa, macarrão, de qualquer tipo, e TODOS os restos que estiverem ainda em perfeitas condições (rsrsrs) na geladeira. Alegria das madrugadas insones, desafogo de dias de trabalho pesado ou simplesmente uma larica preguiçosa.
Só nunca pensei em colocar Beatles, cavalos, castelos ou flores; quem sabe na próxima? (rsrsrsrsrs)

Não lembro muito bem quando ou onde, mas lembro de ter lido uma entrevista do Paul McCartney onde ele dizia que "Revolver" poderia não somente ser, em si, um revólver (até porque a palavra, com essa conotação, nunca foi muito usada na Inglaterra, mas nos EUA), mas, principalmente, aquele que "revolve". "Revolve", em inglês, pode ter vários significados - procurei no dicionário: (verbo) rodar, girar, voltear; meditar, refletir sobre; contemplar, discorrer; revolver; ser considerado sob todos os aspectos, suceder periodicamente.
Dessa maneira, acho que o título desse magnífico álbum (que traz a minha preferida "Tomorrow Never Knows") se torna muito mais interessante e abrangente.

Gostei da postagem, a idéia de nos fazer refletir sobre tudo isso e depois compartilharmos nossas idéias é a melhor nesses tempos tão individualistas.

Beijos mil, menina, e até!

Cristiana Fonseca disse...

Olá Vanuza,
Belo ,belíssimo post.
Saudoso, gostoso de se ler, charmoso na aparência e rico e conquistador nas palavras.
Obrigada pela visita, estou mais uma vez envolvida, em um desenho repleto de detalhes, uma chuva de detalhes.
E estou tb bolando uma exposição, doando de mim mesma todo o tempo.
Estou tendo que ser ao mesmo tempo artista, empresária,jornalista, marqueteira enfim e que precisar, pra este projeto voar. E com isso,me atrasei em novas postagens e nas minhas deliciosas visitas aos amigos.
Abraços fortes,
Cris

Bill Stein Husenbar disse...

Vanuza

Belissimas as fotos.

Está impressionante querida amiga.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Mariazita disse...

Querida Vanuza
Maldade! Maldade pura!
Eu jantei faz três horas. E. como de costume, as minhas refeições são em quantidades muito pequenas. Não consigo comer muito duma vez.
Chego aqui e começo a "ver" macarronada, strogonof, etc., etc., etc. ...isto não é maldade???
Tô cheia de fome!!!
As imagens são lindas, assim como os "dizeres" qua fazem analogia com elas.
Espanha, aqui mesmo ao lado...tem coisas e paisagens lindíssimas
para se verem.
Por agora, desejo-te uma noite feliz.
Vou ver se como e se durmo...
Beijinhos, querida.
Mariazita

Pelos caminhos da vida. disse...

Hoje passei mais cedo por aqui pra te dizer: BOM DIA

beijooo.

Uma Ilha disse...

Obrigada por todo o efeto, também não deixarei de vir aqui, sinto-me bem aqui neste cantinho de amigos.Beijinho e bom dia.Uma ilha

Átila Siqueira. disse...

Oi Vanuza, quero agradecer a visita lá no blog fanbooks. Aquela postagem foi feita pelo meu companheiro naquele blog. O mérito dessa vez é dele, mas eu agradeço assim mesmo.

Muito obrigado, e volte sempre ao meu blog pessoal, e ao fanbooks. Tu és minha convidada para ambos.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

Cultura Malcriada - disse...

Olá Vanuza!!

Receita das melhores... como é bom combinar coisas boas!!!

Bjão!!

Essência Pura disse...

Querida Vanuza,

Me sentindo quase uma sapa, com tanta chuva nessa minha Ilha da Magia - quero ver qtos sapos vão virar principes - rsrsrs - venho aqui mais uma vez - assim, ohhh, escrevendo, né - por que sempre te visito para ver as mensagens de carinho que te deixam e adoro saber-te feliz - leio e releio, acho linda essa mistura, ficou perfeita....reli tbem o que te mandei em primeiro e minhas palavras foram para essa mistura de sentimentos que nós "sacode" diariamente....mas.....mas...hoje venho aqui para falar de mistura mesmo, aquela que nós enche a boca, o estomago - (puxaaa, que mal educada eu - sorry, não falo de boca cheia não - rsrsr)...mas como o mar, apesar de super agitado não esta para peixe, que tal uma feijoada...(tá bom Vanuza, sei que hoje é só quarta feira, mas falo no sábado, que acha?) e andando com esses pensamentos, lembrei da Feijoada do Vinícius (a intimidade é além entendimento, por tanto que gosto)...te passo e desejo que seja muito bem aproveitada...eu vou fazer ao modo Vinicius & Miriam....

Feijoada à Minha Moda (dele)
...
...

"...Em atenção ao adiantado
Da hora em que abrimos o olho
O feijão deve, já catado
Nos esperar, feliz, de molho

E a cozinheira, por respeito
À nossa mestria na arte
Já deve ter tacado peito
E preparado e posto à parte

Os elementos componentes
De um saboroso refogado
Tais: cebolas, tomates, dentes
De alho — e o que mais for azado

Tudo picado desde cedo
De feição a sempre evitar
Qualquer contato mais... vulgar
Às nossas nobres mãos de aedo.

Enquanto nós, a dar uns toques
No que não nos seja a contento
Vigiaremos o cozimento
Tomando o nosso uísque on the rocks

Uma vez cozido o feijão
(Umas quatro horas, fogo médio)
Nós, bocejando o nosso tédio
Nos chegaremos ao fogão

E em elegante curvatura:
Um pé adiante e o braço às costas
Provaremos a rica negrura
Por onde devem boiar postas

De carne-seca suculenta
Gordos paios, nédio toucinho
(Nunca orelhas de bacorinho
Que a tornam em excesso opulenta!)

E — atenção! — segredo modesto
Mas meu, no tocante à feijoada:
Uma língua fresca pelada
Posta a cozer com todo o resto.

Feito o quê, retire-se o caroço
Bastante, que bem amassado
Junta-se ao belo refogado
De modo a ter-se um molho grosso

Que vai de volta ao caldeirão
No qual o poeta, em bom agouro
Deve esparzir folhas de louro
Com um gesto clássico e pagão.

Inútil dizer que, entrementes
Em chama à parte desta liça
Devem fritar, todas contentes
Lindas rodelas de lingüiça

Enquanto ao lado, em fogo brando
Dismilingüindo-se de gozo
Deve também se estar fritando
O torresminho delicioso

Em cuja gordura, de resto
(Melhor gordura nunca houve!)
Deve depois frigir a couve
Picada, em fogo alegre e presto.

Uma farofa? — tem seus dias...
Porém que seja na manteiga!
A laranja gelada, em fatias
(Seleta ou da Bahia) — e chega

Só na última cozedura
Para levar à mesa, deixa-se
Cair um pouco da gordura
Da lingüiça na iguaria — e mexa-se.

Que prazer mais um corpo pede
Após comido um tal feijão?
— Evidentemente uma rede
E um gato para passar a mão..."
****

Liga não Vanuza, ando bem de espirito, ando feliz, cheia de energia,(até que enfim isso esta voltando)...tive uma folga agora e
resolvi passar com vc...

Um feliz resto de semana

Bjusss

Miriam

Dry Neres disse...

rsrs...
Adorei teu post querida.. E a comparação com a comida me lembra Veríssimo em "A mesa voadora".. Adoooooooro!! É o gênero feminino que grita!! :)
Você falando em dor, me fez lembrar de um aprendizado hoje.. a ostra só produz a pérola pq sente incômodo, dor com um grão de arei que mora nela.. uma ostra sem dor, é só uma ostra... Logo, não conheceríamos as pérolas..
Gosto do teu jeito de escrever..
Grande beijo!
Adorei!

Carmello Café disse...

Vanuzita, o papo sobre filmes trash me fez rir muuuuuuiiiiito! (rsrsrs) Ontem vimos um filme aqui em casa e passou o trailer (só me lembrei ainda agora...) de um filme chamado "As Strippers Zumbis", imagina a trasheira que isso não deve ser?!?! (rsrsrsrsrsrs)
Será que filme trash também entra nessa mistura aí?...
Beijos e até!

Nilson Barcelli disse...

"EMOÇÕES: são os cavalos selvagens que habitam nossas almas rebeldes..."
Gostei da frase.
Também gosto de misturinha gostosa... feijoada aquecida do dia anterior, por exemplo, ainda é melhor que a original...
Beijinhos.

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Vanuza.

Simplesmente ADOREI o seu post. Alegre, despojado, sensível.

E essa frase foi um achado:
"EMOÇÕES: são os cavalos selvagens que habitam nossas almas rebeldes..."

+++++++++++++

Que no dia 31/10
Você tenha um Halloween assombrado.
DOCES OU TRAVESSURAS?

Link para o presente de:
DIA DAS BRUXAS (clique aqui)

Beijos mil! :-)

AugustoMaio disse...

Sempre com seus interessantes posts. Ficam-se uns dias sem vir, mas sempre se recupera com o interesse e profundidade que a tudo dedica.

Essência Pura disse...

Vanuza

Recebi um presente lindo e quero dividir com vc...está no lado direito do meu blog com o seu linck

Um bom dia prá vc

Beijos

Miriam

Pelos caminhos da vida. disse...

Ótima quinta-feira amiga!

Bom dia.

Sua visita e seu comentário são importantes para mim.

Bom dia.

beijooo.

Essência Pura disse...

Vanuza

Tudo que tem no meu blog vc pode ficar a vontade para usar da maneira que achar melhor, fico feliz que tenha gostado da moldura do trevinho....use e abuse....se quiser que eu coloque a moldura em suas imagens ou outra coisa, esteja a vontade para dizer, ok? faço com carinho...

Bjusss

Miriam

Jéssica Trabuco disse...

Eu que agradeço!

Pela visita e pelas palavras!

=)

Mello disse...

Olá, minha querida, Vanuza!

Estou sempre a ler esta citação: ""Fracassei em tudo o que tentei na vida. Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui. Tentei salvar os índios, não consegui. Tentei fazer uma universidade séria e fracassei. Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei. Mas os fracassos são minhas vitórias. Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu" (ANTROPÓLOGO E HOMEM DE CULTURA, DARCY RIBEIRO)".

Já dei tantas voltas nesta citação: um fracasso que no fim de contas se converteu em vitória. Fracassos, quantos acontecem na nossa vida? Tantas vezes fracassei! Mas tornei-me mais forte. O ano passado na véspera do dia das bruxas, eu dê um jeito na coluna vertebral e fiquei sem me mexer. Foi horrível a solução era praticar natação. Eu odiava água, era como um gato fugia a sete pés, mas agora já nado com algum medo, mas consigo nadar. As coisas más como os fracassos podem ser convertidas em coisas boas como a vitória.

Gosto muito desta citação. E compreendi porque a escolheste…


Beijinhos e fica bem,

Graça Mello

Mello disse...

Olá, minha linda!
Só mesmo uma pessoa querida e sensível como tu para veres e sentires o que o Ruca, nunca sentiu… que a planta estava sempre com ele…
Há coisas que dói fazê-las, mas às vezes é a única solução. Sempre podes fazer um post com a tua bela planta. Assim estará mais próxima de ti!

Adorei a citação e governar qualquer terra é uma carga de trabalhos.

Beijinhos e fica bem,

amiga Graça

Águas de Março disse...

È a misturinha que todo mundo sonha e que poucos tem.
Eu sonho com isso!

Zíngara disse...

A Espanha, o Flamenco

Andaluzia também é a nossa

Pátria.

Pelos caminhos da vida. disse...

Fim de semana com muita luz amiga!

Bom dia.

Obrigada pelas visitas.

beijooo.

Jonas Santista Ulianov disse...

Bom dia. Só hoje li a frase de Darcy Ribeiro e bastante gostei dela. A última imagem em suas palavras chamaram minha atenção: "Palavras, pensamentos, imagens. Esta é a minha vida onde nada acontece sem razão". Ótimo fim de mês pra você.

Águas de Março disse...

Obrigada por sua visita ao meu blog.
o seu é bom demais.Venho sempre por aqui.
beijos

Jonas Santista Ulianov disse...

Uma das coisas que mais tenho gostado nisso tudo, é poder compartilhar com você e com outros "blogueiros" experiências e palavras do dia a dia. Isso pra mim é algo muito gratificante. Boa tarde.

gosto de bichos disse...

Demoro a fazer meus posts, mas quando os faço, tenho o seu como

Parada obrigatória pra pensar...

literatura disse...

Olá querida amiga!
Gostei do teu comentário. E te digo, que a próxima postagem será mais um capítulo da história de Teodora.
Tambem gosto muito dos teus trabalhos, são especiais porque tem um fundo cultural. Parabéns!
Tem um bom fim de semana.
Beijinhos.
Noribal

Uma Ilha disse...

Não entendi bem o que quer fazer no blog, os seguidores é simples encontr-se no painel quando abre o blog, é só clicar em adicionar o url da página que quer seguir e aparecerá no seu perfil.Beijinhos e um fim de semana de muita luz.Uma ilha

Uma Ilha disse...

Lisa não aqui era eu a responder ao comentário a cima o meu nome está lá.Beijinhos e fica bem.uma ilha

Anônimo disse...

Oi Vanusa, tudo bem ?
Em setembro vc fez um post maravilhoso sobre uma atriz alemã (MARIANNE SÄGEBRECHT). Gostaria muito de assistir ao filme "Estação Doçura" mas não sei onde encontrá-lo. Os outos dois "Bagda Cafe" e "Rosalie vai as compras", consegui encontrar! Voce teria alguma sugestão sobre onde eu poderia encontrar "ESTAÇÃO DOÇURA"? Obrigada pela atenção e parábens pelo blog!!
Jessie Char - São Paulo/SP

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia!

Tem selinhos lá para vc.


Fim de semana iluminado para vc amiga.

beijooo.

Essência Pura disse...

Bom Dia Vanuza

Um dia especial pra vc e sua família, com harmonia, paz e muito carinho...

Presta atenção mulher....

Vc é uma grande mulher, é especial..."o resto é resto", ok?
(Sei que vc me entende...)

Bjuss na alma

Miriam

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Passei para desejar um bom final de semana querida amiga, juntamente com tua família.
beijos.
Não tenho tido tempo de postar, mas segunda prometo que faço isso.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

RESPOSTA À JESSIE CHAR:
"Estação Doçura" ou "Sugar Baby" nós o adquirimos numa liquidação de uma locadora em fita VHS. Sinceramente, não faço a mímina idéia ou pista para lhe dar. Mas sabemos que há sites na net que nos oferece um oceano de ofertas de filmes até mais antigos e raros. Se bem, que já procurei "O Banco dos Trapaceiros" com Michael Caine e NADA, se souberes também do paradeiro desse, agradeço!
A única coisa que te posso assegurar que Marianne continua com seu desempenho sensível e impecável, além de uma fotografia muito intimista, feminina, ímpar.
Boa sorte, Jessie!!!Bjs

Essência Pura disse...

Isso mesmo Vanuza

Graça Machel casou com Samora Machel, o primeiro Presidente de Moçambique em 1975,(governou por 11 anos) ele morreu em 1986 (até hoje questiona-se a morte dele - acidente? atentado?).
Graça Machel durante toda a sua vida, lutou para que seu pais e sua gente tivessem mais respeito e dignidade...era uma grande defensora de uma infância digna...em 1998, casou com Mandela...

Que bom que vamos relembrando, colhendo informações, se fossemos colocar tudo num post, teriamos que abrir um blog para cada um deles - rsrsrsrs

Bjus

Miriam

Anônimo disse...

Valeu, Vanuza!
Desculpe-me ter escrito seu nome com "s" no comentário anterior.
Bjs, Jessie.

Jonas Santista Ulianov disse...

Coloquei o endereço do seu blog no meu, na parte "Páginas Úteis". Boa tarde.

eva disse...

Vanuza, hoje te convido a ires ver uma outra "misturinha" que eu postei em http://scherzo.blogs.sapo.pt/.
Já me diseram que é um bocadinho complicado mas não acho, não!
E agora, se quer saber, você me deu fome. Por aqui já são oito e pouco da noite e eu vou largar o PC e vou a caminho da geladeira.
Obrigada pela sua misturinha.
Bjsss

Marta disse...

Olá, venho dar a conhecer o meu novo blog, apos alguns dias para ficar tudo bem decidi começar com ele hoje, espero que goste de o visitar e que faça parte dos seus favoritos... com o tempos darei a conhecer o que gosto de fazer - Escrever..

Beijos e boa visita.

http://marprofundo.mine.nu

João da Silva disse...

Fazia tempo que eu não vinha visitá-la, querida, e o blog mantém a beleza e a arte. Adorei as comparações. Quanto ao momento em que você se despe, como sou um cavalheiro, abstenho-me de comentar (até me vesti, por sugestão sua, lembra-se?).
Receba meus beijos carinhosos, então!
João

victor disse...

Cortando o sutiã, essa serve para mim. muito bom textoamiga. Abraços

Francine Esqueda disse...

Lindona, vc não me fez nda, nao!!!
Estou mesmo sem tempo... na correria do dia a dia!
Apareça quando puder!
Lindissimas imagens que escolheu para este post!
Tenha um excelente fds!
Beijos

Olhos de mel disse...

Oie linda! É bom demais e chegar em casa e encontrar tudo prontinho só a espera... Essa caixinha é milagrosa, viu? Adoro quando não preciso fazer comida.
Bom domingo! Beijos

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

EXPLICAÇÃO AO JOÃO DA SILVA:
Filho, a personagem desse conto minimalista, não está se despedindo na casa de uma outra pessoa, nem a título de exibicionismo. Ela está em sua casa e cansada, após um dia de trabalho. Você se apresentava minimamente trajado e entrava nos blogs de pessoas de várias tendências éticas, religiosas, etc. e tal. Por fim, não lhe admoestei a nenhuma advertência moralista, apenas fiz-lhe uma observação que VOCÊ ACATOU! Sinal que havia um fundo de verdade no que eu lhe falei.
Tudo em cima? Certinho? Beleza? Bjs

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

OPS:...SE DESPINDO.

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Viu, João? Se eu fosse anti-democrática e conservadora, poderia reter seu comentário. Além do mais, tá um frio danado, você poderia pegar um resfriado, rssss.

beto melodia disse...

oi, vanuza...

finalmente, sonho realizado, volto ao ar...
beijos em seu coração e um ótimo final de semana...

Pelos caminhos da vida. disse...

Passei por aqui para desejar um domingo com muita luz para vc amiga.

beijooo.

A Voz da Floresta disse...

Uma realidade de muitos brasileiros e brasileiras que têm muitos compromissos fora e pouco tempo para si.

Excelentes imagens, amiga!

Carioca disse...

Tô com saudade de ti, morena.

O post do Rio não sai, não?

Bjks!

Otto krieger disse...

Poucos fazem a ponte:
O ato de alimentar-se
tem a ver com o
nosso inconsciente.
Ninguém percebeu isso
no teu post?
Eu percebi!

Val disse...

Oi minha linda, adorei sua visita,sempre sera bem vinda em meu blog.Seu blog é muito interessante parabéns.Tenha uma semana iluminada e cheias de alegrias.
Beijos

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá querida Vanuza, belíssima postagem... Texto, imagens... tudo lindo!... Votos de uma boa semana,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

eva disse...

Obrigada pela opinião, Vanuza! Prezo muito sua opinião pois seu blog me mostra quão verdadeira você é no que diz. E como o texto de Amit Goswami atrapalhou um pouco algumas pessoas, fiquei na dúvida. Mas o objectivo daquele blog é, como o nome de "Caminhos" indica, percorrer mesmo outros caminhos. Obrigada, amiga!
Bjsss

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Oi amiga do "Misturinha", esta postagem esta dando o que falar não? Delicia!
Apareça fiz postagem nova.
beijos.
tenha uma ótima semana.

Pelos caminhos da vida. disse...

Que sua semana amiga seja de gdes realizações.

beijooo

Essência Pura disse...

Toc toc toc,

Desculpa vir a essa hora (hora da misturinha)(aqui 13h)(eu na Secretaria), mas hoje meu tempo que já não é muito, me deu uns minutos em frente ao pc e vim te desejar uma feliz semana junto aos seus...

Um beijo, fica bem e em paz

Miriam

GiGi disse...

Tanto tempo sem postar, venho te visitar, tanto para ler, aprender e ver.

Beijus da Gigi!

O Árabe disse...

Saborosa salada... tive excelente proveito! :) Boa semana, amiga.

rosa dourada/ondina azul disse...

Bom,
para começar, hoje até almocei bem...
Mas, dia em que se come a correr, é bem um gesto certo, ir até à caixa mágica e ver o que há para "atacar"...
Gostei muito dos brincos de princesa :)))


beijinho,

SAM disse...

Amiga querida,

Chuei tão atrasada para a misturinha que não sobrou sequer uma saladinha pra mim rsrs.


Toda a seção de fotos são maravilhosas. Não poderia faltar os cavalos selvagens e a significação...E os Beatles! Maravilha! Lembro bem desta capa...

E caso a parte, o amigo maravilhoso, sensível e que me é muito querido: Beautiful Stranger !

Tudo lindo por aqui....


Grande beijo!

Rose Tunala disse...

As misturinha são perfeitas...
...mas fujo delas. rsrsr
Não resisto à gula...
Ai, ai e como são engordiets.... hehehe.
Deliciosamente engordiets...

Estava com saudades de passar por aqui...
Muita correria.
***Beijos***