terça-feira, 1 de julho de 2008

TERENCE STAMP E SUA ARTE

TERENCE STAMP: SUA ARTE E MUITO MAIS!
Sei dos sites e blogs perfeitos sobre cinema e o desempenho desse ator que foi louvado por Fellini em "Toby Dammit". Mas, se alguém, por acaso, nos acompanha aqui, talvez tenha notado que a nossa relação com o cinema é, antes de mais nada, AFETIVA. Daí, vamos focalizar o Astro em alguns momentos de sua produtiva carreira, começando:
"O COLECIONADOR": Terence e Samantha, vivendo dois papéis muito subjetivos.Ele, um bancário pobre, sossegado, mas secretamente apaixonado por Miranda, uma mulher no auge do seu frescor feminino.Tímido e colecionador de borboletas, não ousa se aproximar dessa "deusa". O rapaz (não me recordo o nome do personagem, nem vou consultar nada) faz um jogo na loteria e...GANHA! Eis um milionário que parte para a captura da sua ambicionada "borboleta". Sequestra Miranda e a mantém em cárcere privado, mas com regalias, sem maltratos, à espera tão somente do seu afeto. O AFETO não vem! Pelo contrário, Miranda o rejeita, definha e morre. E para que tanto dinheiro nas mãos de um desequilibrado? Miranda bem que poderia gostar daquele jovem que só lhe pedia um pouquinho do seu carinho. Só vendo mesmo!
"ENCONTROS COM HOMENS NOTÁVEIS": Aqui, confesso, o livro supera o filme.Porém, essa película não foi feita para o grande público.O seu conteúdo destina-se aos Iniciados no Sufismo de Gurdjieff, uma figura ímpar em termos de inteligência e VISÃO ESPIRITUAL. Quem já ouviu ou leu sobre "A Escola do Quarto Caminho", entende o que tento transmitir. Peter Brooks, o diretor, foi um dos últimos a conviver com o Mestre George I. Gurdjieff, assim como muitos artistas, até na Literatura, como Katherine Mansfield. Vamos a mais algumas imagens? Escolho esse trabalho artístico sobre a face de Gurdjieff por uma questão de gosto pessoal, simplesmente.

Uma das cenas do filme que enfoca o ritual da dança, ou movimentos, tendo em vista que o despertar do corpo físico era um dos principais pilares do "TRABALHO DE GURDJIEFF". Aqui, ainda deixo uma indagação que não consegui solucionar: por que a escolha de Terence para desempenhar o Mestre em suas buscas espirituais? E TERENCE TEM MAIS: tem "Priscila, Rainha do Deserto", onde teve a coragem e a maturidade de interpretar, e bem, um travesti. Tem também a fortíssima interpretação de um vilão em "Super-Man". E em "Toby Dammit" e "Teorema" já falamos, mas não nos custará nada voltarmos mais detidamente a essas OBRAS IMORTAIS...

AFINAL, É TERENCE STAMP O INTÉRPRETE!(...e que o dono desses "olhos verdes" ainda tenha muita estrada...)

33 comentários:

Beto disse...

Um grande ator se demonstra pela sua arte e caráter, isso fica estampado no profissional que é.

Adriano disse...

Esse ator é muito importante para a história do cinema. Boa noite.

Marluce disse...

Esse ator estraçalhou meu coração, aiiiiiiii!

Leilah disse...

A resposta:sensibilidade...

Beautiful Stranger disse...

muito interessante esse post, estou ficando bem informado sobre 'artes', adorei...


;)
http://strangerbeautiful.blogspot.com/

Tony disse...

Terence é um dos mais marcos da cinematografia mundial.

Digo Sim disse...

E que arte! Como é difícil a vida de um artista dedicado, é dura, eu sei, já estudei dramaturgia.Boa sacada!

Nadja disse...

Olá!Gostei do seu blog também! E obrigada pela visita ao ''La vie en rose''!Volte sempre que desejar! bjosss

Giulianno disse...

Infelizmente grandes atores do passado são esquecidos inexplicavelmente.Por outro lado permanecem vivos na memória daqueles que se deliciaram com os momento mágicos que o cinema pode proporcionar Algumas de suas obras ditaram moda, questionaram valores morais e políticos de nossa sociedade, outros apenas divertiram ou comoveram. Mas todas estas lembranças podem ser revisitadas, por todas as gerações. Ainda há tempo... Terence Stamp era uma grande estrela, mas com personalidade própria. Seus filmes ainda nos encantam, pertubam embriagam, um exemplo disso é "Teorema" de Pasolini. Bela lembrança ou melhor inesquecível lembrança...

Só Eu&Você disse...

Adoramos esses artigos livres, sem tirar a magia do cinema, enfim, somos também cinéfilos!

A VOZ DA FLORESTA disse...

Terence é um artista, assim como um pajé representa seu povo na floresta.Ele foi uma mago do cinema.

Coisas Minhas disse...

Como eu aprendo vindo aqui e esse moço é muito bonito!

Serginho disse...

Muitas coisas foram esclarecidas com seu texto.Parabéns!

Geraldo disse...

Tanto o livro, quanto o filme nos dão lições maravilhosas.

Júlio Cintra disse...

Brilhante exposição.Abração!

Soraia Barbosa disse...

Muito legal aqui!

Abraços

Anônimo disse...

Delícia das delícias!

JADY ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nadja disse...

Por nada,volte ao La vie en rose sempre que desejar! bjosss

AugustoMaio disse...

Cara Vanuza:

acordo cumprido deste lado do Atlântico. Linke colocado.

As maiores venturas.

Crisfonseca disse...

Olá,
Adorei a postagem
Beijos,
Cris

clean disse...

Quem realiza seu trabalho bem, só merece ser louvado. Terence Stamp está no Olimpo dos grandes atores.

Ademar disse...

Gurdjieff trouxe para o ocidente um ensinamento milenar que, em grande parte, está desconhecido, pois o ego de muitas pessoas, até daquelas que se dizem desapegadas, é um ego pesado e centrado em si próprias. Terence o interpretou com uma capacidade incrível!

daniel disse...

Vanuza

Não sendo, aquilo a que se pode chamar de cinéfilo (não vi esses filmes), gosto de ir passado por comentários escritos. Vou andando assim um pouco a par da filmografia.
Comentaste bem, achei!
Daniel

Liliane disse...

Uma filmografia magnífica de Terence.Mas, se ele só tivesse atuado em Teorema, isso já seria o suficiente!

.paulo ' disse...

Terence Stamp,
não posso esquecer esse nome.
E qual dos travestis ele eh
de 'Priscila a Rainha do deserto' ?
neem to lembrando dele agoora .. x(
E acho aquele filme bem ousado p/a época do seu lançamento.



adooorei o blog viio.
te linkei no meu.

=*

Aline disse...

Eclético, misterioso, preferido pelos grandes diretores, esplêndido!

Elias disse...

Hoje é fácil e até modismo o ator se vestir de mulher e fazer graça, mas Terence foi criticado por interpretar, com seriedade, um gay. talento de ator é isso aí...

Anônimo disse...

Uma estrada e um peregrino solitário...

Nick disse...

Terence, já não tão jovem, vai se perpetuar em filmes e memórias.

Digo Sim disse...

Não se fazem atores como esse hoje em dia.

quinquilharias disse...

Um ator como poucos, daí ter sido escolhido pelos grandes diretores...

Gisele disse...

Terence Stamp está no panteão reservado aos melhores...