terça-feira, 15 de abril de 2008

PAULO COELHO...O MAGO ME RESPONDEU

DEPOIMENTO:

PAULO COELHO > O MAGO > ME RESPONDEU *

Em um dado momento da minha vida passei pela difícil experiência de uma cirurgia. À época eu lia "O Diário de um Mago" do escritor Paulo Coelho que tanto me impressionou a ponto de que lhe escrevesse uma carta relatando-lhe o meu desespero. A resposta veio breve e de próprio punho do autor: "Tenha fé, pois A MÃO DE DEUS SEMPRE NOS GUIARÁ..." de lá para cá (vários anos se passaram), o MAGO E ESCRITOR não se esquece daquela anônima leitora.

Aqui transcrevo um belíssimo CONTO DE NATAL que recebi de Paulo. Se o faço, não é por vaidade, mas por uma GRATIDÃO INFINITA:











"Conta uma lenda medieval que no país que hoje conhecemos como Áustria, a família Burkhard - composta de um homem, uma mulher, e um menino - costumavam animar as feiras de natal recitando poesias, cantando baladas de antigos trovadores, e fazendo malabarismos para divertir as pessoas. Evidente que nunca sobrava dinheiro para comprar presentes, mas o homem sempre dizia a seu filho:- Você sabe por que a sacola de Papai Noel não se esvazia nunca, embora haja tantas crianças neste mundo? Porque embora ela esteja cheia de brinquedos, às vezes existem coisas mais importantes para serem entregues, os chamados "presentes invisíveis". Em um lar dividido, ele procura trazer harmonia e paz na noite mais santa da cristandade. Onde falta amor, ele deposita uma semente de fé no coração das crianças. Onde o futuro parece negro e incerto, ele traz esperança. No nosso caso, quando Papai Noel vem nos visitar, no dia seguinte estamos todos contentes de continuarmos vivos e fazendo nosso trabalho, que é de alegrar as pessoas. Jamais esqueça isso.O tempo passou, o menino transformou-se em rapaz, e certo dia a família passou diante da imponente abadia de Melk, que acabara de ser construída.- Meu pai, lembra-se que há muitos anos você me contou a história de Papai Noel e seus presentes invisíveis? Penso que certa vez recebi um destes presentes: a vocação de tornar-me padre. O senhor se incomodaria se eu agora desse meu primeiro passo em direção ao que sempre sonhei?Embora precisassem muito da companhia do filho, a família entendeu e respeitou o desejo do filho. Bateram na porta do convento, foram acolhidos com generosidade e amor pelos monges, que aceitaram o jovem Buckhard como noviço.Chegou a véspera do natal. E justamente naquele dia, um milagre especial aconteceu em Melk: Nossa Senhora, levando o menino Jesus nos braços, resolveu descer à Terra para visitar o mosteiro.Orgulhosos, todos os padres fizeram uma grande fila, e cada um postava-se diante da Virgem, procurando homenagear a Mãe e o Filho. Um deles mostrou as lindas pinturas que decoravam o local, outro levou um exemplar de uma Bíblia que havia demorado cem anos para ser manuscrita e ilustrada, um terceiro disse o nome de todos os santos.No último lugar da fila o jovem Buckhard aguardava ansioso. Seus pais eram pessoas simples, e tudo que lhe haviam ensinado era atirar bolas para cima e fazer alguns malabarismos.Quando chegou sua vez, os outros padres quiseram encerrar as homenagens, porque o antigo malabarista não tinha nada de importante para dizer, e podia desmoralizar a imagem do convento. Entretanto, no fundo do seu coração, também ele sentia uma imensa necessidade de dar alguma coisa de si para Jesus e a Virgem.Envergonhado, sentindo o olhar reprovador dos seus irmãos, ele tirou algumas laranjas do bolso e começou a jogá-las para cima e segurá-las com as mãos, criando um belo círculo no ar, igual ao que costumava fazer quando ele e sua família caminhavam pelas feiras da região.Foi só neste instante que o Menino Jesus começou a bater palmas de alegria no colo de Nossa Senhora. E foi para ele que a Virgem estendeu os braços, deixando que segurasse um pouco a criança, que não parava de sorrir.A lenda termina dizendo que, por causa deste milagre a cada duzentos anos um novo Buckhard bate na porta de Melk, é aceito, e enquanto está ali é capaz de alegrar o coração de todos que o conhecem."




13 comentários:

JADY ALVES disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yerko Herrera disse...

Vanuza!!! Obrigado por todos os comentários no Música&Poesia (http://musicapoesiabrasileira.blogspot.com). Valeu pela força e elogios. Volta sempre, a casa é tua. Se precisar de algumas dicas aqui na tua "bagunça" (como tu mesmo te refere ao teu blogue), tamos aí!

Abração!!!
Yerko Herrera.

http://musicapoesiabrasileira.blogspot.com

http://outrocine.blogspot.com

dida disse...

EIS-ME AQUUI QUERIDA ÀS 3:35 DA MADRUGA LENDO ESTE BELO CONTO.PARABÉNS PELO BLOG.TODO SUCESSO DO MUNDO E UM BEIJO ENORME NO NO CORAÇÃO.SNIF,SNIF....

Yerko Herrera disse...

Vanuza, sobre tua questão. Para aparecer nas pesquisas do Google, teoricamente, não se precisa fazer nada. O sistema deles faz freqüentemente varreduras gerais em toda a rede cadastrando tudo o que acha de novo. Ou seja, se teu blogue ainda não aparece nas buscas, em breve irá aparecer. No entanto, existem meios para melhorar tua posição em relação as pesquisas, pra não aparecer no resultado "um milhão", por exemplo.

Alguns fatores determinam a posição da tua página no Google em relação a alguns assuntos, pertinentes a tua página, é claro. A relevância sobre o tema é o mais importante. Números de linques que apontam para teu saite também pesa, isso significa que, quanto mais saites indicam atalhos para o teu, melhor tu aparecerá em uma pesquisa sobre o assunto específico. Usar em teus textos e títulos palavras-chaves que indiquem determinado assunto também ajuda.

Tem outro bem importante - que não tenho certeza de sua importância atual, pois ouvi dizer que o Google está mudando seu método de indexação de páginas - chamado Meta Tags. As tais meta tags são palavras-chaves que definem o tipo de conteúdo que o teu blogue ou página possui (exemplo: contos, literatura, obra literária...). Essas palavras são inseridas dentro do código HTML da tua página, mas daí já não sou a pessoa mais indicada pra te ensinar como se faz isso. Curiosamente hoje mesmo lia a página de um português que falava sobre o assunto (http://www.fique-rico.com/2008/04/03/como-definir-meta-tags-e-optimizar-o-seu-website/), mas tu pode procurar no Google algum saite que ensine e explique como inserir meta tags na tua página.

Também não sei muito sobre esse tema, tomara eu tenha ajudado um pouco.

Beijos e boa sorte.

Yerko Herrera.

Anônimo disse...

Texto interessante com belo exemplo, seguindo o que o Cristo nos disse com relação a viúva pobre, que dou tudo que tinha, apesar de ser pouco.Uma outra forma de agradar Cristo pelas suas próprias palavras "aquele que fazer qualquer coisas a estes pequeninos estarão fazendo a mim".Com certeza Jesus queria dizer que todos podem agradá-lo segundo a capacidade de cada um.

Adriano disse...

O Mago sempre nos fornece belas histórias!

CARIOCA disse...

Estou no texto certo, pois respeito muito o trabalho desse grande escritor e todo brasileiro deveria se orgulhar dele!

Coisas Minhas disse...

Já li Paulo Coelho e só me fez bem.

...Simplesmente Ne... disse...

Nossa amiga, que texto Maravilhoso. Não conhecia esse texto do Paulo Coelho. Simplesmente emocionante. Nós faz repensar a vida e a importância que damos a tantas bobagens.

Seu blog é uma grata surpresa. Além dos processos nos tribunais... você advoga de forma brilhante... atingindo nossa alma e espírito.

Bjs

Gy Camargo disse...

Já conhecia o conto, porém me emocionei mesmo assim.

Digo Sim disse...

Esse autor me sensibliza!

todo verdinho disse...

Adoro o Mago e esse conto é uma raridade!

Amo Imagens disse...

A imagem do mago só nos traz Paz ao coração, eu o adoro!